terça-feira, outubro 27, 2009

Os mais e os menos

do Brasileirão 2009



Alguns números interessantes nessa reta final do Brasileiro/09 até a rodada número 31.

Quem ficou mais rodadas na liderança?

Palmeiras -15
Galo - 8
Inter - 7
Vitória - 1

Quem ficou mais rodadas no G-4?

Inter - 29 (erro meu ao ter citado anteriormente o Galo, corrigido por um blogueiro mais atento que eu)
Palmeiras - 26
Galo - 21
São Paulo - 13
Vitória e Goiás - 12

Quem segurou a lanterna por mais rodadas?

Fluminense - 12
Náutico - 5
Sport - 4
Atlético-PR - 3

Quem ficou mais rodadas na Zona de Rebaixamento?

Sport - 24
Fluminense - 22
Náutico - 19
Botafogo - 17
Atlético-PR - 13

3 comentários:

Rubens Arruda disse...

Noriega, tem um torcedor do galo fanatico que trabalha comigo. Ele tá eufórico com a campanha de seu time, e acredita no título, que não ocorre desde 1971. Mas já tratei de abrir seus olhos: ano passado o São Paulo perdeu os dois jogos para o vice-campeão. Se bem que a segunda colocação para o Galo está de bom tamanho.
E o Palmeiras, o que houve Nori?
Abraços.

Custodio Neto disse...

Números do Galo no Brasileirão - 27/10/2009


Vice-líder, com 53 pontos, a apenas um do líder Palmeiras

Time que mais venceu: 15 vezes

Quinta melhor campanha no turno

Terceira melhor campanha no returno

Quinta melhor defesa: 40 gols

Sexto melhor ataque: 48 gols

Quarto melhor visitante

Quinto melhor saldo: 8 gols

20% de ser campeão; 71% de ir à Copa Libertadores

8 rodadas na liderança

21 rodadas no G4.

Esquemas táticos disse...

Olá Noriega.

Se gosta de Midnight Oil, eu respeito. hahaha. Tô brincando.

Li sua análise no blog do Lédio Carmona e no post abaixo sobre o Jorge Wagner. Não acho que ele está bem. Nem as bolas paradas são dele mais. Acho que está em decadência há algum tempo. (Dê uma olhadinha na análise que fiz dos esquemas táticos de Santos e São Paulo no meu blog).

No mais, concordo. O Santos é muito fraco, o Palmeiras está num momento psicológico difícil e o Atlético tem um time que se mostrou regular durante todo o Campeonato.

O Inter, se o Mário Sérgio não inventar muito nas partidas decisivas, tem chances. O mesmo vale para o Cruzeiro, já que Adílson Batista sempre tenta anular os adversários nas partidas decisivas e esquece de colocar o time pra jogar.

O Flamengo, pra mim, tem muitas possibilidades. É um time forte, tem um esquema tático ousado e um técnico que não é vaidoso. Andrade vai armar o time para vencer, não para aparecer como um técnico gênio.

O Goiás é muito instável e pode perder a vaga. Os volantes são tecnicamente fracos e os alas (ponto alto do time, junto com o ataque) são inconstantes.

Abraços,

Marcelo Costa.