domingo, julho 12, 2009

Aos "treineiros de plantão



Profundos conhecedores de futebol ficaram indignados porque eu disse, durante Palmeiras x Náutico, pelo PFC. que o time do Palmeiras do Jorginho é o mesmo do Luxemburgo.

Vejam, pois, a escalação do Palmeiras contra o Nacional, em Montevidéu:

PALMEIRAS: Marcos; Maurício Ramos, Danilo e Marcão (Obina); Wendel (Souza), Pierre, Cleiton Xavier, Diego Souza e Armero; Willians (Ortigoza) e Keirrison

Enormes diferenças, não? Só dois jogadores da escalação acima não estiveram em campo: Keirrison, que saiu, e Ortigoza, que não podia jogar. Os demais eram exatamente os mesmos. Ou o Luxemburgo nunca tinha escalado o time do Palmeiras como o de ontem, com dois zagueiros, o Wendel de lateral e o Souza de volante? E o Jumar nunca tinha entrado no time?

A diferença, claro, está no astral e na saída do Keirrison, que por absoluta falta de comprometimento, amarrava o time.

Enfim, méritos ao Jorginho, que desanuviou o ambiente palmeirense, também muito ajudado pela saída de Keirrison.

É isso. Abraços

8 comentários:

Luiz disse...

Nori, a maior diferença está no Souza no lugar do Marcão e com funções totalmente distintas.
Abs;
Luiz

Alexandre Paravani (Xandão) disse...

Concordo contigo. O que mudou realmente foi o espírito do grupo. Curiosamente, as melhores partidas do Palmeiras, na era Wanderlei Luxemburgo, claro em minha opinião, foram jogando com dois zageiros. Mas o técnico insistia em jogar com 3 zagueiros. O Jorginho parece ter percebido isso e corrigiu.

João Salvatori disse...

O Jorginho está trabalhando o time com a escalação do Palmeiras do inicio do ano. O time que deu certo. Só trocou o J Capixaba pelo Wendel, Keirrison pelo Obina e o Edmilson pelo Souza. Voltou o 442.O resto continua igual, dois zagueiros, dois volante e o Wilians no ataque.
O Palmeiras desandou quando o Luxemburgo começou a inventar.
abs

Blog do Deco disse...

rsrs Deixa, temos mais de 130 milhões de treinadores!! um destes deve saber mais do que vc !! rsrs Abraço!

Nori disse...

Luiz, o Souza quem pôs no time foi o próprio Luxemburgo, que sempre preferiu jogar com dois zagueiros. A César o que é de César, embora o trabalho do Luxemburgo não tenha sido realmente do mesmo nível dos anteriores.

Nori disse...

Deco, felizmente, muitos deles sabem muito mais do que eu. Abs, amigo.

Luiz disse...

É Nori, mas quando o Luxa punha o Souza, ele jogava só com um atacante. A verdade na minha opinião, é que o Luxa quis mudar sua principal virtude. Ao notar (e dizer) que vitória por 1 x 0 na Libertadores é goleada e não tomar gol em casa é fundamental, trocou a ousadia por covardia. Escalou times medrosos o que nunca foi a dele.
abs e obrigado pela resposta.

Leonardo disse...

Noriega, para mim, o Jorginho corrigiu dois erros fundamentais do time do técnico anterior: o Armero parou de afunilar no ataque e o Cleiton Xavier, que é o principal jogador de criatividade do time, ganhou mais liberdade.