quinta-feira, outubro 21, 2010

Paulistas não têm


estádio para fazer


a abertura da Copa


O tema é espinhoso, gera debates e picuinhas tontas como essa dos atuais mandatários de Tricolor e Timão. Mas não fujo a ele e deixo minha afirmação. Hoje a cidade e o estado de São Paulo não possuem um estádio que seja que reúna condições de receber a abertura da Copa do Mundo. Nenhum estádio.

Vamos por partes para explicar.

O Morumbi é o melhor estádio do estado, não se discute. Só não reconhece isso quem não pensa um pouco. Mas para receber uma abertura de Copa ele não reúne condições. Não tem estacionamento, não tem ainda acesso de metrô ou trem, não tem espaço externo que possa receber as exigências de uma grande partida de Copa do Mundo. Mas poderia perfeitamente receber um jogo de fase classificatória, de oitavas ou de quartas e até a decisão de terceiro lugar.

O Ellis Park tinha muitos dos problemas enfrentados hoje pelo Morumbi e recebeu jogos do Brasil na Copa da África.

No Soccer City, por exemplo, pouca gente cita ou recorda, mas havia uma estação de trem e um terminal de ônibus na área do estádio, a pouco mais de 400 metros das entradas. Sem contar a gigantesca área externa que abrigava centenas de caminhões e um centro de imprensa dedicado à mídia escrita, montado numa tenda moderna e climatizada. A uma distância de dez minutos caminhando estava o IBC, centro de transmissão internacional, com rádios e TVs.

O Morumbi dá na calçada da avenida Giovanni Gronchi de um lado e no clube social do SPFC do outro. Esse é o maior problema, o fato de o estádio ter sido engolido pela cidade e não oferecer espaço externo para receber um jogo desse porte e a estrutura cavalar da qual necessita.

No Green Point, da Cidade do Cabo, também havia uma enorme área externa, livre para receber carros de mídia, de patrocinadores e as tendas com os centros de imprensa. Além de um terminal exclusivo de ônibus a poucos metros do estádio. Situação que se repetia no Moses Mabhida, em Durban.

O Pacaembu é o estádio mais bem localizado e charmoso da cidade, mas está velho e é tombado pelo Patrimônio Histórico. Reformá-lo daria um trabalho incrível e geraria custos absurdos. Sem contar a pressão de mexer numa área da cidade para adequar as questões de estacionamento, acessos, áreas externas e trânsito.

O Palestra Itália reformado como Arena prevista para 45 mil pessoas não suporta a abertura e, assim como o Morumbi, poderia receber jogos de fase, oitavas e quartas se estiver pronto a tempo. Para abertura e semifinal também teria problemas pela falta de espaço externo, embora o projeto preveja um amplo estacionamento na reforma. Os acessos são mais fáceis pelo fato de o metrô já estar próximo, assim como um grande terminal de ônibus, mas o trânsito deve continuar sendo complicado na região.

Por fim, o mais difícil, falar sobre algo que ainda não existe, está em projeto: o novo estádio do Corinthians, citado como provável abertura da Copa. Espaço há de sobra para abrigar as necessidades externas de uma abertura de Copa, porque é mais fácil pensar em tudo para um local que ainda não existe, onde há apenas área aberta. O problema é a adequação do projeto de 48 mil para 65, 70 mil lugares, o custo e o tempo da execução. Há metrô perto do estádio, que está longe do centro e das principais regiões hoteleiras da cidade, mas relativamente próximo ao aeroporto internacional.

Resta saber quem arcará com os custos da obra, o impacto na região e outros problemas.

O pior de tudo é saber que depois de anos sabendo que a Copa vai ser realizada no Brasil, a principal cidade do principal estado da Nação não ter feito nada para superar o fato de não ter uma arena esportiva em condição de receber a abertura do Mundial. Isso faltando menos de quatro anos.

11 comentários:

Demetrio disse...

O ministro do Esporte falou, o Presidente do Brasil falou, o Governador de SP falou, o Presidente da CPF falou.... TODOS confirmam, é em ITAQUERA a abertura! Arruma outra forma de gerar tráfego para seu blog.

Alê disse...

Desculpa mas... esse é um post autista. Desconectado da realidade.

Mas vamos lá. Dado seu critério, justou ou não, podemos afirmar: o Brasil não tem estádio para a Copa do Mundo (não só para a abertura).

Então vamos falar de projetos. São Paulo, a cidade, tem dois.

Um tão viável que está em andamento, com Copa ou sem Copa. Que não conta com dinheiro publico. E agora, sequer com facilidades dadas aos Estádios da Copa (financiamento do BNDES). Um Estádio que atualmente já um dos melhores e mais modernos do país e que está correndo atrás. Vai ser coberto, vai virar ponto de duas linhas de metrô, vai ter estacionamento, tem hotel, hospital e aeroporto por perto. É um puta projeto. Em andamento. O que é do Estado, como metrô, já tem investimento aprovado e cronograma fechado (e andamento).

O outro projeto da cidade é a maquete.
O projeto do Estádio em si já é insuficiente. Não atende. Não existe um projeto por entorno.

Então... Sampa só não vai ter a abertura da Copa se não quiser.

Anônimo disse...

Calma ai nori , o fielzão só em 2013 , ou vc tem alguma duvida ?

daniel.bisogni disse...

Fiquei sabendo que o Canindé foi sondado por grandes empresas para que fosse transformado em Arena Multiuso, com oprojeto de ser a sede paulista na Copa do Mundo. Porém, que força tem a Portuguesa nessa briga de gigantes?? Talvez não haja tanto espaço nas imediações do Canindé, mas ninguém pode reclamar de transporte. Tem duas estações de Metrô ao lado, fica de frente para a Rodoviária, próximo ao Aeroporto de Cumbica, etc... Pderia ser uma sede, mas para muitos envolvidos QUEM É A PORTUGUESA???

Gustavo Mascarenhas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gustavo Mascarenhas disse...

Noriega,
Gosto de seus comentarios e opiniões sobre futebol.
Fiz um blog sobre esportes. Se der, dá uma olhada:
http://saiuacabou.blogspot.com/
Aos leitores também, deem uma olhada e se gostarem virem seguidores.
Abrços

Anônimo disse...

Sejamos bem práticos, era lógico e de bom tom levar esse jogo para uma arena moderna construida mais para interior de São Paulo, longe dos problemas que São Paulo normalmente já tem. Não precisava construir nos rincões do interior paulista, algo entre Campinas e São Paulo.
Viracopos e as melhores estradas brasileiras, uma região economicamente em ascensão, com muitos hoteis.

Imaginem a herança que deixaria para região.

Tenho certeza que muitas famílias do interior iriam mais aos estadios

Gde abraço Nori
Mozart

Valter disse...

Com todo o respeito Noriega, acho que vc deveria saber mais da Arena Palestra Italia, porque em apenas 6 linhas fica dificil.
No Estado, a Arena Palestra saiu na frente dos demais no que diz respeito as obras e tenha certeza, vai ficar pronto para o nosso centenario que é em 2014.
Não queira ressuscitar o estadio do jardim leonor, pois ja foi reprovado pela CBF e FIFA, portanto, ja é caso encerrado.
Estou te estranhando...

Carlos Eduardo Gatto Sâmia disse...

MATÉRIA ESPECIAL COM O PRESIDENTE DO CORINTHIANS, ANDRÉS SANCHEZ

http://jogadademestres.blogspot.com/

ABRAÇOS!!

Nori disse...

Aos internautas Alê e Valter. Não use o termo austista gratuitamente, vc desrespeita muita gente com isso. E desconectado da compreensão de texto parece ser vc. Ainda mais do que precista ter um estádio para a abertura da Copa. Leia a entrevista de hoje do Jerome Valcke sobre os estádios paulistas.
Ao espertíssimo Valer, a Arena Palestra é um lindo projeto mas, segundo o próprio clube, não serve para a abertura da Copa. Que é o tem do post. Portanto, me poupem desse clubismo barato de vcs, ok?

Nori disse...

Demétrio, realmente, tráfego como o seu não me faz falta alguma.