quarta-feira, julho 22, 2009

Muricy, Luxa e Renato.

Quem se dará melhor?


Claro que a pergunta só o além responderá. Mas há enormes diferenças nas situações em que os três acertaram seus retornos ao futebol. Os dois primeiros após breve ausência, Renato já há um bom tempo estava parado.

Começo por Muricy, que é dos três quem está na crista da onda e se valorizou profissionalmente. Também assumirá o time em melhor condição. Pegará como herança um trabalho que vinha sendo razoavelmente bem feito por Luxemburgo, que Jorginho colheu alguns frutos e deu retoques de ambiente mais respirável e aprimorou. O Palmeiras está no topo da tabela, mostra consistência e equilíbrio. Tem jogadores no meio-campo que o São Paulo não conseguiu oferecer a Muricy, em especial Cleiton Xavier e Diego Souza. Nas demais posições os elencos são parecidos. Embora a defesa alviverde seja, hoje, a melhor do País, com a do Galo, ainda acho os zagueiros tricolores individualmente melhores.

Ao contratar Muricy o Palmeiras mostra força nos bastidores e se vende como time que conseguiu buscar dois dos três melhores treinadores do País na atualidade recentemente - Mano Menezes fecha o trio.

O Santos e Luxemburgo têm uma relação especial. O treinador é sócio do clube e amigo particular do presidente, que é quase que um acionista principal. Marcelo Teixeira é meio banco, administrador, credor, quase tudo no Santos. Luxemburgo terá plenos poderes, como gosta. Será mais que técnico, um gestor do futebol, coisa que não conseguia fazer no Palmeiras. Como time, o Santos tem problemas muito mais urgentes a resolver. O elenco é irregular, falta qualidade em alguns setores. Luxemburgo tem capacidade para corrigir isso, mas precisará de mais que a sua capacidade para levar o Santos até a Libertadores.

Renato volta ao Fluminense muito mais porque parece ser o único que entende a maneira atual de ser do Fluminense. Ou o único que aceita essas coisas que transformaram um grande clube mundial num brinquedo de um torcedor endinheirado. A tarefa é a mais difícil dos três. O elenco é o mais fraco dos três, o clube é o menos estruturado. Renato sempre soube disso e em algumas ocasiões conseguiu tirar leite de pedra. Em outras caiu feito pedra. No fim, ele sempre terá uma rede de futevôlei a sua espera. E o Fluminense, o que terá?

Um comentário:

Jesus The Lord disse...

No momento, e futebol sempre foi de "momentos", Muricyr encontra-se em melhor fase, mais valorizado digamos assim...

Renato é competente, fez bons trabalhos, perdeu uma final de Libertadores pelo acaso. Poderia ser muito mais valorizado hoje em dia...

Mas, pra mim, Luxemburgo continua sendo DISPARADO o melhor treinador de futebol que existe no Brasil, só vive um momento conturbado, até pq parece estar mais preocupado com essa história de manager, do que propriamente em treinar times de futebol!

Mas o Luxa entende demais de futebol!! Sabe muito!!