quarta-feira, fevereiro 18, 2009

Assim é que se
trata La Pelota

A Libertadores está aí, pulsando, mexendo com os corações latino-americanos. Hora certa para recomendar um blog que deve ser leitura - não de cabeceira, claro - de notebooks, deskotps, iphones, smartphones e afins.

O La Pelota é um blog seminal sobre o futebol cucaracha, tão esquecido, tão abandonado pela mídia, mesmo estando aí do lado.

Capitaneado por três grandes jornalistas esportivos que você não vê nas telinhas, nem ouve nas ondas de rádio, mas com certeza vai ler muito e já ouviu muita gente boa ler o que eles escrevem. Cauê Dias, Bruno de Almeida e Leonardo Habibi compartilham da mesma paixão que eu nutro pela pelota que rola pelas "calles", "potreros", "semilleros" e afins de nossos vizinhos.

A esta paixão adicionam pesquisa, conhecimento, contatos e grandes sacadas.

Ao clicar essa Pelota você certamente sairá muito mais informado e preparado para as discussões de "boliches", "bodegas" e outros com os hermanos.

2 comentários:

Guillermo disse...

Noriega,

Como o blog é hospedado no portal da empresa de tv onde você trabalha compreende-se seu comentário, mas sabendo de todo seu conhecimento a respeito do tema não dá para concordar quando começa-se a ler o referido blog.

Eles não demonstram nenhuma intimidade com o assunto. Constantemente escrevendo comentários desinformados, incompletos e fora do tempo.

Sobre o assunto eu posso recomendar a você e seus leitores o excelente blog Impedimento (http://impedimento.wordpress.com). De blog brasileiro tratando do tema não tem igual e compete em nível com blogs chilenos, argentinos, paraguayos e colombianos.

Abraço e DÁ-LHE GRÊMIO!!!

Nori disse...

Guillermo, não tem nada a ver seu comentário quanto ao blog ser hospeado do site da empresa em que trabalho. Acho até que a maioria dos blogs que faço link são de outras empresas. E este blog não tem nada a ver com a referida companhia.
Discordo da sua avaliação sobre o La Pelota, que acho excelente, também porque sei como é feito,como se pesquisa e como os autores mantêm contato com os colegas de outros países.
Abs