segunda-feira, julho 30, 2007


RESSACA DO PAN

E O BRASILEIRÃO


Foi-se o Pan e confesso que deixa uma certa nostalgia para um fã de esportes em geral. Dentro de suas limitações e características - repito uma vez mais, Pan é Pan, não tem nada que ver com Olimpíada - foi um belo espetáculo, com grandes momentos e imagens marcantes. Como, assumidamente, foi um Pan de candidatura olímpica, resta aguardar os próximos passos no sentido de o Rio disputar a realização dos Jogos de 20016.
Muita coisa boa pode ser melhorada e muita coisa que não deu certo precisa ser repensada. Algumas das instalações são excelentes para o padrão olímpico. Engana-se quem fala que muitas delas, apesar de belas e modernas, não têm tamanho para uma Olimpíada, que gera um maior afluxo de pessoas. Em Barcelona-92, por exemplo, o time de vôlei masculino do Brasil jogou num ginásio antigo, pequeno e sem climatização na maioria da primeira fase. Assim como o ginásio de Badalona, que recebeu o basquete, não é melhor nem maior que a Arena que recebeu o basquete do Pan.
O que não se pode aceitar são vacilos como o ocorrido no beisebol. Para nós, um esporte sem grande prestígio, mas pra muita gente o beisebol é uma paixão e merecia melhor tratamento. Assim como o comportamento em geral de alguns torcedores merece repreensão. E a questão do transporte precisa ser muito, mas muito melhorada. Assim como a cidade poderia ter sido mais convidada a participar dos Jogos. Em termos gerais, como Pan, foi muito bom e ratificou, pelo menos, o direito de o Rio oferecer-se como candiato.
Entre altos e baixos, para mim, o grande momento dos Jogos foi a vitória brasileira no revezamento 4x100 do atletismo, uma prova sensacional, emocionante. E o pior foi ver atletas campeões olímpicos envolvidos num barraco na arena do judô.
Mas, com certeza, deixou saudades.

BRASILEIRÃO

Andei afastado do dia-a-dia do Brasileirão, mas pouca coisa se alterou. A pricipal mudança foi a arrancada do São Paulo para encostar no Botafogo, ainda que com um jogo a mais. Fico imaginando o que dirão agora aqueles eternos críticos do Muricy, que acham que tudo era culpa dele, que o elenco é espetacular, maravilhoso, que tudo que acontece de errado é por causa do treinador.
O Botafogo segue sendo o time mais interessante, que joga de forma mais consistente e alegre. Mas corre o risco de ver tudo isso ruir se alguém não chegar para uma conversa com o goleiro Júlio César. Ele é atabalhoado demais, não tem noção de quando e como deve sair do gol e comete algumas barbaridades. Dá pra resolver com orientação e conversa, mas que ele compromete em algumas ocasiões, isso é fato.
São Paulo e Botafogo à parte, a briga é embolada. Grêmio, Vasco, Fluminense, Palmeiras, Inter, essa turma toda está ali à espreita, preparando um bote. O Inter conta com um grande reforço, a volta de Alex, que é bom jogador e versátil taticamente. O Vasco tem um problema de dupla personalidade. Se jogasse apenas em São Januário, seria campeão. Mas tem jogo fora de casa e aí o time se complica. O Palmeiras tem mais transpiração que inspiração e vai se segurando numa raça fora do comum. O Grêmio é competitivo, mas parece faltar um algo mais, assim como no Verdão. Por fim, o Fluminense campeão da Copa do Brasil ensaia uma arrancada, mas por enquanto a banda ainda não mostrou que pode sair em turnê.
Em resumo, é um campeonato interessante como compeitção, mas que deve e muito como espetáulo. Infelizmente, a tônica do futebol brasileiro atual é a destruição. Quase todos os times têm como premissa básica não deixar o adversário jogar e acabam se esquecendo, eles, de jogar um pouquinho. Bota e São Paulo fogem a essa regra. Os outros escapam de vez em quando.
E por falar em destruição, de tanto tentarem, os dirigentes de Corinthians e Flamengo parece que, desta vez, caminham em ritmo acelerado para conseguir seu intuito de destruir esses patrimônios do nosso esporte. O caso do Corinthians é bem pior que o do Flamengo, que parece ter percebido um pouco antes que não há nada além do fundo do poço. Mas chamar Joel Santana de novo é a maior prova de que o Flamengo já pensa, de novo, apenas em não cair. O Corinthians, que virou um clone do Bragantino, não pode mesmo esperar muita coisa enquanto não se livrar desse encosto chamado MSI. Tristes dias para as maiores torcidas do Brasil.

25 comentários:

Tiago disse...

Caro Nori, é impressão minha ou muitos jogos realizados em áreas externas estavam com as arquibancadas vazias? Se a resposta for positiva, quais são as razões?

Thiago

Anônimo disse...

NoriEGA,não se pode exagerar nem para o lado ranzinza nem para o ufanista. Para mim ,mais do que planos para sediar a Olimpíada,o que deveria mesmo ser aproveitado é o entusiasmo de crianças e jovens com o esporte. Com a grandeza do evento,muita gente que achava que judô,caratê e taekwondo era tudo a mesma coisa ,hoje sabe as regras e quer praticar.Assim,como natação,ginástica,atletismo...
Também quero dar os parabéns à cobertura do SporTV. Ótimas transmissões,principalmente do Milton Leite e Luiz Carlos Jr.
ABS

Eduardo Motta-Florianópolis-SC

menon disse...

Maurício, será que vale a pena sediar uma Olimpíada. Não sei. Eu acho um absurdo, uma ofensa para o povo, o Lula dar dinheiro para o Pan. E como deu. Para ser vaiado. Esse dinheiro deveria ser para massificação do esporte, para que a população pudesse praticar esportes. Não para estrelas. Tem gente que é contra Bolsa-Família e reclama que o Diogo Silva ganha "só" 600 reais de ajuda. Todo mundo é a favor do mercado, mas quer dinheiro do governo para atleta famoso. Dinheiro para esporte tem de ser buscado no Pao de Açucar, na Bolsa, nas redes de tv, nas grandes empresas. Se é para ser capitalista, assumam

Anderson disse...

Caro Nori, sei que foi erro de digitação, mas acho que só mesmo em 20016 o Brasil será capaz de realizar uma Olimpíada, pois em 2016 não temos a menor condição, se para realizar um Pan foram necessários R$ 4 Bi, imagine quanto irão roubar para se fazer uma Olímpiada, esse dinheiro seria muito melhor aproveitado se utilizado na educação do povo e aplicado em esportes de forma a tirar crianças da rua e incluí-las na sociedade, além disso se aplicado em esportes poderíamos ter resultados a médio e longo prazo em Olímpiadas futuras, pois muita gente que viu o Brasil ganhar 54 ouros no Pan vai se decepcionar com nosso desempenho no ano que vem em Pequim.
Um grande abraço.

valter disse...

Noriega, não coube na minha calculadora quanto custou as 54 medalhas de ouro a um preço de 4 bilhoes gasto no Pan.
Falar em Mundial, Olimpiadas e realmente nojento.
Só se for em 20016 como voce escreveu.

Anônimo disse...

Noriega, a imprensa precisa comentar a jogada desleal do tcheco em cima do alex mineiro. foi criminosa, uma barbaridade.

RAFAEL disse...

Sou torcedor do São Paulo e critico do Muricy. Em primeiro lugar, é o rei da incoerencia, adora treinar o time de uma forma e ir pro jogo com outra. Não sabe mexer no time, e cometeu erros gravissimos ao longo desse ano como na semi-final do Paulista quando escalou o time com 1 volante, isso nao existe. Outro erro foi ter mantido pro jogo contra o Gremio na Libertadores o mesmo time que nao vinha jogando nada. Resultado ? foi um time inoperante, que nao ameaçou o gremio. Em campeonato de pontos corridos sempre o melhor elenco vai vencer, portanto o sao paulo brigar pelo titulo é natural, torço apenas para que esse cidadao nao atrapalhe. Já que vai continuar, que faça o simples, que o time pode ser campeao, mas espero que saia do meu time no final do ano e de espaço pra algum tecnico centrado que saiba trabalhar nos momentos decisivos bem. Outra coisa, Muricy é uma figura arrogante, prepotente que nao sabe nem ser grande nas vitorias. Já viu as entrevistas coletivas dele? Alias, vcs comentaristas de ar condicionado perguntem aos setoristas o que acham do Muricy, pergunte ao Cereto. O grande campeão é aquele que sabe admitir os erros e enaltecer seus acertos. Muricy quando erra, inventa desculpas covardes. Quando ganha posa de arrogante , maltrata jornalistas , etc

Diego Mesquita disse...

Noriega,

Sou um futuro jornalista e como tal, fiz um blog para treinar enquanto sou um aprendiz. Gostaria de saber se poderia relacionar meu blog aos seus favoritos. Claro, que relacionarei o seu em seguida. Aguardo resposta. Desde já, obrigado.

Humberto disse...

Noriega, eu que já critiquei aqui no seu blog o ufanismo da cobertura do Pan, por parte da Globo, quero ressaltar uma reportagem muito legal do Jornal Nacional de ontem.
O Renato Ribeiro fez uma projeção, a partir dos resultados do Pan, para os jogos de Pequim. O Thiago Pereira, com os tempos dele, disputaria o bronze em apenas duas provas.
Em Atenas, o Brasil obteve 10 medalhas, e foi a melhor participação brasileira da História. Por isso, acredito, não devemos esperar muito mais do que isso.
Outro ponto a se considerar: as medalhas brasileiras em Olimpíadas tem sido turbinadas pelo Volei de praia que, até 1996, não participava dos jogos.
De resto, como leitor, acredito que suas análises nos posts anteriores resumem perfeitamente a imensa diferença entre Pan e Olimpíadas.

Abraço.

Emerson disse...

Nori, o Rio tem todo o direito de candidatar-se a sede de uma Olimpíada, sem dúvida, apesar de alguns problemas ocorridos no Pan (fora o estouro de orçamento e o que rolar a partir disso).

Mas eu lamento que esse direito tenha sido tirado de São Paulo pelo COB e por confederações eternamente sediadas no Rio, sem representatividade real.

Esse é um assunto chato e a imprensa passa ao largo dele.

Nori disse...

Prezado anônimo, achei a cotovelada no Evandro mais desleal que a entrada do Tcheco no Alex Mineiro, que foi imprudência. Mostramos e falamos muito sobre isso no Troca de Passes de sábado.
Tudo lamentável.
Abs

Nori disse...

Tiago, sobre arquibancadas vazias, houve muita reclamação sobre cambistas e também muita gente que comprou e acabou não comparecendo, foi o que ouvi no Rio.
Abs

Nori disse...

Caro Eduardo Motta, concordo contigo. Abs

Nori disse...

Menon, meu irmão, o fato de eu ter sido atleta por um tempo na vida e ter sonhado um dia jogar um Pan, uma Olimpíada, talvez faça da minha análise algo tendenciosa a favor da realização. Estou contigo quanto à massificação do esporte, que, como se faz em Cuba e nos EUA, começa nas escolas. O Lula deu dinheiro pro Pan pensando na propaganda que isso geraria para o Governo dele, isso ficou claro, sem falar nas questões políticas. Eu acho que esporte de base, como educação, é do Governo. Esporte de competição, patrocínio, é da iniciativa privada. Mas, em útima análise, acho que dá pra fazer uma Olimpíada no Brasil. Talvez uma dobradinha Rio-SP, dividindo algumas modalidades. Parece idéia de maluco, mas pode dar um caldo.
Abs

Nori disse...

Anderson, claro que é preciso checar os gastos e justificá-los, mas infelizmente desse mal o Brasil acho que jamais estará curado, com túneis que valem 5 vezes mais do que deveriam valer e desmoronam, estações de metrô que desabam, aeroportos com pistas carecas etc.
Agora, a massificação do esporte passa, também, pelo ato de ver esporte de alto nível sendo praticado. Nesse aspecto, um Pan vale muito. Resta saber o que se fará dele depois.

Nori disse...

Valter, depende muito de quanto e como será gasto. Se o Pan foi um evento-candidato, uma parte do gasto já se foi e é preciso descontá-lo e fiscalizar muito o que vem por aí. Depende do projeto e depende do benefício para a cidade depois.
E depende da gente fiscalizar tudo isso. Abs

Nori disse...

Rafael, apenas informo a vc que nas cabines da maioria dos estádios brasileiros não tem ar condicionado. Assim como nos CTs dos clubes, aos quais a gente vai na medida do possível. Com certeza falo mais com o Cereto do que vc e o Cereto considera o Muricy muito competente. Sua análise merece respeito, mas eu acho que ele faz exatamente o contrário do que vc pensa. Ele evita ao máximo colocar pra jogar um time que ele não treina. Óbvio que ele erra como todos os outros, mas é mais fácil cobrar dele do que do Souza, que só agora voltou a jogar, do Ilsinho, que não fez nada em 2007, dos atacantes que não fazem gol etc. E com todos esses problemas que vc cita o São Paulo tem o mesmo número de pontos que o Botafogo. Sobre educação nas coletivas, acho que o Muricy exagera, mas não sou comentarista de educação. Fora isso, tem repórter mal educado também.
Abs

Nori disse...

Amigo Emerson, infelizmente, tem muita política nesse meio. Talvez seja viagem minha, mas eu faria uma dobradinha Rio-SP nas Olimpíadas, talvez desse caldo. Abertura numa, encerramento na outra. Basquete em SP, Vôlei no Rio. Natação numa, Atletismo na outra, essas coisas.

Nori disse...

Humberto, o Renato é um excelente jornalista, e isso só comprova a sua análise.
Abs

Lucas Silva disse...

Estimado Nori, decobri seu blog atraves do blog do Cereto, vou me tornar um assiduo frequentador deste espaço, em minha opinião, voce, o Escobar, PVC, Paulo Calçade e o Mauro Beting são os melhores e mais lúcidos comentaristas do Brasil. Mereciam mais espaço na mídia nacional. Concordo com sua analise do panorama do Brasileirão, tenho a mesma opinião sobre o Botafogo e acho que um time que quer ser campeão não pode confiar o gol titular ao Marcos Leandro(??), com todo o respeito. Tinha que ter sido um pouco mais arrojado, sei lá, tentado buscar o Renan por emprestimo no Inter ou buscar um goleiro fora, por exemplo. Sobre os times que preparam o bote concordo 100%. Quero chamar sua atenção para o bote que o Inter está preparando, tem uma boa base, Gallo está conseguindo dar uma cara ao time e ainda tem Magrão, o argentino Guiñazu e a volta de Fernadão. Acho que o Inter tem condições plenas de ser campeão, pena que tenha começado o campeonato tão mal. Abraço e boa sorte.

Lucas disse...

Noriega
O que você acha do Pet no Santos?
Eu não estou muito confiante.
Abraço

Anônimo disse...

Nori, a culpa é sim do Muricy!!Não entendi sua defesa com relação ao técnico tricolor???O São Paulo tem o melhor elenco do campeonato(apontado por todos os comentaristas) e mesmo assim continua atrás do fraco Botafogo cujos dois destaques são ex-jogadores do tricolor(dodo e lucio flavio)....Aliás, por favor, me diga qual jogador do São Paulo na sua opinião é fraco???Não tenho nada contra o Muricy até gosto dele pois é saopaulino mas não vêm fazendo um bom trabalho este ano...Os resultados estão aí para todos verem!!!
Abraços Nori!!

Leonardo - Go

Nori disse...

Caro Leonardo, antes de mais nada, valeu pela visita. Opinião cada um tem a sua e vou tentar expor meus argumentos. Primeiro, acho que o São Paulo não tem nenhum atacante tão bom quanto o Dodô, mesmo o Dodô já não tão garoto. Ruim pro Botafogo que ele esteja suspenso. Nunca considerei o Ilsinho um grande jogador. Acho o Reasco melhor como lateral. Leandro é razoável, Borges é razoável. Acima da média o São Paulo tem, na minha opinião, Rogério, Miranda, Júnior e Josué. A diferença é que tem jogadores para todas as posições, por isso tem o elenco mais completo. Agora, definitivamente, não é o elenco estelar que muitos torcedores acham. Por isso respeito o trabalho do Muricy, que segue deixando o time entre os primeiros.
Abs

Nori disse...

Lucas, acho muito arriscado o investimento do Santos no Pet. Como todo investimento de risco, pode-se ganhar muito ou perder tudo que se investiu.
Abs.

Blog do Menon disse...

Concordamos em relação ao Lula (Aleluia). Ele deu dinheiro para ser aplaudido e foi vaiado. Lula tem complexo de rejeição. Ele quer ser aceito pela elite. Isso eu não perdôo.
Sou a favor da Copa e da OLimpíada, mas sem dinheiro oficial. Isso, não.