domingo, outubro 25, 2009

Quem é quem na reta

final do Brasileirão 09


Nunca antes na história desse Campeonato Brasileiro de pontos corridos (perdão, presidente, pelo uso de sua introdução favorita) houve tanto equilíbrio na disputa do título. Em termos aritméticos, a lógica aponta que do primeiro ao sétimo colocado todos têm chances de conquistar o título, faltando 7 rodadas para o final.

Faço abaixo uma análise do que vejo em cada um dos sete postulantes para essa reta final de arrepiar. Pela ordem de classificação ao final da rodada 31.

Palmeiras - Teve tudo para, a essa altura do campeonato, já estar festejando a conquista. Mas de todos os postulantes ao título é o que atravessa o pior momento. Quatro jogos sem vitória, três derrotas consecutivas sem fazer um gol. O líder é uma grande incógnita. Tem faltado tudo ao Palmeiras, de futebol a personalidade e alternativas. Ainda tem as melhores possibilidades, mas deixou de inspirar confiança. Faz quatro jogos em casa e três fora. Um desses como mandante é o clássico contra o Corinthians. Dos adversários diretos, enfrenta Goiás e Atlético Mineiro, ambos em casa. Tem Muricy, um especialista em administrar vantagens, mas que ainda não colocou em prática o que fez nos últimos três anos. Não terá Cleiton Xavier, um de seus melhores jogadores, na reta decisiva.

Atlético Mineiro - É o time mais regular do grupo que briga pelo título. Esteve mais rodadas entre os 4 primeiros, arrancou bem, caiu, se recuperou. Faz três jogos em casa e quatro fora. Em casa enfrenta dois advesários diretos, Inter e Flamengo, e pega o Palmeiras fora. Foi o time que mais se qualificou nessa caminhada e entra como uma surpresa no grupo dos favoritos (eu mesmo confesso que não acreditava nas chances de o Galo brigar pelo título, mas ele chegou). Resta saber se haverá a dose de risco que sempre faltou a Celso Roth em momentos decisivos. Diego Tardelli em grande fase, Ricardinho na coordenação e o Mineirão sempre lotado são as armas.

Internacional - Joga três vezes em casa e quatro fora, mas pega Galo e São Paulo longe do Beira-Rio. Era o favorito de quase todo mundo, mas sempre negou fogo nas muitas oportunidades que teve para assumir a ponta. Tem como grande arma a volta de Giuliano, grande revelação do clube e talento indispensável para uma reta de chegada. Grande desafio, também, para o técnico Mário Sérgio, que nos últimos tempos tem apenas treinado times para não cair e agora tem a possibilidade real de disputar um título. Qual será a postura dele e do time? O elenco é dos melhores.

São Paulo - De todos os times que disputam o título é o único que já provou ser capaz de grandes viradas e superações. A base da conquista de 2008 está mantida e a vitória sobre o Santos foi espetacular. Embora não seja um time brilhante, é de perfil decisivo e talvez seja o único com a capacidade psicológica de, se assumir a liderança, conservá-la sem deixar a mesma escapar. Tem a seu favor o crescimento de produção de jogadores fundamentais na reta de chegada, como Hernanes e Jorge Wagner. Joga quatro vezes em casa e apenas uma contra um adversário realmente direto, o Inter. Termina em casa contra o Sport.

Flamengo - Conseguiu uma grande arrancada e entrou na briga com a vitória sobre o Botafogo (mesmo tendo sido um time muito recuado no segundo tempo, que correu riscos desnecessários). Tem dois acima da média, Adriano e Petkovic, o que não é pouco. Aliás, é muito. Tem um adversário histórico, o oba-oba quase incontrolável dos torcedores e de parte da mídia, que muitas vezes contamina o elenco. Também possui experiência de sobra para lutar contra isso. Joga três vezes em casa e quatro fora. Uma das partidas como visitante será espetacular, contra o Atlético, no Mineirão.

Cruzeiro - É o melhor time do segundo turno e paga um alto preço pela depressão pós-Libertadores. Joga quatro vezes em casa e três fora. Não enfrenta mais nenhum adversário direto, o que pode ser bom e ruim. Bom por ter adversários teoricamente mais fracos. Ruim por não poder mais tirar pontos de quem está à frente dele. Enfrentará ainda três dos times que lutam para não cair: Santo André, Fluminense e Sport.

Goiás - Caiu muito de produção nas últimas rodadas. Parece estar faltando força e capacidade de decisão. A defesa é o ponto fraco do time, a pior dos sete primeiros colocados, com 51 gols sofridos. Tem jogadores experientes e técnicos do meio para a frente, mas dos sete é o que vive talvez a situação menos favorável. Até a Libertadores, que parecia certa, corre riscos. Joga três vezes em casa e quatro fora. Mas enfrenta Palmeiras, Atlético Mineiro, São Paulo e Flamengo. Ou seja, pode tirar pontos de quatro que estão à sua frenete.

8 comentários:

Anônimo disse...

Caro Nori,
Que reta final de campeonato é essa???? Fantástica!! e olha que você analisou só a parte de cima da tabela. A parte de baixo promete grandes jogos também. Hoje, dois cariocas estão na zona de rebaixamento. E depois dizem que essa fórmula de pontos corridos não é boa.
Como São Paulino, acredito na conquista até quando for possível sonhar, porém minha aposta é que o Atlético será Campeão!!
Abraço

André Antunes
São Paulo

PS: Como vc também é um apreciador de boa música, vale a pena ler "Histórias de canções - Chico Buarque", escrito por Wagner Homem, curador do site do Chico! Nada mais é que os bastidores de algumas das grandes canções desse torcedor do Fluminense.

ricardo disse...

Caro Noriega,

nao entendo o que vem acontecendo com o Palmeiras. Como pode um time, simplesmente de um jogo para o outro, cair tanto de rendimento?
Sim, porque diante do Santos na Vila o palmeiras foi guerreiro e reverteu o placar, e logo em seguida vem uma sequencia vergonhosa para um postulante ao titulo de 2009.
No ultimo jogo e diante do flamengo o que se observou foi um time timido, perdido, desmotivado e displicente. E um tecnico que parecia aceitar tudo o que via em campo e, pior ainda, dando pinta de que estava tudo sobre controle.
Tem explicação Noriega??

Ricardo

ricardo disse...

Noriega,

em relacao ao STJD....o que podemos falar?

é visivel que alguns jogadores sao perseguidos.

Eu vejo sempre o Dagoberto, que é um dos mais violentos e desleais jogadores, agindo de forma antiesportiva e nada de ser julgado ou punido pelo STJD!!! PORQUE?

O Ceni hoje que alem de ser desleal na jogada em cima do Jean, foi expluso e ofendeu o arbitro. Sera que vai ser indiciado, julgado e punido???

Que criterios o STJD usa?

a vergonha esta dentro e fora do campo.

Waltinho Oliveira disse...

Bom dia Noriega,
Parabéns pela análise.

A vitória contra o Corinthians ontem coloca o Cruzeiro de vez na briga pela Libertadores. E se o pessoal de cima der mole, não sei não viu...

Abraços

Antonio disse...

Noriega,

Como armar o Mengão sem Pet na quarta? O que sugere?

Abraço

Raul Torres disse...

Eu acho que o Palmeiras ainda mantem chances evidentes ao título, mesmo nessa maré baixa. Mas o time que realmente tem me impressionado é o Flamengo.

Quem sabe pode chegar forte!

Abs!
http://nopiquedabola.wordpress.com

Jonatammm disse...

O Inter é o time que mais tempo ficou no g4, ficando de fora apenas 1 rodada. É, portanto, o time mais regular, e nao o Atlético.

Jesus The Lord disse...

Quando comecei a acreditar no Cruzeiro nesse campeonato, o Cruzeiro começou a cair pelas tabelas... quando desacreditei, o Cruzeiro ganhou algumas partidas importantes..

e isso se repetiu umas duas vezes esse ano...

E logo agora que estava desacreditado, o Cruzeiro me aparece novamente com chances ótimas de, quem sabe, até ser campeão.

Pois é.. acho que vou continuar desacreditando no meu time tão amado, pois se minha descrença vem dando certo...

eu quero é o melhor pro meu CRUZEIRÃO!!!!!!!!!

Mas se vier pelo menos a Libertadores, ficarei mais do que agradecido!