quinta-feira, novembro 12, 2009

Mais erros do apito,

as razões do apagão

verde e os caminhos

que levam à taça


Dia vai, dia vem e a péssima arbitragem brasileira segue dando vexame. Em Palmeiras e Sport, foi a vez do goiano Elmo Alves Rezende cometer dupla falta. Primeiro ele apita claramente um impedimento de Danilo que não existia. Erro! Depois ignora o próprio apito e manda o lance seguir. Consegue errar duas vezes em frações de segundo. Onde vamos parar?

Erros contra e erros a favor, o que não se discute é que o futebol do Palmeiras sumiu, ninguém sabe, ninguém viu. Como explicar que um time que foi líder por quase metade do campeonato tenha caído tanto de produção?

Cada um tem a sua tese. Acho que o time desencaixou com as saídas de Pierre e Maurício Ramos e desmoronou sem Cleiton Xavier. Muricy não conseguiu reorganizar as coisas, taticamente o Palmeiras é uma bagunça, erra muito nos três setores. Sobra apenas vontade.

Fora isso, os jogadores que deveriam decidir sumiram. Vagner Love e Diego Souza desapareceram quando se esperava que fossem decisivos. Pode-se falar de tática (e se fala demais até), mas o que resolve mesmo é o cara que sabe jogar lá dentro. E os dois que decidem no Palmeiras não estão jogando nada.

Embora tenha os mesmos pontos do São Paulo, o Palmeiras pode cair para o quarto lugar no fim da rodada. Tem chance de título e pode até ser campeão, mas parece que até a vaga na Libertadores pode correr riscos se continuar apagado.

Quem é quem na

briga pelo título?


Vamos por tópicos.

Quem joga o melhor futebol?

Para mim, pela ordem, Cruzeiro e Flamengo têm sido os melhores times do campeonato, os que jogam melhor, de maneira mais consistente e agradável de se ver.

Quem tem jogadores que estão sendo mais decisivos?

Flamengo, com Petkovic e Adriano fazendo a diferença. Depois vem o Galo com Diego Tardelli.

Quem tem mais personalidade?

São Paulo. O time não está jogando bem, coletivamente está abaixo de Cruzeiro e Flamengo, mas seus jogadores são experimentados na hora da chegada e crescem em momentos decisivos.

Quem vive o pior momento?

Palmeiras. Despencou e não inspira confiança na hora de decidir, tem faltado personalidade.

Quais os favoritos?

Pela ordem, hoje: São Paulo, Flamengo, Atlético, Palmeiras e Cruzeiro.

9 comentários:

Stéfano disse...

Acho que a briga está entre São Paulo e Flamengo. Os outros brigam por Libertadores.

Waltinho Oliveira disse...

Olá Noriega...

Infelizmente o Cruzeiro entrou tarde no páreo para o título, vamos brigar pela libertadores.

Parece que será renovado o contrato do Adilson Batista, apesar dos pesares, é um bom técnico, a base está montada, com três reforços, o Cruzeiro está pronto para 2010.

Abraços

Maria Alice disse...

Noriega, quer dizer que o Magrão errou ao não esboçar a defesa no lance do segundo gol do palmeiras, depois de ver e ouvir o árbitro apitar?

Foi isso que você afirmou hoje no Redação SPTV.

Tá de brincadeira!!!!

Nori disse...

Maria Alice, eu acho que o jogador sempre tem que ir na bola antes e depois reclamar. Vc não fica maluca da vida quando o zagueiro pára pedindo impedimento e dá condição ao atacante do adversário do seu Sport?
Simples assim, um ponto de vista e não estou de brincadeira, não, eu acho isso mesmo.
Abs e volte sempre!

Anônimo disse...

Nori, neste lance típico, quando o zagueiro pára pedindo impedimento e dá condição ao atacante do adversário, quem está pedindo é o zagueiro vacilão, neste caso é diferente, o JUIZ PAROU o lance! Ora, meu velho, o JUIZ PAROU o lance, portanto, o Magrão parou também. Eu NUNCA tinha visto nada igual, o juiz apitar e validar o que rolou depois do apito. E a transmissão da Globo? VERGONHOSA!!! NOJENTA!!! O Cléber Machado e o Renato Marsilha deram (mais) uma aula de mau jornalismo. Ontem a Globo se superou, chegou ao cúmulo de achar “excelente a arbitragem”. Para a Globo, o Pierre não merecia cartão no lance no Dutra, quando o Durval recebeu o primeiro amarelo por reclamação (o Diego Souza reclamou o jogo inteirinho e não foi “agraciado” com cartões); para a emissora, o segundo cartão do Durval foi merecido, já que ele agarrou o adversário (Figueroa, Maurício, Danilo fizeram o mesmo, mas ficaram isentos, sem falar que Ortigoza segura primeiro o Durval, ambos se agarram) e, para culminar, a “toda poderosa” se omitiu completamente sobre o(s) apito(s) do juiz parando (erroneamente) a jogada que resultou no segundo gol palmeirense (em que pese a insistência do repórter de campo tentando informar ao locutorzinho que o técnico de áudio da emissora havia captado o(s) apito(s) do árbitro parando a jogada. Essas empresas de comunicação paulistas e cariocas não deveriam subestimar a inteligência do Brasil. Enfim, o que acontece no futebol é reflexo do que acontece no país. Temos que comer muuuuito feijão com arroz se quisermos crescer como sociedade e sermos respeitado pelo próprio povo. E do mesmo jeito que você defende o seu Palmeiras (não deveria, enquanto profissional), eu e a Maria (nem sei se é mesmo rubro-negra) defendemos o nosso Sport Club do Recife. Um abraço e desculpa a sinceridade, sei que incomoda. Samuca, Recife/PE

Nori disse...

Samuca, seu protesto está registrado, como sempre registro. Sinceridade não incomoda, pelo menos a mim nunca incomodou. Agora, concordar com o que vc diz, são outros quinhentos. Não vi o jogo pela Globo, vi pelo PFC, não posso falar do que não vi, portanto. Não defendo clube algum, sua conclusão é absurda e precipitada. Portanto, quem é você para julgar meu comportamento profissional e dizer o que eu devo ou não devo fazer, se já julga, você, com preconceito, só tendo como base o estado em que nasci? Não sou torcedor, sou jornalista profissional. Você gosta se quiser, é direito seu, mas não julgue sem saber. Pare de procurar inimigos onde eles não existem. Houve um erro absurdo do juiz, crasso, grosseiro, e hoje no Arena SporTV isso tudo foi dito diversas vezes. Aliás, foram dois erros, pois ele apitou um impedimento que não existiu, a jogada era absolutamente legal, num vacilo incrível do Élder Granja. Depois errou de novo ao deixar seguir uma jogada que ele tinha parado.
Quanto ao resto, fique com suas conjecturas, mas respeite quem o respeita.
Abs

Nori disse...

Ah, só para acrescentar, quando o Sport ganhou com absoluta justiça e competência a Copa do Brasil de 2008, o SporTV (canal para o qual trabalho 95% do meu tempo) foi fiel ao acontecido, elogiou e enalteceu a performance espetacular do Leão da Ilha, transmitiu seus jogos, cobriu o Sport com a grandeza que ele merece. Nessa hora a emissora foi paulista ou carioca? A emissora é do Brasil. Honestamente, com seu pensamento você desmerece a grandeza do povo e do futebol pernambucano e assina embaixo os muitos equivocos da administração do futebol do Sport durante a temporada.
Abs

Anônimo disse...

Quem sou eu? Sou um assinante do SporTV dando uma opinião. É crime? Cara, na minha opinião, vários jornalistas da empresa deixam clara a sua preferência clubística e regional. Eu percebo isso e tenho todo o direito de opinar, elogiar ou criticar. Não lhe ofendi em momento nenhum. Putz, você vai me dizer que o Cereto não é Corinthians? Ou vai me dizer que o Renato Maurício Prado não é Flamengo? Aliás, foi o Renato Maurício Prado, no Redação SporTV, que disse que o Palmeiras iria fazer um “treino de luxo” na Ilha (baseado em quê eu não sei). E naquela final Sport x Corinthians, tanto Globo quanto SporTV, colocaram o áudio concentrado na pequena torcida do Corinthians, com o claro intuito de engrandecer o “Timão” paulista para o restante do país; felizmente, brasileiros de norte a sul perceberam a farsa. Fomos violentamente agredidos em São Januário e o SporTV não disse nada. O mesmo aconteceu contra o Corinthians. Agora, quando nossa torcida esquentou os ânimos, aí a Globo só faltou colocar outdoor. Não tem complexo nenhum, cara. Minha família tem origem americana e européia, eu sou da primeira geração de pernambucanos na família, e transbordo de orgulho. E também tenho parentes e amigos em São Paulo e no Rio de Janeiro, gosto muito dos dois estados, aliás, esse país não tem igual. É bricadeira... várias críticas nossas são rebatidas com essa conversa de complexo. Não cola! Eu não estou inventando nada, pode procurar se informar, o Sport foi campeão da Copa do Brasil de 2008 numa quarta-feira, pois, no domingo seguinte, no Esporte Espetacular, não dedicaram uma linha sequer ao título nacional conquistado naquela semana. Imagina se o Corinthians leva o título? Nem precisa comentar. Não estou inventando, não há complexo, procure se informar. E as críticas à transmissão da Globo não partiram apenas dos “complexados” pernambucanos não, partiram do Brasil inteiro, os blogs estão repletos de comentários a respeito. E você fala que viu no PFC, com Milton Leite (aquele do youtube elogiando o Rogério Ceni) e outro carinha lá, prefiro nem comentar a transmissão (eu assisti a reprise no SporTV), parecia Brasil (Palmeiras) x Uruguai (Sport), pelo amor de Deus. Garanto que não estou sozinho em minha crítica. Enfim, pelo jeito você não aceita críticas, mesmo que não haja ofensa, tudo bem. Se eu soubesse que só podia elogiar, elogiaria de montão, pois você e o Lédio são os caras que eu gosto no SporTV, são dos poucos que se salvam no canal. Deixa pra lá, deixa eu curtir meu “complexo” que é melhor. E não assino em nada da “administração” patética do Sport Club do Recife, já que elegeram um completo desqualificado para o cargo de presidente, e na diretoria só existe amadores, não podia dar outra. Quem sabe em 2010 não daremos a volta por cima? O Leão está caíndo pela terceira vez. Em 1989 caiu e voltou como campeão no ano seguinte. Em 2001 caiu, o clube rachou e amargou longos cinco anos na maldita Série B. Quem sabe não daremos a volta por cima em 2010? Mais uma vez, desculpe, não tinha intenção de ofender, e entendi o seu recado no ‘aviso aos navegantes’. Não visitarei mais o seu blog, mas continuo te respeitando como profissional e simpatizando com sua pessoal. Me desculpe por tumultuar o seu espaço. Samuca, Recife/PE

Nori disse...

Samuca, tenho todo o direito de discordar da sua percepção. Assim como publico aqui sua opinião, tenho o direito de rebater. Se o cara torce ou não para tal time, não quer dizer que suas opiniões também torcem. É isso que você e outros torcedores não percebem. A tal imprensa regional que você afirma existir se derramou em elogios, todos justos, ao Sport no primeiro semestrs. Essa imprensa regional não tem culpa se o time desmoronou no segudo. Se houvesse algum problema com o Nordeste (e te garanto que todo mundo adora ir fazer jogo no Nordeste e lamenta se um time dessa região cai), não se daria a importância que está sendo dada ao virtual acesso do Ceará e à luta digna do Náutico pela permanência.
Se não quiser voltar, é seu direito, mas como é o meu de responder o que acho que devo responder.
Abs