quinta-feira, outubro 14, 2010

Corinthians colocou


raposa no galinheiro

A derrota corintiana para o Vasco deu mostras de que não era apenas em Adílson Batista e em sua criticada insistência em escalar Moacir e Thiago Heleno que estava a chave dos problemas do time.

Não se sabe quem determinou a estratégia de jogo por parte do Corinthians, se o interino Fabio Carrile ou o tal comitê gestor formado pelos líderes do grupo, William, Roberto Carlos etc.

O fato é que em termos de proposta de jogo o Corinthians foi um desastre contra o Vasco. Apostou numa marcação em linha de quatro diante de um ataque veloz e de um adversário que tinha um armador astuto e hábil, como Felipe. Tudo isso com um quarteto que se mostrou na recuperação, formado por Alessandro, Chicão, William e Roberto Carlos.

Antes mesmo de fazer seu gol, Zé Roberto já havia recebido uma bola (em impedimento) nas costas do setor esquerdo da defesa corintiana. Minutos depois fez o gol (em impedimento) recebendo uma bola cruzada que pegou toda a defesa paulista desprevenida e mal posicionada, de novo pela esquerda.

No segundo gol, Felipe enfiou uma bola preciosa para Éder Luís marcar, superando Alessandro na velocidade. O que quase se repetiu muitas vezes.

O Brasileirão sabe que o Vasco joga em velocidade no ataque e que Felipe não pode jogar sozinho. O Corinthians colocou a raposa no galinheiro ao permitir que o meia abastecesse os velozes atacantes vascaínos.

Além disso, o ataque mostrou a inoperância de sempre, Elias, estava perdido em campo, e o aspecto emocional mostrou-se falho.

O Vasco foi mais consistente e venceu o jogo no primeiro tempo. Não deve sofrer com ameaças de rebaixamento.

O Corinthians precisa de um novo rumo. Há mais problemas do que mudar de técnico. Ronaldo anunciou sua volta. Vejam bem, não foi o técnico, nem um diretor, nada disso. Foi o jogador que disse quando volta. Retrato de um clube que perdeu o comando de seu futebol.

Um olho no Peixe....

É outro o Santos do segundo semestre. Menos esfuziante, mais competitivo, brigador, compenetrado. A defesa está mais ligada, o meio-campo é mais pegador. Perdeu em beleza, ganhou em briga, entrega.

Em cada setor o Santos tem um jogador acima da média atual. Edu Dracena na defesa, Arouca no meio, Neymar na frente. Há bons coadjuvantes e a tranquilidade de jogar sem pressão ou cobrança. É bom não tirar o olho do Peixe na reta de chegada.

O Inter parece que vai mesmo cuidar do Mundial de Clubes, o que não deixa de ser prudente, tal a situação física de jogadores fundamentais. Ninguém no Beira-Rio deve reclamar de tal medida.

5 comentários:

Felipe Pugliese disse...

Poxa, Nori. Há pouco menos de um mês o Corinthians brigava pela liderança e muitos chegaram ao ponto de dizer que o o presidente era o melhor da história. Seis jogos sem vencer já é suficiente para dizer que não há comando? Eu sinceramente acho que não.

all.jones disse...

...o problema do Corinthians basicamente é que quando ainda esta muito proximo ao Fluminense e chegou até a fica na liderança por alguns minutos no jogo contra o galo, depois tomou a virada...mas a questão é que o timão não vem jogando bem desde o jogo com o Ceara...o time entrava em campo achando que poderia decidir qualquer jogo a hora que quizesse, porem todos sabemos que não existe jogo facil no brasileirão...

Agora, o time emperrou na hora errada, não tem mais clima, não tem mais confiança, não tem lideres nem liderados, Ronaldo não respeita a entidade e segue a sua vida como um ex-atleta, então ...esse ano, eu como corinthiano nato, estou ciente que não ganharemos nada, Cruzeiro esta bem, mas a tabela e o momento é favoravel ao Santos, atenção que desde 2003 a triplice coroa pode surgir novamente.

Anônimo disse...

Boa Tarde, Noriega!
É a primeira vez que participo do seu blog. Acompanho sempre o seu trabalho na televisão e acho que na atualidade você é um dos caras mais ponderados que a tv apresenta. Parabéns. Gosto especialmente dos jogos que você participa com o "Que Beleza" (Milton Leite??)!
Bom, quanto ao post, concordo em parte. O campeonato é longo e o Corinthians tem deixado a desejar somente nos últimos jogos. Não sei se será campeão ou não, mas como Corinthiano, não estou decepcionado com a equipe. O time se desentrosou principalmente porque muitos jogadores se machucaram e alguns não estão no melhor da sua forma porque jogaram muito no último mês. Além disso, o Adilson, quando técnico mexeu muito no estilo de jogo. Isso prejudicou o time de modo geral. No mais, ainda há esperança. As coisas ficaram difíceis, mas não é impossível que o Corinthians seja campeão.
O jogo de ontem demonstrou também que o Vasco, apesar de não ser brilhante, tem um time de bom para ótimo. Éder Luis tem jogado muito.
Valeu?
Até a próxima.
Marcelo Ramos.

Fluzão Eterno disse...

Criei um blog sobre meu time de coração que é Fluminense e gostaria de perguntar
se você poderia me ajudar fazendo uma parceria de link comigo,desde já muito
obrigado e parabéns pelo seu blog:
http://fluzaoeterno.blogspot.com/

Fluzão Eterno

Leonardo "PATCH" Garcia disse...

Nori,

Os últimos anos têm mostrado que tem sido mais importante conquistar o segundo turno. Em meu blog eu estou fazendo minhas análises de como o brasileirão 2010 deve ficar ao fim da 38ª rodada. Acompanhe – http://global-esportes.blogspot.com/2010/10/brasileirao-2010-briga-esquenta-da-20.html

Um Abraço,

Leonardo “PATCH” Garcia