quarta-feira, março 18, 2009















Seis gigantes do futebol

brasileiro se unem para

reparar uma injustiça



Fluminense, Palmeiras, Botafogo, Santos, Bahia e Cruzeiro estão unidos numa empreitada que visa a reparação de um erro de conceito histórico da CBF. Pelo menos na minha opinião.

Na próxima terça-feira, dia 24 de março, esses seis gigantes do futebol brasileiro vão apresentar, em São Paulo, na sede do Palmeiras, um dossiê chamado Unificação dos Títulos Brasileiros a Partir de 1959.

Em resumo, querem que a CBF reconheça como campeões brasileiros os clubes que, a partir de 1959, conquistaram os torneios que eram chamados de Taça Brasil e Roberto Gomes Pedrosa, o Robertão. Para isso, além da pesquisa, convocaram grandes craques do passado para embasar essa tese, tais como Pelé e Tostão, cujas presenças ainda não foram confirmadas.

João Havelange, ex-presidente da extinta CBD (Confederação Brasileira de Desportos) e da Fifa apóia o movimento e considera os clubes como campeões nacionais de fato.

Acho que nada mais justo. Por exemplo, por que não considerar o Bahia campeão brasileiro de 1959 se a equipe foi a primeira a representar o Brasil na Taça Liberadores?

O Robertão e a Taça Brasil foram, de fato, os primeiros campeonatos de caráter nacional do futebol brasileiro. Dentro da realidade de cada época e em muitos casos até mais coerentes que os torneios que tiveram mais de 90 participantes na década de 1970.

Se reconhecidos em seu pleito pela CBF, os clubes modificarão consideravalmente o ranking do futebol brasileiro. Santos e Palmeiras passarão a ser os maiores campeões nacionais, com oito títulos cada um.

A CBF, atualmente, considera como campeões nacionais apenas os times vencedores dos torneios realizados a partir de 1971.

Todos os campeões da Taça Brasil

1959 - Bahia
1960 - Palmeiras
1961 a 1965 - Santos
1966 - Cruzeiro
1967 - Palmeiras
1968 - Botafogo

Todos os campeões do Robertão

1967 - Palmeiras
1968 - Santos
1969 - Palmeiras
1970 - Fluminense

18 comentários:

Anônimo disse...

Noriega, desta forma teriam dois campeões nacionais em 67 e 68. Se existe essa possibilidade (dois campeões nacionais no mesmo ano) teriam que computar como títulos nacionais as Copas do Brasil, disputadas desde 1989...

Marcelo Laguna disse...

Acho que se for pra aprovar isso aí, teria que considerar apenas os títulos do Robertão

Alexandre Giesbrecht disse...

Eu concordo com o anônimo acima. Nada contra computarem os Robertões como Brasileiros, mas as Taças Brasil deveriam ser colocadas, no máximo, como antigas Copas do Brasil. Afinal, um torneio em que times de São Paulo e do Rio entravam diretamente nas semifinais pelo único e exclusivo critério de serem do Rio e de São Paulo (nota: sou paulista e paulistano) não pode ser considerado um verdadeiro campeonato nacional.

Nori, passei ao seu lado no lançamento do livro do Mauro Beting, mas não consegui falar com você. Fica para a próxima. Talvez no lançamento do seu livro?

Alexandre Baseggio disse...

Nori,
Sou nascido em 77, então peço q ajude os mais novos a entender esse imbróglio. Quem participava da Taça Brasil e Robertão? Como eram escolhidos? Era mata-mata ou pontos corridos? Qual a importância, à época de tais campeonatos? O paulista, por exemplo, não tinha mais importância, à época?
Os vencedores da Copa do Brasil não deveriam ser considerados campeões brasileiros?

Carlos disse...

Caro Noriega, acho justíssimo considerar como campeões os clubes que conquistaram os títulos da Taça Brasil e da Taça de Prata por entendê-los como certames nacionais. Sendo que acharia justo também reconhecer os vice-campeões, que assim, consequentemente, teriam direito a uma melhor posição no ranking nacional.

Anônimo disse...

Sinceramente acho que os torneios originais devem ser preservados, justamente pela representatividade que tinham na época. Como bem disse o amigo acima, quem seria campeão brasileiro nos anos de 1967 e 1968, já que houve a disputa de dois títulos?? Ou ainda, houve participação de equipes representando todos os territórios brasileiros?? Cabe a cada uma dessas equipes valorizar e lembrar esses títulos conquistados.
André Antunes
São Paulo

Marcel Jabbour disse...

Justíssimo. Esses campeonatos devem, sem dúvidas, passar a fazer com títulos nacionais. Na época eram comemorados assim, não?

Abraços

diletra.blogspot.com

Anônimo disse...

Boa tarde Nori!!
Chega a ser ridícula esta tentativa, o Campeonato Brasileiro começou na década de 70, como diria Felipão, o Robertão e a Taça Brasil foram disputadas no tempo em que se amarrava cachorro com linguiça...Aliás os seis times citados estão longe de serem gigantes do futebol brasileiro...Na verdade ao que parece, trata-se de uma tentativa desesperada de times que não ganham nada no presente de terem títulos reconhecidos no tapetão! Estes times são campeões da Taça Brasil e do Robertão, só isso!! Como o Sport que foi campeão da Copa do Brasil e não do Campeonato Brasileiro!!Não adianta querer ganhar através de canetada, tem que ser no campo e não com canetada. Aliás o Palmeiras vive tentando ganhar algum reconhecimento coitado, tenta através de uma tal copa rio(querem q seja reconhecido como mundial?),agora através de Robertão!!É de dar dó!!Por quê não fazem como o São Paulo que mesmo sendo o clube mais novo dos grandes do Brasil já é o maior campeão Brasileiro, da Libertadores e do Mundial superando até mesmo o Santos de Pelé???Acho que basta competência em campo para ser campeão!!!
Abraços!

Nori disse...

Sobre a Copa do Brasil, são, de fato, dois campeões nacionais por temporada, cada um de uma competição nacional, com estilos e sistemas diferentes.

Nori disse...

Laguna, seu ponto de vista faz sentido, sem dúvida.
Abs

Nori disse...

Alexandre, espero ter esclarecido a dúvida sobre a Taça Brasil. E espero vc no lançamento do meu livro, com o maior prazer.
Abs

Nori disse...

Prezado anônimo do cachorro com linguiça, segundo seu raciocínio o futebol brasileiro só ganhou três Copas do Mundo então? As de 58 e 62 não constam porque foram disputada antigamente? Permita-me discordar.
Abs

Nori disse...

Prezado anônimo do cachorro com linguiça, segundo seu raciocínio o futebol brasileiro só ganhou três Copas do Mundo então? As de 58 e 62 não constam porque foram disputada antigamente? Permita-me discordar.
Abs

Fábio José Paulo (FAJOPA) disse...

O Palmeiras tem experiência em dossies fracassados, que o diga a tal Copa Rio.

Anônimo disse...

Nori, parabéns pela postura a favor do rico passado do futebol brasileiro. Há muita desinformação sobre a Taça Brasil e o Torneio Roberto Gomes Pedrosa.
Todos os argumentos contrários a estas competições não resistem aos fatos.
A Taça Brasil foi criada para dar ao seu vencedor o título de campeão brasileiro, com direito de represntar o País na Libertadores da América. Enquanto durou, foi a única competição nacional que classificou times brasileiros para a Libertadores.
Ela foi criada seguindo a fórmula da Taça dos Campeões da Europa, só que ao contrário de campeões nacionais, dela participavam apenas campeões estaduais. Logo na sua primeira edição, em 1959, teve 16 Estados representados (em uma época em que o País tinha 21). Hoje a Série A do Brasil tem representantes de apenas 9 Estados, enquanto o Brasil tem 28.
Toda a imprensa da época dá ao vencedor da Taça Brasil como campeão brasileiro. Até o Canal 100. O Dossiê traz tudo isso.
Quem criou a Taça Brasil foi João Havelange, presidente da CBD que assumiu o posto em 1958. Ele está vivo, lúcido e apóia a reivindicação, pois efetivamente se trata da primeira competição nacional oficial.
A CBF só foi fundada em setembro de 1979. Portanto, se ele não assumir a responsabilidade sobre a organização da Taça Brasil e do Torneio Roberto Gomes Pedrosa/Taça de Prata, por que assumiria os três títulos mundiais (1958/62/70) ganhos nos tempos da CBD?
Quanto aos nomes, o Campeoanto Brasileiro só se chamou assim a partir de 1989. Antes suas denominações oficiais foram Campeonato Nacional (onde a Arena vai mal, mais um time no Nacional. Onde vai bem, mais um time também), Taça de Ouro e Copa do Brasil.
Quanto ao campeão jogar poucas partidas, se isso invalidar uma competição, então nunca houve um campeão mundial interclubes, pois todos jogaram menos do que o campeão da Taça Brasil.
Outra coisa: em países de futebol mais rico e organizado do que o nosso, como Espanha, Itália, França, Alemanha e Inglaterra, todos os campeões nacionais são reconhecidos. Por que o Brasil deixaria de reconhecer justo os campeões de sua Era de Ouro, em que podíamos ver o Botafogo de garrincha e Nilton Sabntos; o Palmeiras de Ademir e Dudu; o Botafogo de Gérson e Jairzinho; o Cruzeiro de Tostão e Dirceu Lopes, e o Santos de Pelé & Cia?
Bem, quem conhecr mais a fundo o Dossiê e conseguir analisar a situação sem fanatismo e paixão, concordará que reconhecer os títulos é uma grande justiça a estes craques que escreveram o capítulo mais bonito da hsitória de nosso futebol.

Sérgio disse...

SAO PAULO FC, O MAIOR CAMPEÃO BRASILEIRO (HEXA) DE TODOS OS TEMPOS - - O choro das viúvas é livre...

Tiago disse...

Isso só pode ter sido idéia do Palmeiras, mais uma vez querendo ganhar título no tapetão. Se pensar dessa forma, teria que incluir os títulos da copa do brasil atual, como campeão brasileiro. A o anônimo acima, mundial interclubes participava os clubes campeões da europa com o da américa, completamente justo, até porque incluiram os times da asia e áfrica, e em todas as edições que eles participaram não chegaram as finais. Isso é bem diferente de colocar já em uma semifinal times do eixo rio-sãopaulo. E sobre a quantidade de estados participantes no campeonato brasileiro, existem SÉRIES, totalmente justa, todos os estados podem ter participantes, mas os melhores ficam na série a.

Saudações Hexa-Tricolores, o maior campeão brasileiro de todos os tempos.

HAHAHA, coitado do palmeiras ein? só ganha paulistinha, e com ajuda da FPF, inventou uma taça esse ano para o (Derby), mas coitados, o jogo terminou empatado, tem que rachar a taça com o outro sem_título.com da atualidade.

Anônimo disse...

Ola, Nori...
Gigantes? É ruim, hein?
Das referidas equipes apenas o Santos poderia ser considerado um gigante... Cruzeiro e Palmeiras são dois grandes do futebol nacional... Fluminense e Botafogo tem grandes torcidas, e só... Bahia?!
Todo ano ouço a mesma coisa, campeonato brasileiro nivelado por baixo... Se tivesse tantos "gigantes" assim, concerteza não ouviríamos esse tipo de coisa...
Valeu.