quinta-feira, agosto 02, 2007

EM BOCA FECHADA....
E VIVA ZAGALLO!!!!


Qual seria o real objetivo por trás das afirmações do presidente da CBF, Ricardo Teixeira, de que jogadores da Seleção Brasileira chegaram bêbados à concentração na Copa da Alemanha, "revelação" feita agora, um ano após o fracasso do time? Qual o sentido, qual a validade disso tudo? Sem contar a astuta observação de que Ronaldo estava acima do peso, o que era visível a um observador que estivesse assistindo a Copa desde a Lua. E mesmo assim o Gordinho foi o artilheiro do Brasil na Copa.
Se sabia de tudo isso, porque o comandante da CBF só se manifestou agora, um ano depois? Isso é comando? É autoridade? Se sabia, porque não tomou as rédeas da situação com a Copa em andamento? Um ano depois, é justo falar de coisas que são absolutamente corriqueiras (o que não significa que sejam corretas) no mundo do futebol e, quando os times vencem, ninguém fala nada? Eu não fui à Alemanha mas ouvi de fontes fidedignas - mais de uma - tudo isso que a CBF agora joga no ventilador. Todos sabiam. Mas não foi a CBF que programou tudo? Os treinos em Weggis, a badalação (a peso de dólares e euros)? Será justo agora querer falar de tudo que não foi falado há um ano? Só porque Dunga e cia. venceram a Copa América sem Ronaldo, Kaká e Ronaldinho?
Quem se saiu muito bem nisso tudo e, uma vez mais, mostrou que é uma figura importante e respeitada do futebol brasileiro, foi Zagallo. Fechou questão com os jogadores e contestou a versão oficial. Ficou ao lado de quem, de verdade, faz o espetáculo e sobre quem arrebenta o peso do fracasso. Esse tipo de coisa se resolve dentro de concentrações e de hotéis. Mesmo porque tem o seguinte: atire o primeiro copo quem pode falar com a cara lavada. O que não me parece ser o caso.

O FENÔMENO VASCO

Já que o assunto é fenômeno, que tal o Vasco? A mais agradável surpresa do Gangorrão 2007. Um time como outro qualquer, mais esforçado que capacitado. Com um treinador como outro qualquer, mais conservador do que ousado. Mas está aí o Vasco, com um desempenho surpreendente e, diga-se, merecido. Não é nada, não é nada, o Vasco já pode se dar ao luxo de sonhar com algo mais na competição. E não nos esqueçamos do seguinte: a base foi montada em 2006, por Renato Gaúcho, e mantida em 2007, com alguns ajustes. A vitória sobre o Inter em Porto Alegre, somada aos 100% de aproveitamento em São Januário credenciam o Vasco a brigar pela taça com Botafogo, São Paulo e Grêmio.

O FRUSTRANTE PALMEIRAS

Ao contrário do Vasco, o Palmeiras segue frustrando seu torcedor. Quando alguém pergunta porque o Palmeiras gera tanta desconfiança, o próprio time se encarrega de responder. Um time como outro qualquer, muito mais esforçado do que capacitado. Com um treinador como outro qualquer, cheio de boas intenções, mas ainda longe de fazer a diferença. O grande problema do Palmeiras, me parece, já vem de há tempos: se acostumou a ser coadjuvante. O time quase todo é de coadjuvantes, tirando um postulante ao estrelato (Valdívia) e a uma estrela em fim de carreira (Edmundo). Traçado o perfil da equipe, fica evidente que falta base para um salto maior.

O VACILANTE CORINTHIANS

Que esperar de um time que deposita toda a sua esperança num garoto de 17 anos? E que vê esse garoto jogar mais e com mais personalidade que alguns veteranos? Nada mais do que se tem do bagunçado Corinthians. Duro mesmo foi ver a bronca do goleiro Felipe no zagueiro Kadu, que realmente falhou no lance do segundo gol do Atlético Paranaense. E Felipe, não falhou no lance do primeiro?

OS LÍDERES DISPARAM

Botafogo e São Paulo, nessa ordem, os melhores times do Brasileirão neste momento, têm tudo para abrir distância nas próximas rodadas. O Botafogo já soma 31 pontos em 15 jogos. O Palmeiras, em oitavo, tem 23. O São Paulo pode chegar aos 31 em 16 jogos, no jogo teoricamente fácil que tem contra o Juventude. Na virada do turno podemos ter polarizada a disputa pelo título entre o alvinegro carioca e o tricolor paulista. Com o Vasco querendo entar de penetra.

8 comentários:

Lucas disse...

Nori, acho que o Ricardo Teixeira esta apenas desviar o foco.Botou penta em risco em detrimento a grana que a CBF faturou no Pre-Copa(Weggis e cia).Você não acha que precisamos de um diretor que entenda de futebol, que esteja acima do Treinador. Seria a figura do Vice de Futebol do Clube ou um diretor nos moldes de Eduardo Maluf do Cruzeiro. Ricardo Teixeira seria apenas uma espécie de Rainha da Inglaterra que ficaria contando os lucros.

Abraço e sucesso a voce,

Lucas Silva
Torres - RS

Thiago Gaggini disse...

Ricardo Teixeira... imagem dos Donos do Poder na sociedade brasileira, reprensentando-os na esfera esportiva...

Milton Leite sobre Ricardo Teixeira: "Que beleza..."

Anônimo disse...

Nori, bons comentários estes...Impressionante a atitude do Ricardo Teixeira, se eu fosse jogador da seleção e tivesse jogado a Copa pediria dispensa até que o presidente citasse o nome de quem não levou a sério a Copa, chegou bebado e etc...Pois isso mancha a imagem de todos...E gostaria de saber a opiniao deste senhor na Copa de 2002 quando Ronaldo carregou o time, sem falar que ainda continua sendo de longe o melhor atacante brasileiro e na minha opinião do mundo...Quanto ao goleiro Felipe achei um absurdo a forma com que ele criticou seu companheiro pela falha, sendo que quase tomou um frangasso que a bola bateu na trave....E gostaria de repetir que o Valdívia é um jogador fraco, do tipo cai cai, e que a imprensa não sei porque insisti em colocá-lo como um bom jogador assim como um tal de Deivid zagueiro fraquíssimo...O Willian é um baita jogador...E como saopaulino já começo a me achar penta campeão e + feliz ainda em ver o Palmeiras e o Corinthinas nesta draga!!!!
Abraços!
Leonardo- GO

Gustavo disse...

O Vasco é sim candidato ao título, não vejo São Paulo e Botafogo tão superiores...
E ainda com Andrade e Morais... vai dá pra brigar.

RE disse...

oi, Noriega.Ronaldo ficou rico honestamente...já o glorioso Ricardo teixeira..... Rodrigo.

Rubão disse...

Ao que parece a intenção é queimar Ronaldo de vez e fechar-lhe as portas da seleção.

A pergunta que fica é: suponhamos que ele chame Felipão para ser treinador da Copa de 2010 e ele resolva Ronaldo para o Mundial. Teixeira barra ou engole o sapo? Aliás, há outra pergunta: sabendo que Scolari é fã de Ronaldo, ele o chamaria novamente para dirigir a seleção ou temendo isso, entre outras coisas, manterá Dunga no cargo?

Pedro disse...

Pior é ainda ter que ouvir esse cartola dizendo que ele ganhou não sei quantos títulos para o Brasil. Sem noção.

Acho que as medalhas do taekondo mereciam um lugar nos melhores momentos do pan.

bruno disse...

"Çabio Nori quanto foi o jogo entre o empolgante Vasco e frustrante Palmeiras?"