segunda-feira, maio 25, 2009

Olha o Náutico aí, gente!


Detesto o termo cavalo paraguaio. Acho fora de moda, desrespeitoso com os irmãos paraguaios e piada velha. Vira e mexe colegas de inegável talento e capacidade o utilizam, mas eu não uso, deixo pra lá.

O Náutico é um desses times que sempre é chamado disso. Mas tem sobrevivido a duras custas na Série A do Brasileirão. Neste ano de 2009 é a melhor surpresa do campeonato. Ainda que em apenas três rodadas, conseguiu encaixar três belos jogos. Vi o de estreia contra o Goiás. Perdia por 3 a 1 e foi buscar o empate. Ganhou do Cruzeiro, o que não é fácil em parte alguma, e virou de maneira espetacular em cima do Atlético Paranaense.

Futebol é momento, e o torcedor do Náutico merece curtir esse sem que ninguém faça piada pronta com o time. Pode-se analisar com respeito. Eu mesmo disse antes de a bola rolar que o Náutico teria dificuldades porque não tem a dinheirama dos grandes para montar elenco. Mas começa bem com Valdemar Lemos. As coisas podem mudar, mas sempre é bom comentar isso se e quando elas mudarem. Agora o Náutico merece ser visto pelo que produz. Que tem sido bom.

5 comentários:

Zezão - Morumbi disse...

Noriega,
Sou paulistano e torcedor do SPFC. Parabéns pela postura elegante, ontem no Troca de Passes e aqui no seu blog. Traduzindo: parabéns por não ter entrado na pilha do cada vez mais rubronegro Renato Maurício Prado e do cada vez mais corinthiano André Rizek. Eram os mesmos que diziam que o Sport Recife era cavalo paraguaio na Copa do Brasil (foi campeão) e que o Grêmio era cavalo paraguaio no Brasileiro (foi vice e teve chances claras até a última rodada). Vamos esperar pra ver o Náutico. Sds do coirmão tricolor.

Emerson disse...

Noriega,

você é um dos poucos comentaristas que eu gosto de ler/ouvir os comentarios das partidas, por ser imparcial e pela sua seriedade. Comentarios mediocres como os de André Risek,diminuem a credibilidade de qualquer programa e não acrescentam em nada.Parabens e continue assim.
Saldações alvirrubras do Timbu Pernambucano!

Carlos Freitas disse...

Caro Noriega. Não por ter pregado respeito ao Náutico que venho aqui te elogiar. De longa data tenho seu blog no meu leitor de feeds. É um dos meus prediletos. Como deve ser de muitos que amam o futebol. E por isso o respeitam. A atitude de respeito sua para com o Náutico e seus torcedores merece aplauso. Sobre o uso baixo e rasteiro do termo cavalo paraguaio, deixo aqui uma leitura que tenho certeza que será do seu agrado. Trata-se de um post do blog do Roberto, escritor, médico, entusiasta da história do futebol brasileiro e alvirrubro. O Dia do Cavalo Paraguaio - http://oblogdoroberto.zip.net/arch2009-05-24_2009-05-30.html#2009_05-27_07_24_43-9292294-0

Fábio Melo disse...

Belo Comentário. Saudações Alvirrubras!!

Rogerio Mattos disse...

Cavalo Paraguaio ???

hahaha, isso é uma ofensa para a raça equestre paraguaia !!!

Esse timinho é EGUINHA POCOTÓ !!!!