quarta-feira, julho 08, 2009

Os trigêmeos de Ronaldo

e o tri que está batendo

à porta dos cruzeirenses


Calma, o blog ainda não enveredou pelo caminho fácil da fofoca e do tal "jornalismo de celebridades". Nem enveredará. Os trigêmeos de Ronaldo são um termo que peguei emprestado do amigo Carlos Cereto, que o utilizou na tansmissão de Corinthians 4 x 2 Fluminense. Rápido como sempre, Ceretinho ouviu Ronaldo dizer que gostava dos três gols que marcou como se fossem três filhos, e sacou do microfone o termo trigêmeos.

Tri é o prefixo que martela a cabeça dos cruzeirenses desde o bom empate conseguido em La Plata. O roteiro está pronto, escrito, os atores decoraram o texto, ensaiaram à exaustão, falta apenas a apresentação, o grand finale, quarta, no Mineirão.

Os trigêmeos de Ronaldo foram uma pequena ode ao futebol que o camisa 9 corintiano apresentou no Pacaembu. O terceiro gol é uma pintura, um compêndio das qualidades de um atacante fora-de-série. Entre outras coisas, é bom ter Ronaldo em forma para mostrar que o futebol é diferente, ajuda a explicar porque é o grande esporte da humanidade. Algo roliço, ainda fora de formal Ronaldo deixa pelo caminho atletas com perfis de Apolo, jovens com dez anos a menos, com o uos consistente da técnica, da habilidade e dos atalhos que aprendeu pela vida. Mas não esqueçamos que Ronaldo também é um atleta acima da média, mesmo fora de forma.

O Cruzeiro moldado por Adílson Batista se aproxima de uma glória que, por enquanto, pertence apenas ao São Paulo no futebol brasileiro: três títulos continentais. Para se ter uma idéia, o Estudiantes, que está longe de ser um dos maiores clubes em tamanho de torcida, estrutura etc. da Argentina pode ter quatro.

O Cruzeiro é um curioso caso de dois mundos aparentemente antagônicos que convivem em harmonia e com sucesso. É um clube com administração familiar, comandado que é, há tempos, pelos irmãos Perrella, bem ao estilo do futebol brasileiro de antigamente. Vende jogadores às pencas. Mas tem uma infra-estrutura sem igual no Brasil, é extremamente organizado fora de campo e já ha algum tempo se comunica com maestria com seus torcedores e com jornalistas do Brasil e do Exterior.

Com respeito e concentração, o Cruzeiro confirmará o tri na quarta-feira.

Com moderação no uso de Ronaldo, e com Ronaldo usando sua vida com moderação, o Corinthians é favoritíssimo à conquista do título brasileiro da temporada.

Um comentário:

Jesus The Lord disse...

É verdade, vi o VT do jogo do Corinthians x Fluminense, e fiquei "DE CARA" com o que o Ronaldo jogou. Mesmo gordo do jeito que tá, é incrível como a bola é amortecida em seus pés.

Não querendo tirar os méritos dele, mas achei tb a defesa do Fluminese marcando mal, e os volantes pareciam estar com preguiça. O Ronaldo, mesmo gordo, não pode ser marcado à distância.. Mas vi mais méritos no jogo coletivo do Corinthians do que nas falhas do Fluminense.

Além do que, nunca gostei do Parreira como técnico. Acho que ele se "acha" o perito em esquema tático, seus times quase sempre jogam "feio", e nunca estuda o adversário. Tá parecendo o Leão(não digo nas respostas), mas prepotente a rodo!

Quanto ao Cruzeiro, estou moderando meus comentários agora. Sou meio superticioso, vou parar de cornetar demais, pra não dá azar.. Tenho só 26 anos e tenho muiiito a aprender com o futebol ainda. Sou tão fissurado com futebol, que tenho a mania nojenta de as vezes achar estou com a verdade. Estou dizendo isso porque, como muitos torcedores do Cruzeiro que conheço, não gosto da dinastia dos Perrellas. O Cruzeiro subiu demais no conceito mundial com eles na presidência? SIM! Eles são competentes? SIM. Mas... deixa pra lá!

Pelo TRI vale tudo!!

Abraço Norí!