quarta-feira, maio 05, 2010

A importância

de ser Rogério


O São Paulo estava sendo empurrado para fora da Libertadores por uma retranca insuportável e pela falta de padrão de jogo de seu próprio time.

Foi quando Rogério Ceni apareceu. Primeiro para aumentar a tensão, perdendo um pênalti que ele próprio admitiu ter telegrafado. Depois, fazendo duas belas defesas e trazendo o time de volta para a disputa continental.

Rogério é um símbolo são-paulino. Não por acaso. No jogo de ontem, quebrou o galho de um time pouco inspirado, opaco, e de um treinador cuja idéia de futebol não se vislumbra em meio a educadas e polidas entrevistas coletivas.

Resta saber se, como ontem, só Rogério salva. Porque provavelmente o time enfrentará o Cruzeiro, que hoje, bola jogada, é melhor que o São Paulo.

2 comentários:

Sandra disse...

E todo mundo falava que o Universitario era um time fraco, que o São Paulo ganharia fácil, mas se não me engano, o fraco não perdeu nenhum jogo da Libertadores e concordo que, se não fosse o Rogério, o São Paulo, ó.........
bjs.

Anônimo disse...

http://claquesbenfica.blogspot.com/