domingo, junho 07, 2009

É dura a vida de juiz de futebol


Esperava mais de Cruzeiro e Inter. Não foi um grande jogo, pelo menos o que poderia ter sido. Pena que tenha se falado, eu e o companheiro Bob Faria, inclusive, mais de arbitragem. A do sergipano Antonio Hora Filho não foi das melhores. Confuso nos critérios, também foi atrapalhado pelos jogadores, que percceberam sua reticência, e tentaram apitar o jogo.

A expulsão do goleiro do Inter é cristalina, justíssima. A de Kléber, do Cruzeiro, é polêmica. Ele mesmo confessou ter empurrado Marcelo Cordeiro, mas era para expulsão? Eu até concordei com as duas exclusões, por entender que colocaria ordem na casa. Piorou tudo.

Recebemos a informação de que uma imagem que não foi possível mostrar na transmissão, por questões técnicas, mostrava Wellington Paulista impedido no gol do Cruzeiro. Coisa de tira-teima, que absolve o juiz. Errar um lance de impedimento, uma expulsão, faz parte. O problema é tocar um jogo inteiro com critérios sem definição, marcando falta aqui e não marcando ali em lances parecidos.

A jogada mais clara de expulsão foi a do Bolívar no Magrão, mas só rolou amarelo. Enfim, é dura a vida de juiz. É bom esse time do Inter. O do Cruzeiro ainda precisa ser mais equilibrado. Aquela bola que o Marcos pegou contra o Vitória estava dentro do gol. E Celso Roth, mais uma vez, larga bem. O futebol do Paraná pede socorro.

Foi-se mais um domingo.

4 comentários:

Carlos disse...

Olha só Noriega, meu nome é Carlos, moro em Brasília e sou cruzeirense. Infelizmente, aqui, na Capital Federal, nós cruzeirenses temos apenas uma única opção para ver os jogos do Cruzeiro: pagar o Pay Per View do Sportv e escutar seus comentários ridículos. Eu achei que nunca iria escutar um comentarista pior do que o Noronha, mas depois do jogo Cruzeiro x Inter, ontem, você chegou a superá-lo. Poxa, você passou o jogo inteiro dizendo que o Inter era melhor, que dominava a partida... será que nós estavámos assistindo ao mesmo jogo? Não é possível, pois o jogo que vi foi o Cruzeiro massacrando o Inter, e o time gaúcho na única chance de gol que teve, soube aproveitá-la. As estatísticas do jogo demonstram a superioridade do Cruzeiro: foram 17 finalizações do Cruzeiro contra apenas 4 do Inter, o Cruzeiro teve muito mais a posse de bola, muito mais escanteios, bolas alçadas na área, enfim, o Cruzeiro foi superior durante todo o jogo, aí vem você no final da partida e fala que o Inter foi melhor no jogo. Sinceramente, eu pago caro pra ver meu time jogar e não gostaria de escutar você comentando os jogos do Cruzeiro, quero ver comentários imparciais, não tendenciosos como os seus no jogo de ontem. Como grande Palmeirense que você é, deve ter raiva do Kléber por ele ter trocado o Palmeiras pelo Cruzeiro, por isso defendeu a expulsão dele ontem. Diga-se de passagem, uma expulsão totalmente injusta, o cara é agredido e o juiz o expulsa, isso é palhaçada! Mas enfim, gostaria que você, após ler essa mensagem, mudasse seu jeito tendencioso de comentar os jogos. Se for para falar asneiras, vai comentar os jogos do Palmeiras!

Daniel Penteado - Promissão/SP disse...

Nori,
Perceba nas imagens, o Kleber pisa no pé do Lauro, e coloca todo o peso do seu corpo nele, percebe que ele até levanta o outro pé... na hora do pisão... no goleiro..por esta razão merecia mesmo ser expulso! Agora eu te pergunto! O cruzeiro sem kleber, é um time medíocre! e o Inter com o Tite se torna uma time pequeno!... não veja nada demais nestes times.

Nori disse...

Olha, Carlos, vc tem o direito de achar o que quiser, estamos num País livre.
Abs

Carlos disse...

Meus Deus do céu... Se os juízes começarem a expulsar quem pisa no pé ou empurra o outro durante as partidas, não teremos mais jogos de futebol até o fim...