segunda-feira, outubro 06, 2008

UM OLHAR SOBRE

ELEIÇÕES, BRASIL,

PESQUISAS ETC.


Não me entuiasmo mais pela política, como fazia antigamente. Passava as madrugadas acompanhando apurações, análises etc. De vez em quando alguns acontecimentos ainda provocam reflexões.
Pesquisas, por exemplo. Nunca acreditei muito em pesquisas. Não conheço a fundo a metodologia e, pela quantidade de erros que acontecem ultimamente, pelo menos para mim a credibilidade anda baixa. Seja pesquisa de torcida ou de eleição. Como sempre tem alguém que encomenda, tendo a achar que os erros acabem acontecendo mais do que deveriam.
O caso da eleição para a prefeitura de São Paulo é emblemático. Como explicar que as pesquisas apontassem vantagem de 4, até 5 pontos percentuais para Marta Suplicy sobre Gilberto Kassab e os resultados das urnas mostram Kassab à frente após o primeiro turno?
Por que alguns resultados de pesquisas vazam antes da publicação das mesmas? Enfim, não é algo que tenha hoje muita credibilidade. Pelo menos para mim.
Analisando agora os números das eleições, tiro algumas conclusões:

- Lula e PT já não formam uma massa uniforme. O presidente não transfere sua enorme popularidade para o partido. Nem em São Bernardo do Campo, seu domicílio eleitoral. Ou em São Paulo, onde Marta colou sua imagem à de Lula e ficou atrás do atual mandatário.

- O povo brasileiro adora Lula como personagem, como biografia, muito mais do que tem apreço pelo PT ou pela administração de Lula. Hoje o Lulismo deixou o Petismo para trás.

- Qualquer presidente, independente de ideologia, que governe em períodos de bonança econômica, gozará de prestígio e aprovação.

- Maluf é um cadáver político, graças a Deus.

- ACM não assombra mais a Bahia incorporado em seu Neto.

- Crivella naufragou no Rio, o que prova que fé não move urnas.

- Beleza tampouco, já que a musa Manuela também dançou em Porto Alegre.

- Brasileiro vota em vereador com a mesma convicção que compra rifa.

- A máquina governamental funciona melhor que qualquer campanha política ou marqueteiros metidos a gênio.

- O sistema de urnas eletrônicas é uma maravilha.

ENQUANTO ISSO, NO BRASILEIRÃO...

A rodada pré-eleitoral mudou pouca coisa. Foi quase cumprir tabela para os líderes. O que se avizinha, porém, é bom em termos de emoção. O líder Palmeiras é o único do pelotão de frente a jogar fora de casa no meio de semana. Desafio para o equilibrado time de Luxemburgo. Que tem elenco para suportar a pressão que vem por aí. O Grêmio se recuperou e provou que a poupança feita no primeiro turno tem utilidade em tempos de crise. Correm por fora, mas com boas possibilidades, Cruzeiro e Flamengo. O São Paulo melhorou, mas esbarra no número baixo de vitórias. Será uma bela rodada, com certeza.

5 comentários:

Rafael Evangelista disse...

Nori, se eu fosse você procuraria um pouco mais de informação sobre a urna antes de dizer que ela é uma maravilha. Esse mito tem sido usado pelo TSE para encobrir enormes erros e não dar devida trasparência ao processo. Não é o caso de voltarmos ao papel, não me entenda mal. Mas o processo, como é conduzido hoje, é bem ruim. A grande inovação da coisa toda, que seria a verificação em papel (que poderia funcionar por amostragem) foi cancelada sem boa justificativa e em um processo questionável.

Robert Alvarez Fernández disse...

Caro Maurício, muito interessante seu texto, como sempre.

Minhas reflexões : eu vejo dois países em um só, em tudo; o Brasil que trabalha e produz, investe, estuda e obtem resultados vindos do seu esforço ao invés de se arvorar em discursos políticos, práticas de direito adquirido dentre outros preceitos jurássicos. O outro Brasil é o do conchavão, da conveniência, das "ôtoridades", da busca pelo "empreguinho", etc...Os dois países se encontram nas eleições e ora se vota com pragmatismo em administrações que foram bem julgadas, ora na ideologia pura que produz "pérolas" incomparáveis, ora se vota no vereador picareta de bairro que promete cestas básicas fazendo cortesia com chapéu alheio, temos de tudo; o importante é que o processo está amadurecendo assim como a população apesar de imensos bolsões de miséria e ignorância estranhamente cultivados pelo status quo; isso ainda precisa mudar; concordo com quase tudo o que você disse; quanto às pesquisas, elas são uma fotografia do momento e da amostra, tem sempre margem de erro de 3% ou 4% que é o cabe no custo, o importante é não se ater ao número cru, e sim à tendência, eu vejo assim e me desaponto menos há tempos.

Quanto ao brasileirão, legal, vai ser um final eletrizante, que poucos campeonatos têm. Vamos acompanhar só com diversão, já que meu time tirou férias na 2.a divisão este ano.

Abraços,

Robert

Joao Luis Amaral disse...

Sabe uma coisa que me intriga e muito sobre eleições e política, Nori? Que qualquer um, qualquer um mesmo, pode se candidatar e, sendo assim, corremos o risco do cara ser eleito.
Tem ex-cantor, ex-jogador, ex-BBB, ex-chacrete, ex-marido, ex-cheese salada pretendendo um cargo... está tudo errado! Será pedir muito que políticos façam FACULDADE de política, tenham que ser graduados nas matérias, estudem pelo menos 4 anos de economia, gestão, saúde, transporte, educação, ética? Que percam noites de sono tentando entender os modelos praticados em outros países, que estudem história, que saibam quem foram os governantes de outrora, essas coisas?
Cáspita, os caras vão GOVERNAR o país e Estados e Cidades por 4 anos. Vão RECEBER por isso. É um EMPREGO. Precisam estar PREPARADOS seriamente e não ser essa 'orgia humorística' que vemos de tempos em tempos.
Fazendo um paralelo, será que você teria chances no mundo jornalístico-esportivo se não tivesse se preparado, estudado e se atualizado continuamente? E eu, teria chances no turbulento mercado financeiro se não tivesse investido na minha formação, incluindo aí o tal do inglês?
Desculpe ter estendido tanto o comentário, mas quando vejo comerciais pedindo para que se vote com seriedade, mas permitem que qualquer AMEBA se candidate, me parece uma grande falta de respeito com a população, uma incoerência gigantesca...
Sei lá... divagando...
Grande abraço,
Joao Luis Amaral

Rodrigo Borges disse...

Cinco ex-BBBs se candidataram e dançaram (veja lá no Circo). A Gretchen, candidata a prefeita, foi humilhada. Sergio Mallandro, Dinei, Lacraia (de mentira) e Léo Aquila não se elegeram em São Paulo. Dá pra ter esperança.

Anônimo disse...

Nori,
Sinto mais firmeza no SP do que no Palmeiras. Acho a defesa do Palmeiras vulnerável. Nessa reta final Flamengo e São Paulo vão decidir esse campeonato. O Grêmio tem força de guerreiro para isso também. Acho que Cruzeiro e Palmeiras vão brigar pela última vaga da Libertadores. Mas é tudo conjectura, o importante é que vai ser emocionante essa reta final.Abs