sexta-feira, setembro 17, 2010

Candidatura colorada


Dá gosto ver jogar esse time do Inter. Toca bem demais a bola, é consciente, técnico e preciso. Além disso, derruba um clichê insosso de torcedores e analistas, aquele de que time que joga com apenas um atacante não quer atacar. Quanta bobagem!

O Inter de Celso Roth chega com 4, 5 jogadores no ataque. Tem um trio de armadores de luxo, Tinga, D´Alessandro e Giualiano, e ainda pode surpreender com as chegadas de Glaydson (Guiñazu) e Wilson Mathias. Sem contar Nei e Kléber.

O que é melhor? Jogar com três atacantes ou atacar com 5 jogadores, mesmo que nem todos sejam atacantes?

O que ficou dos 3 a 1 do Colorado no São Paulo foi que o Inter é candidato ao título. Tem time para isso. Resta saber se até a reta final do campeonato terá pontuação para, de fato, jogar para ser campeão. Porque se não tiver, aí estará pensando, com toda a justiça, no Mundial de Clubes.

Mas bola jogada, hoje temos Corinthians, Fluminense, Cruzeiro, Inter, Botafogo e Santos com plenas condições de disputar a taça.

O São Paulo preocupa seu torcedor. Fica claro que o elenco, tão festejado até pela própria torcida, não é assim tão poderoso. Faltam opções para o ataque e para o meio-campo. E falta atitude da direção do clube para tomar posição, para manter ou não o Baresi e não ficar mudando de opinião de acordo com o resultado.

Não vi Vasco e Avaí porque estava comentando São Paulo x Inter. Mas o Vasco se juntou ao Palmeiras como rei dos empates. O que mostra que como o rival paulista é apenas médio em desempenho.

5 comentários:

foradasquatrolinhas disse...

Nori, ontem a tarefa do Inter foi facilitada porque o São Paulo não ficou na defesa e o colorado teve espaço. Na partida contra o Goiás, com um adversário que jogava muito mais para se defender do que atacar, o esquema não funcionou. Não porque o esquema é ruim, mas porque falta no Inter o Taison, ou um jogador com a sua característica, que na hora em que o time precisa atacar, sabe desempenhar o papel de segundo atacante. Se Celso Roth encontrar um jogador no elenco que consiga fazer essa função, aí sim eu acredito no título. Saudações coloradas!

p.s: dá uma conferida no meu blog! Abraço!

Fernanda Daubian disse...

Bom dia Noriega!!! Eu smepre brigo com você e com o Carlos cCereto pelo twitter pq vocês esquecem de comentar o meu time no arena sportv. Muito boa sua analise do jogo, eu achei a mesma coisa, depois da pessima atuação de domingo passado contra o Goias que a gente empatou, mas o Goias relamente jogou melhor e nos ficamos olhando e as bolas do Leandro Damiao não entravam. Ontem a gente tocava na bola muito facil, chegava com facilidade e conseguiamos os gols, o SPFC chegou sim mas temos o Renan que as vezes nos deixa na mão mas nos ultimos jogos têm nos salvado com muita honra. Lindo o seu texto e diz tudo o que aconteceu no jogo, mas eu gostaria de complementar e dizer que o São Paulo virou freguês do INTER e quem foi "SOBERANO" ontem foi o INTER e não o SPFC como todos esperavam já que hj estreia o filme deles. Obrigada noriega e te espero hoje no Arena. Abs!

Gabriel Araújo disse...

O futebol do Inter é um dos melhores do Brasil. Além de contar com um elenco titular demais, tem reservas muito bons, como prova Leanro Damião, por exemplo, substituindo Alecsandro (que quando voltar, deve melhorar o ataque Colorado. Aí, sai de baixo...).

Concordo com o que o Oscar Ulisses disse hoje no "Arena SporTV": O Inter, se continuar com esse ritmo avassalador, tem muitas chances de conquistar o Brasileiro, ou dar a vaga na Libertadores para o quinto colocado. E, com isso, estará preparadíssimo para o Mundial.

Resumindo, o Inter joga um futebol sensacional!

Sobre seu texto e opiniões, é tudo o que penso e formato em campo nas atuações do Inter. Preciso, como sempre, Nori. Parabéns!

Abs,

Fellipe Braga disse...

esse Baresi é um palhaço, qualquer pré-adolescente que assiste esportes e joga Winning Eleven conhece mais de tática que esse kra.

ele já tá no comando a qse 10 jogos, e ainda não se deu conta que o time jogando com 3 volantes de marcação não flui, e o time nem ao menos marca, tanto que ontem mal viu a cor da bola, o Inter deitou e rolou (eu sei que ontem não jogou com 3 volantes, mas já havia entrado assim contra o Vasco. mas ele continua insistindo com Cléber Santana)

o que falta é bom senso e um mínimo de coragem e ousadia.
temos um exemplo ao nosso lado, o Santos, que ganhou tudo o que disputou no 1º semestre.

que do meio campo, pra frente, jogava com:
Arouca de primeiro volante, Wesley como segundo homem no meio-campo, Ganso como meia armador centralizado chegando próximo dos atacantes, Neymar na ponta esquerda, Robinho na ponta direita e André como centroavante.

pq não seguir esse exemplo tão vencedor?! (aí você pode dizer: "mas o Santos tinha jogadores excepcionais". de fato, os jogadores eram mto bons, mas qm disse que o SP não tem time pra tbm jogar assim?")

meu sonho de consumo, do meio-campo pra frente no SP:

Rodrigo Souto de primeiro volante, Lucas como segundo homem no meio-campo (fazendo a função que o Wesley fazia no Santos, lembrando que Wesley começou a carreira como atacante), Marlos como meia-armador centralizado próximo dos atacantes, Fernandinho na ponta esquerda (um dos melhores dribladores do Brasil, junto com o Neymar, consagrou o Val Baiano ano passado), Dagoberto na ponta direita, e Ricardo Oliveira como centroavante.

Fernandão ficaria como opção no banco, podendo entrar no lugar do Marlos ou Ricardo Oliveira.

jogando assim, o time ficaria muito mais leve.. não seria essa triste lentidão que temos hoje.
e o time não ficaria tão vulnerável assim, até pq temos zagueiros mto bons.
e nada pode ser pior do que o que vimos ontem contra o Inter, um time que nem joga e nem marca ngm!

snapper disse...

Noriega, vc se lembra de outro treinador sobreviver a 13 derrotas no Brasileirão? (Luxemburgo no Atlético-MG) Ou será um recorde?