sexta-feira, maio 28, 2010

Bomba no Morumbi:

quem responderá?


De novo a volência assombrando os estádios de futebol. Agora uma bomba foi atirada contra a área onde estavam dirigentes do Palmeiras no Morumbi, no clássico de quarta contra o São Paulo. É preciso apurar tudo detalhadamente e com responsabilidade.

O caso remete ao famoso episódio do gás no vestiário do Palestra Itália, em 2008. O que eu vou me perguntar sempre é o seguinte: o que leva um sujeito a sair de casa com gás e com uma bomba para ir a um jogo de futebol? Isso é patológico, é doença. Só pode ser.

Achei muito interessante a postura do dirigente palmeirense Seraphim Del Grande, que evitou culpar o São Paulo, não propagando uma onda de acusações de ambos os lados e fomentando a violência. Assim como acredito que o episódio do gás não tenha sido culpa dos dirigentes do Palmeiras, também acredito que a bomba não tenha nada a ver com a direção do São Paulo.

O que os homens que cuidam dos dois clubes precisam fazer é trabalhar para melhorar a segurança em seus estádios e buscar a punição aos responspáveis por isso.

E a Polícia Militar de São Paulo precisa responder como alguém consegue entrar em um estádio de futebol com uma bomba ou com um spray de gás? Por onde passa, por quem passa? E a revista?

Porque muitas vezes se alguém tenta entrar de bermuda em determinadas áreas de um estádio, é barrado. E quem vai de bomba passa.

8 comentários:

Henrique Antunes disse...

Caro Noriega me preocupa muito a nossa situação social no futebol.

http://www.blogdoprofessorantunes.blogspot.com/

Divulgue meu espaço, por favor. Seu leitor assíduo.

Malu Cabral disse...

Isso é muito grave, Nori. É caso de polícia. É apurar, ver vídeos, vasculhar...
Voce se pergunta ? Isso é um psicopata, típico de um.
Beijo pra voce

Eduardo disse...

Bom dia Nori!

Acho que seria importante salientar que a diretoria são paulina não teve o mesmo bom senso que o Seraphim teve.
Na época, fizeram o maior alarde, acusando o palmeiras, o que indiretamente só causa mais violência nas torcidas.

Parabéns por ser, com sobra, um dos melhores e mais éticos jornalistas esportivos do Brasil

Abraços

Bernardo disse...

Oi Noriega,

Me desculpe por dar uma chato no seu espaço, mas no caso do gás você escreveu o seguinte aqui mesmo no seu blog:

"O Palmeiras fez mau uso do direito de jogar em seu estádio e deve perdê-lo para a decisão. Afinal, não importa quem fez, a responsabilidade é sempre do mandante, que precisa impedir que isso seja feito."

Se o pau bate no Chico, deveria bater no Francisco, não? A menos que você tenha mudado de idéia nesses dois anos e reconsiderado que a punição ao Palmeiras em 2008 não deveria ter sido dada - todo mundo esquece mas o Palmeiras foi punido com perda de um mando no Paulista 2009 e multa de R$ 10 mil. Muitos dizem que ficou barato, mas o que dizer dessa bomba no Morumbi que vai ficar de graça?

No Palestra faço uso da entrada de sócios e te digo que por ali a revista da PM é muito superficial, só olham de verdade em quem entra com bolsas e mochilas.

Tenho um amigo no trabalho que é sócio do SPFC e me disse que no Morumbi ocorre a mesma coisa na entrada de associados - vista grossa da PM.

Lembra que uma bomba veio do estacionamento social pra cima dos corinthianos no ano passado? Teve gente que perdeu o baço e não deu em nada, enquanto isso os procuradores do STJD estava mais preocupados em procurar pêlo em ovo nos VTs para punir jogadores.

Ou seja: culpam os clubes (mas nem todos são punidos), generalizam os torcedores ("a torcida do time X é violenta") enquanto a PM não assume sua parcela de responsabilidade e o STJD é omisso no que realmente deveria monitorar.

Aproveito o contato para dizer que o Arena Sportv não é o mesmo sem você no comando, torço para que o canal o escale para apresentá-lo mais vezes!

anderson disse...

Boa Noite! estou admirado com suas belas materias. e convido a participar do meu blog, tambem das enquete que temos para voce deixar seu conceito, podemos fazer parceria.
acesse www.andersonoradialista.blogspot.com

Renato disse...

Desculpe Nori, sempre concordo em gênero, n°, e grau com seus textos, mas não desta vez. Achei infeliz de sua parte reciclar o assunto do gás.
Além de não ter nada a ver com o episódio do Morumbi, segundo análises técnicas da Polícia Civil, que é a quem compete o parecer maior para eludir o caso, era impossível algum torcedor comum ter feito o "atentado".
Portanto, sua comparação é errônea, levando em consideração as palavras do dirigente Palmeirense, de que não foi o SPFC o culpado e sim um torcedor comum, ao contrário da nefasta diretoria São Paulina que acusou a segurança do estádio, e por tabela a diretoria Palmeirense.

Anônimo disse...

Não sou a favor de revanchismo, mas porque no caso do gás o time do jardim leonor fez aquele escarnacéu todo e o palmeiras foi punido com uma multa de 10 mil reias e perdeu um mando de jogo. Este time do São Paulo não merece nem uma consideração, se eu fosse os dirigentes do palmeiras denunciavam eles por atentado ao código do torcedor, se fosse ao inverso eles já teriam feito o maior alarde, eles são campeões em fazer isso.

Anônimo disse...

Obrigado por Blog intiresny