sábado, março 07, 2009

O futuro enfrenta
o passado no duelo
de K9 contra R9

Keirrison e Ronaldo devem protagonizar, talvez apenas no segundo tempo, quando o atacante corintiano provavelmente estará em campo, o duelo do futuro contra o passado dos goleadores.

Keirrison é a promessa no vigor da juventude, dos sonhos que ainda estão por se realizar.

Ronaldo simboliza um passado de glórias, de tudo com que Keirrison ainda sonha. O centroavante palmeirense tem a velocidade e o preparo físico que Ronaldo busca recuperar, enquanto ele, Keirrison, precisa de tempo ainda para aprender os atalhos por onde o goleador agora corintiano trafega com normalidade.

Em algum ponto do clássico deste domingo passado e futuro vão se cruzar em Presidente Prudente, sob um sol de quase 40 graus. Resta saber apenas o que acontecerá primeiro: se o passado de Ronaldo respaldará sua recuperação, ou o presente promissor de Keirrison resultará num futuro que o faça seguir os passos do ídolo.

4 comentários:

Anônimo disse...

Acho que o melhor atacante do futebol brasileiro sao o Fred e o Washington... O Ronaldo se jogar 10% do que sabe será o melhor... Esse Keirrison ainda tem muito o que provar... Um abraço.

Anônimo disse...

Ola, Nori...
Gostaria de fazer uma crítica. Quando houve a denúncia do suposto suborno por parte do São Paulo no último jogo do Brasileiro ano passado, todo mundo colocou em dúvida o título tricolor (até o coitado do Tcheco...), diziam que o título fora manchado, bla, bla, bla... Agora que o São Paulo foi absolvido (o inocente é que tem que provar sua inocência no Brasil, e não quem acusa, mas fazer o que) e o presidente da Federação Paulista punido, ninguém fala nada... O episódio do gás na semifinal do paulista ano passado foi arquivado por essa mesma Federação, no entanto a imprensa se cala... O que está acontecendo com a imprensa? Será que comem na mão da Federação paulista? Essa é a impressão que fica...
Um abraço.

Cézar Vouguinha disse...

Deu Ronaldo Noriega!! Espero seu post sobre a partida!
Abraços!

Dalla Valle disse...

O que aconteceu foi o seguinte: o Abade minou toda a defesa com cartões e um penalti não marcado. Lamentável! O jogo não foi "Palmeiras x Coríntians", foi Ronaldo x Opinião Pública!