domingo, outubro 26, 2008

O EXORCISMO CORINTIANO


Apaixonado por definição, o torcedor de futebol é capaz de transformar em situações épicas, em viradas incríveis, problemas criados por gente que nada tem a ver com ele. Explico: time grande só cai no Brasil por causa da incompetência de gente que se diz torcedora mas é, na verdade ururpadora. De paixões, de bens, de momentos. Os times caem, as torcidas e as histórias, nunca.
Foi assim com Palmeiras, Grêmio, Atlético Mineiro, Coritiba, Sport e outros.
Não poderia ser diferente com o Corinthians. Afundado na lama de uma administração desastrosa, depauperado por parcerias nebulosas, o Corinthians bateu no último centímetro do poço, viveu um carma e soube voltar mais digno, mais limpo, mais honrado.
Graças a profissionais do futebol, o que é o mais bonito dessa história. Os que criaram o desastre e o jogaram nos pés de jogadores pouco capazes de evitá-lo, foram substituídos por gente do ramo, mais séria. Mano Menezes é, para mim (e digo isso faz tempo), a grande revelação entre os treinadores brasileiros. O ex-zagueiro Antonio Carlos se revela um promissor dirigente. Há bons jogadores que chegaram ao time, como os zagueiros William e Chicão, o talentoso Douglas, o elétrico André Santos, o futuro brilhante de Dentinho.
A cartolagem afundou o Corinthians e seus co-irmãos. Os verdadeiros profissionais do futebol os resgataram.
Em meio a isso tudo trafegam os verdadeiros donos do jogo de bola, os torcedores. Que reagem como pais nos momentos de dor e crise. Eles simplesmente colocam seus times no colo e vão à luta, renovam compromissos de amor e fidelidade e redescobrem o maior segredo do futebol: gostar do seu time sem motivo, razão. Gostar, simplesmente. Foi assim com todos os gigantes rebaixados e, claro, teve maior repercussão com o Corinthians, que envolve mais gente, ressona muito mais.
Mais uma aula foi dada. Pena que, dificilmente, a lição terá sido aprendida. Temo que ainda veremos outras situações em que os usurpadores derrubarão tudo. Mas haverá sempre os verdadeiros profissionais do futebol que, com seu autêntico espírito amador, estarão prontos para promover novos exorcismos como o protagonizado pelo Corinthians. Vá de retro, cartolagem!!!!!

3 comentários:

Saulo Milleri Biral disse...

O Corinthians soube se preparar para a Série B fez boas contratações e mereceu voltar a Série A.

Dura Lex Sed Lex disse...

Noriega,

Gostei do seu post, equilibrado, sem enaltecientos baratos - que impesteiam a mídia neste momento.

Porque o que se deseja é glamurizar a "ascensão" curintiana, como se fosse um ato gllorioso, e não osimples conserto de uma derrapada no passado.

Não é o fim-do-mundo cair, é até necessário, às vezes. Mas fazer o que fizeram com esse clube - primeiro, menosprezando a própria Série A (como se eles não quisessem voltar - ato hipocritamente desmentido com a "festinha" de sábado), depois tentando alçá-lo à posição de 'hors-concours', colocando-o até como um dos favoritos na Série A, se lá estivesse... é um desrespeito aos demais clubes, às demais torcidas, à inteligência de qualquer pessoa menos fanática e mais equilibrada.
O nível técnico do Brasileirão não é bom, mas a competitividade, a emoção, é a melhor em muitos, muitos anos. E tem curintiano dizendo que o Brasileirão está decadente... Por que quiseram tanto subir, então??
OBrasileirão é ótimo, e não conta com o Coríntias.Coincidência? Acho que não...
Enfim... parabéns pelo equilíbro, por não colocar esse time e sua torcida num pedestal maior que o de outros grandes times que passaram pela 'catarse' da queda. Deus queira que meu time permaneça 'incaível'. E que o Coríntias se "reinvente", deixando de lado a empáfia e aprepotência que os caracteriza. Senão... não será "Adeus, Segundona"; mas sim, "até logo"...
Saudações tricolores

Rosangela disse...

Esse sr acima deveria frequentar aulas de portugues antes de comentar em blogs: O correto senhor, é CORINTHIANS e corintianos. Valeu a festa, seja bem-vindo a série A Timão, lá é seu lugar