sexta-feira, maio 29, 2009

Ecos da quinta meia-boca


Palmeiras 1 x 1 Nacional - Jogo horroroso tecnicamente. Dois times limitados, muito chutão, ruim de assistir. Jogador por jogador, o Palmeiras tem dois ou três que podem decidir, mesmo em Montevidéu: Cleiton Xavier, Diego Souza e Marcos. Mas também tem dois ou três que podem entregar em qualquer parte, em especial os três zagueiros - Marcão está jogando muito mal.

Não acho que Luxemburgo tenha errado ao mexer no time. Mas acho que está treinando e escalando mal. Talvez seja seu pior trabalho como treinador em muito tempo. Coletivamente o Palmeiras é uma colcha de retalhos de gosto duvidoso.

Todos os bons times de Luxemburgo se caracterizaram pelo meio-campo controlador e uma dupla de volantes marcadora e eficiente na saída para o jogo. Este Palmeiras é diferente em tudo. Aposta num trio de zagueiros fracos, lentos e com dificuldades técnicas e ainda os deixa desprotegidos. Faltam jogadas de bola parada, a cobertura é péssima e tudo gira em torno de apenas um jogador, no aspecto tático: Cleiton Xavier. Individualmente, aposta em Diego Souza e na aura de Marcos.

Luxemburgo não está decadente, segue sendo um bom técnico, apenas opta, por vaidade, em dar murro em ponta de faca. Aposta em jogadores limitados, como Fabinho Capixaba e Marcão, para dizer na frente, se vencer o jogo, que acertou. Com a eterna mania de tirar o foco, procura inimigos em toda parte. Na arbitragem, na imprensa. Está faltando reconhecer seus erros.

Pela fragilidade técnica do Nacional, o Palmeiras, também frágil tecnicamente, embora menos, ainda pode sonhar com a vaga. Diria que está 60% pro Nacional e 40% pro Palmeiras.

Defensor 0 x 1 Estudiantes - Resultado que só prova que o Boca de 2009 é realmente o mais fraco dos últimos anos.

6 comentários:

Fernando Cesarotti disse...

Pior, Nori, é que agora ele resolveu comprar briga com a torcida. Ontem repetiu a ladainha de que não sei onde apoiam, na Ilha cantam o tempo todo, no Beira-Rio fizeram paródia dos Mamonas. Usa meia dúzia de corneteiros para desviar o foco, e para mim tem a clara intenção de pular fora assim que o time dançar na Libertadores - o que, infelizmente, parece ter o dia 18/6 como data marcada.

Antonio Figueiredo disse...

Realmente, hoje em dia não troco o Dorival do meu Vasco pelo Luxemburgo nunca. Acompanhei o jogo ontem e achei bizarro. Tomara que o Luxa dê a volta por cima, em "forma" é um grande treinador. Abs e até mais.

Anônimo disse...

Caro Nori,

Sinceramente não acho que a equipe do Nacional seja limitada. Fez uma excelente campanha na primeira fase. Ontem, certo ou errado, jogou pelo resultado. O Palmeiras sim, vem alternando altos e baixos, e vai encarar uma pedreira no Uruguai. Mas repito o que já disse: Acho que o Palmeiras esta com sorte de campeão, e vai se classificar para a próxima fase.

André Antunes
São Paulo

Guilherme disse...

O Cléber Machado discorda quando falam isso do Luxemburgo, mas quando o treinador precisa constantemente fazer duas alterações no primeiro tempo ou no intervalo, significa que ele não está conseguindo avaliar bem o adversário e está escalando mal.

Ou o Luxemburgo tá com dificuldade pra analisar o jogo e achar uma escalação boa, ou ele escala um time meia-boca e faz as substituições pra todo mundo prestar atenção nas alterações, e assim, falar de como o Luxemburgo mudou o jogo.

João Salvatori disse...

Competição acirrada! O que foi mais sofrivel? O jogo ou a trasmissão da TV?
Quanto a situação do Palmeiras ,mesmo com o empate ,acho mais facil o Palmeiras se classificar do que o Cruzeiro.

abs

Francisco disse...

Olá Noriega, te admiro seu teu fã cara, procurei seu blog no Google, pena que vc ñ tenha um no site do SporTV, mas ñ faz mal.
Então, o nosso Palmeiras esse ano está pífio, antes de começar a temporada eu já esperava isso, fiquei surpreso com o início arrasador e veloz, mas o verdadeiro time é esse, acho que não passaramos do Nacional ñ