quarta-feira, fevereiro 11, 2009

São Paulo x Corinthians:

estão brincando com fogo


Todo mundo tem razão na mais recente picuinha envolvendo dirigentes de São Paulo e Corinthians. Como atestou Tiago Leifert no Globo Esporte de hoje, um está certo e o outro também, e não se chegará nunca a um acordo nos termos atuais da discussão.

O dono do estádio cuida de seu espaço como bem entende e faz cumprir a regra que vale para destinar espaço ao visitante. Como cada vez mais o mando de campo parece ser decisivo no futebol atual, então a regra vale para todos.

Pode não ser o mais inteligente, e parece não ser mesmo. Os três grandes da capital paulista e mais o Santos, o grande do Litoral, deveriam procurar atuar muito mais em conjunto, para multiplicar a força que cada um tem isoladamente. Podem ser adversários, devem e continuarão sendo. Mas poderiam ser parceiros em assuntos que lhe interessam. Como promover melhor seus jogos e tratar melhor seus clientes, os torcedores.

No caso em questão, os dirigentes de ambas as partes uma vez mais pecaram pelo pouco cuidado com as palavras, fossem faladas ou escritas. Pisam em terreno minado quando utilizam termos e frases que podem atiçar os bandidos que agem infiltrados em grupos uniformizados. Gente que usa o futebol como pretexto para brigar, para matar.

Para esse tipo de gente, uma palavra fora de ordem pode desencadear uma pancadaria, gerar emboscadas e tragédias.

Pois uma vez mais isso foi feito. Em vez de agirem juntos, de buscarem o entendimento, de agirem como profissionais do esporte, alguns dirigentes soam cada vez mais amadores, apenas no sentido de agradar a torcida e contabilizar interesses políticos.

Pensemos na seguinte hipótese: que mal haveria em clubes como os que se enfrentarão domingo decidirem, por exemplo, que os tricolores ficariam com 70% da carga dos ingressos e os corintianos com 30%? Os donos da casa ainda seriam maioria e os visitantes teriam mais espaço e conforto.

O mesmo vale para o Santos quando manda seus jogos na Vila, ou para o Palmeiras no Palestra. Já passou da hora de diminuir a temperatura entre os torcedores mais fanáticos para preservar a vida e valorizar o esporte, a disputa sadia.

Por isso, boa sorte e que os céus olhem por quem precisa ou quer ir ao São Paulo x Corinthians de domingo.

8 comentários:

Luiz Moraes disse...

O São Paulo SEMPRE dividiu seu estádio com palmeirenses e corinthianos. No entanto, quando visitante no Palestra e no Pacaembu, SEMPRE teve sua torcida relegada a um canto inexpressivo (no primeiro) e ao maravilhoso Tobogã (no segundo). Nada mais justo. Errada está a diretoria do Corinthians ao reclamar.

Vitor Ferraz disse...

Bem,com certeza quem diz que Palmeirenses e São-paulinos não têm carga a carga de ingressos divida com o Corinthians quando o jogo é no Pacaembu,não acompanha os classicos realizados neste local. Como quase todos os classicos dos ultimos anos entre Corinthianos,São-paulinos e Palmeirenses tinham os ingressos divididos quase que igualmente,a diretoria do São Paulo está tomando uma atitude de time elitista(como muito bem disse o Presidente do Corinthians,Andrés Sanches),posso estar exagerando,ou até mesmo sendo linguarudo,mas isso prova que apesar de ter uma ótima estrutura e profissionais competes,a diretoria do São Paulo deixa a desejar no quesito 'Ética no trabalho',já que o futebol é uma grande empresa,coisa que o Sr. Juvenal Juvencio sabe muito bem.

Van disse...

Nem sei pq se discute isso.
Setor Visa,Nori, ocupa agora a arquibancada destinada aos visitantes.
E outra, muito, estremamente amadora a diretoria do corintians, seus comunicados a sua torcida são puramente com fins eleitoreiros.
Mente pequena de quem só pensa no hoje.

Robert Alvarez Fernández disse...

Caro Maurício, muito boa e pertinente essa sua preocupação. O Ministério Público tem chamado a atenção de pessoas que tem o hábito de "apagar o fogo com querosene"; espero que ele atue neste caso também.

Infelizmente, por essas ações e outras observações que tenho feito, é difícil esperar postura profissional do dirigente de futebol do Brasil.

Torço para que nad aconteça, que se tenha um surto de civilidade e que os bandidos organizados não aprontem mais das deles.

P.S. fica difícil ensinar marketing aplicado ao esporte com esses exemplos, mas planto minha sementinha.

Abraços,

Robert

Fábio José Paulo (FAJOPA) disse...

Noriega,

dê uma entrada no site da VISA que vende os espaços para são paulinos que vc entenderá pq 10%.

O setor vermelho está praticamente esgotado, assim como o setor amarelo, antigos locais em que o torcedor visitante ficava.

Thiago disse...

E AGORA?
É POR CAUSA DA "MODERNIZAÇÃO", TAMBÉM?

Publicada em 12/2/2009 às 16:19

São Paulo entrega ingressos 'batizados' para o Corinthians /

Timão recebe bilhetes no estilo rolo de bobina. Sem condições de separar, venda é adiada para sexta /

Rodrigo Vessoni
SÃO PAULO /



Além de limitar a carga de ingressos em 10%, a diretoria do São Paulo resolveu dar trabalho aos responsáveis pela arrecadação do Corinthians. Os bilhetes foram entregues agora pouco, mas vieram "batizados". Ao LANCENET!, o supervisor Lúcio Blanco explicou:

- Eles jamais tinham feito isso. Os ingressos vieram grudados, como se fosse um rolo de bobina. Estamos recortando um a um. É humanamente impossível recortar tudo, contar direitinho e separar em pequenos pacotes ainda hoje (quinta). Por isso, disponibilizaremos apenas amanhã (sexta-feira) - explicou Lúcio.

Centenas de torcedores corinthianos amanheceram nesta quinta-feira nas bilheterias do Parque São Jorge, mas tiveram que ir embora de mãos vazias, porque as entradas ainda não estavam disponíveis para venda.

Além disso, de acordo com o departamento jurídico do Corinthians, os ingresso afrontam o estatuto do torcedor, já que não não possuem numeração nas filas e cadeira. Os campos estão em branco.

O clube ainda não sabe se todos os 6.800 ingressos foram enviados. Isso será possível apenas no final da contagem.


( http://www.lancenet.com.br/clubes/CORINTHIANS/noticias/09-02-12/486803.stm?sao-paulo-entrega-ingressos-batizados-para-o-corinthians )

Vitor Ferraz disse...

Quanto às áreas amarelas e vermelhas do Morumbi,que citaram acima que já estão praticamente esgotadas,elas tambem estariam assim caso a carga fosse dividida.Não é TODO o estadio do Morumbi que é vendido aos patrocinadores,será que não podiam destinar um doas anéis(superior ou inferior) aos torcedores do Corinthians? Não seria metade pra cada lado nesse aspecto,os torcedores do São Paulo ficariam com a maoir carga se ficassem com o Superior,mas no menos os torcedores do Corinthians teriam uma quantidade significativa de ingressos. Como são opiniões de corinthianos,são-paulinos e neutros,temos pelo menos 3 opiniões distintas. Há os que ficam ao lado do Corinthians,os que ficam do lado do São Paulo e há os que acham justo o que o São Paulo fez,mas que entendem as reclamações do Corinthians. Só espero(e torço) para que domingo não haja um confronto entre as duas torcidas,coisa que,pessoalmente,acho muito dificil diante das circunstancias.

André Nogueira disse...

Noriega,
A imprensa dá voz e incentiva os sedentos por holofotes a falarem besteiras. Tudo por que ganham audiência duas vezes: na declaração do acéfalos diretor e na tragédia.
Depois se isentam e buscam fontes "oficiais" para sua "reportagens".

Depois do 4º poder, qual poderia julgá-lo?

Abraço!