quinta-feira, abril 29, 2010

Resposta ao Dalton


Caro internauta Dalton, é muito fácil respoder seu questionamento. Que, aliás, carece de fundamento da primeira à última linha. Nos dias de jogos do Atlético e do Campeonato Mineiro eu, durante o primeiro semestre, estou comentando jogos do Campeonato Paulista, minha base. O que muda no Brasileiro, pois comentamos jogos de todos os times. Só vou ver os jogos dos outros estados em teipe, pela TV.

O jogo pela TV é bem diferente do jogo do campo. E todos assistem na TV o futebol europeu, inclusive você, que, acredito seja um especialista no assunto.

Inclusive, a frase o Atlético foi apresentado ao Brasil não é minha, é do Diego Tardelli, após o jogo de ontem, que vi no Mineirão. E o técnico do Atlético, seu time, suponho, também considera o time do Santos o melhor do Brasil. E ele também está trabalhando nos horários de jogos do Santos. Como ele pode concluir isso?

Eu assisto pelo menos dez jogos de futebol por semana por trabalho, não por prazer. E de todas as partes e campeonatos do mundo, pela TV, ao vivo e pela Internet.


Enfim, seja menos preconceituoso nas próximas argumentações

19 comentários:

Custodio disse...

Nori.


vai aqui uma crítica, espero que construtiva.

não sei o que é pior, se o comentário do torcedor, se é você se preocupar em respondê-lo ...

abraços

Fernando Osório disse...

E aí Noriega! Bom, sou atleticano, mais do que fanático e concordo que o companheiro Dalton se exaltou. Mas entenda que para nós de Minas Gerais é cansativo ouvir a mesma coisa todo ano! Os times de São Paulo são sempre colocados como os melhores, sendo que não há um referencial. A comparação fica entre RJ e SP e vamos combinar que o futebol carioca está péssimo, muito abaixo do mineiro e gaúcho, há muito tempo. Independente do título brasileiro sortudo do Flamengo no ano passado. Não é o seu caso, mas é irritante para o torcedor mineiro ouvir alguns comentaristas supervalorizarem uma equipe paulista ou carioca e criticarem uma mineira, sem ter noção do futebol que estão jogando. De qualquer forma, o Galo realmente mostrou-se ao Brasil ontem. Pois a mídia não é voltada pra MG. Ofuscamos os santistas e mostramos que temos um dos melhores, se não for melhor atacante do Brasil: Diego Tardelli. Peço que não leve o comentário como uma crítica. Se puder conferir meu blog: www.somoscam.blogspot.com, seria um prazer. Grande abraço! Fernando Osório

Nori disse...

Custódio, eu gosto de interagir, aceito as críticas, mas me reservo o direito de colocar meu ponto de vista. Não sou dono da verdade, gosto do debate, só não gosto quando vira bairrismo, e o Dalton foi bairrista, coisa que não sou. Abs e volte sempre.

Nori disse...

Fernando, é uma tendência que eu fale mais sobre times paulistas porque no primeiro semestre comento mutios jogos do Paulista, que é o torneio que o SporTV mostra pro Brasil todo. No mais, quando é Copa do Brasil, Brasileirão e Libertadores, você deve ver que nossa equipe é bem eclética. Abs

Custodio disse...

Certa vez ouví o Juca Kfouri fazer um comentário, com o qual concordei.

Sou mineiro, morador do RJ há 13 anos. Atleticano Fanático.

Respondendo a um mineiro, que cobrava mais análise do seu time, o Juca disse que não havia porque desta preocupação dos mineiros em cobrar cobertura da BAND, da Globo, Rede TV, eis que era natural que, sendo tais veículos nascidos e situados em outros estados, o foco da cobertura seria nos seus estados de origem, além de questões comerciais, já que os clubes de RJ e SP possuem uma quantidade maior de torcedores.

Assim como o mineiro tem a cobertura fenomenal da Itatiaia (uma das maiores audiências do Rádio brasileiro e umas das poucas que mandam narrador, comentarista e repórteres em todos os jogos dos mineiros), que não fica falando dos times de outros estados e raramente cobrem jogos que não dos mineiros e da seleção.

Ou seja, cada um com seu cada um.


Enfim, essa mania de perseguição e de inferiorização, é desnecessária.

Apenas há que se criticar aqueles profissionais da imprensa (e médicos, advogados, dentistas) que emitem opinião, como se donos da verdade fossem, sem sequer conhecer o time ou assunto sobre o qual está opinando.


Enfim

aquele abraço

Fernando Osório disse...

Entendo completamente Nori! Só quis tentar explicar de uma maneira mais razoável e respeitável a revolta do companheiro Dalton. Ok?
Grande abraço

dalton disse...

Sr. Nori. Na minha colocação, fui muitísssimo claro q era uma generalização facilmente notavel do comportamento da imprensa, não apontei o dedo para você.

Tudo bem q vc cobre o futebol paulista, mas isso é suficiente para negar q a maioria dos jornalistas concordam com a opinião sobre o santos ser o melhor do brasil sem acompanhar outros campeonatos? Como isso é possível? Essa é minha questão principal.

O q o fato do diego tardelli ter afirmado isso muda no contexto e na factualidade da colocação 'a imprensa nacional opina sem ter conhecimento de causa'? ele apenas expressou o proprio desprezo q evidencio na minha opiniao. Uma suposição sobre o q ele pensa, não cabe, não é mesmo?

Agora dizer q o q digo não tem fundamento algum e corroborar com a opinião de especialistas q falam pelo brasil mas só cobrem o proprio curral e o futebol europeu é de uma contradição q a maioria do publico médio brasileiro não vai notar, para sua sorte. Realmente é muito fácil responder e dar datisfação a essas pessoas.

Se fui bairrista, vc foi arrogante, vc pode discutir o exagero, mas dizer q nada tem fundamento?

e bairrismo por bairrismo (se vc prefere ver minha opiniao pela otica do bairrismo), convenhamos q da parte de grande parte de seus colegas o meu é fichinha e principalmente pelo fato de que, como torcedor, não tenho compromisso com ética nem isenção da informação se for o caso. E muito menos tenho interesses financeiros.

Se incomodou tanto talvez a carapuça serviu.

dalton disse...

Custodio, te mando uma critica construtiva, deixe seus sentimentos de lado quando analisar uma discussão, principalmente de idolatria e puxa saquismo.


obs. incrivel com tem gente q precisa defender provaveis idolos.

Leonardo disse...

Noriega,

tenho que concordar com o Dalton num ponto. Afirmar que o Santos é o melhor time do Brasil é um pouco presunçoso. Não importa quem tiver dito.
Lembro que o goleiro do Grêmio disse que seu time era tão bom quanto o Santos. Como saber se é ou não?
No início do ano passado, o Corinthians parecia ser o melhor. Não acho que apenas a perda de três jogadores e a satisfação em estar classificado para a Libertadores tenham sido responsáveis pela queda de rendimento do time.
Sei que um jornalista esportivo deve ter sua opinião de qual é o melhor time, mas...

Outro espetáculo foi a transmissão do SPORTV2. Parabéns a vc, ao Jota e toda a equipe que fizeram aquele jogaço ficar ainda mais emocinante pela TV.
Um abraço.

Leonardo

Custodio disse...

Dalton meu camarada,

Vc tem tanta razão nos seu comentário que te pergunto o seguinte:

- Lembra daquele Olaria de 33?

Pois é ... isso mesmo. E um grande abraço pra ti também

dalton disse...

Sr. Custodio, nunca discuto opinião de tv aberta, exatamente as q o senhor citou. De qq forma esse seu argumento de q sao de sp e rj e nao precisam falar de outros lugares está jsutificando nada mais nada menos o proprio bairrismo q negam. Pq nao assumem entao?

Mas o caso aqui é diferente, é TV A CABO. O salário, dessa turminha de jornalista q ganharam notoriedade com seu surgimento, vem do meu bolso, tanto quanto dos paulistas e cariocas.

Já cansei de vê-los, omitirem, deturparem, aumentarem, diminuirem pra fazer igual à tv aberta.

Releia o q escreveu: "Apenas há que se criticar aqueles profissionais da imprensa (e médicos, advogados, dentistas) que emitem opinião, como se donos da verdade fossem, sem sequer conhecer o time ou assunto sobre o qual está opinando."""

É exatamente isso q estou falando, vc despreza a minha critica pra depois repeti-la sem perceber. Talvez, idolatria cega.

Mais uma vez repito, nao aponto o dedo para o nori, mas falo de um comportamento generalizado, q obvio e claro de se observar.

dalton disse...

Mais uma coisa. A itatiaia jamais se coloca como a voz do brasil, é bairrista por essencia e não tem vergonha de dize-lo.

Quando perceber, q o futebol hj é patrocionio, midia, acordos entre os grandes investidores, os times e os meios de comunicação para garantir a exposiçao da marca, mesmo sem o rendimento em campo (unimed e fluminense lhe vem a cabeça?) e pouco se relaciona com rendimento em campo. vc vai deixar de ser tao ingenuo quanto às opinioes 'pessoais' desses profissionais do futebol.


Eu poderia escrever um livro com as incoerencias, pra nao dizer maladragem de ditos profissionais serios, colegas do Noriega. Um deles, comentarista e chefe de redação de uma 'importante' revista ja escreveu q o marcinho era um perna de pau no galo, duas semanas depois quando foi ao flamengo já era um habilidoso e inteligente jogador. é esse povo q vc respeita tanto?

dalton disse...

Noriega, se escrevo aqui é poqrque te respeito. Os faceiros e cínicos eu simplesmente ignoro.

Gui disse...

Concordo com tudo q o Dalton disse...
Qdo eh citada a Itatiaia como exemplo de bairrismo essa comparacao eh um erro, uma vez q sua transmissão não ultrapassa as fronteiras de minas então eh natural q ela fale de Galo e Cruzeiro diferentemente de de Band, globo, sportv, etc, q tem seus sinais transmitido p o brasil td...
Qdo jornalistas de sp afirmam peremptoriamente q o santos eh o melhor time do brasil sem ao menos ter visto um jogo de Galo, cruzeiro, grêmio e inter sem falar dos outros clubes, acho no mínimo uma falta de compromisso em trazer uma verdade...o santos pode ate ser o melhor time do brasil mas ao menos analise os demais clubes p trazer uma informação mais qualificado sem possibilidade de reformas...
Um jornalista q participa da transmissão de brasileirão,CB,LA,sulamericana, n deve procurar se informar dos clubes q disputarão o torneio somente no correr do campeonato, ano passado o galo foi indicado por vc e outros 4 contaristas da sportv como favorito ao rebaixamento, http://www.blogdogalo.com/2009/05/analise-dez-comentaristas-apontam-seus.html , na epoca haviamos tomado uma goleada do cruzeiro o q justifica em uma analise superficial esse prognostico...mas em um jogo q no 1° tempo q haviam 11 contra 11 o galo foi MT melhor q o cruzeiro, dp da expulsão e a mexida errada do leão a coisa desando...isso sem falar q o galo jogou desfalcado e havia dado um show na 1ª fase do campeonato...mas td bem...q o santos eh um grande time e eh mt do q falam eu vi 4ª feira.
Isso q falo eu Tb vejo durante a transmissão de jogos de campeonatos internacionais onde comentaristas q não atuam diarimente na transmissão de jogos desses torneios mostram-se totalmente despreparados...ex eh o Galvão q pra ele um Zanetti, Batigol Messi tão vilões qto um kily Gonzalez, Simeone, Mathias Almeida...lembro um jogo BRAxPOR q perguntado se o C.Ronaldo ele teria vaga na seleção brasileira, o falcão disse ele seria banco?!??!! De quem?!!?! Do Robinho?!!?! Eh brincadeira isso sem falar do neto...esse não nada alem do corinthias...Pra esses kras o Robinho eh tao bom qto o Messi e o CR....e o pior eh q o próprio Robinho acredita nisso e já declarou isso em entrevistas.
Nem tds jornalistas podem falar do futebol mundialmente como um M. Beting, PVC, ou Tostão, sejam pq não estão preparados ou por interesses pessoais...assim por ex eh possível q um apresentador gaucho torcedor do grêmio, não fale nada do seu time no programa pq sua emissora só quer comentar sobre clubes de SP, onde eh medido o ibope pra os comerciais.
Acho q democrático não eh simplesmente impor a opinião da maioria(impressa paulista) mas sim, impor a opinião respeitando as minorias (outros pólos regionais).
P terminar parabéns por esse canal de comunicao ko o publico e com certeza ele fará melhor profissional do q já eh...saudações alvinegras das alterosas.

Denilson disse...

Parabéns Dalton! Você traduziu o meu sentimento de um assinante de tv paga fora do eixo Rio-São Paulo (independente da cor de camisa).Aprendi com o tempo que a minha opinião deve ser formada pelo que vejo. Hoje para assitir um jogo, eu abaixo o som da tv para não ouvir tanto absurdo.
O Galo pode ser eliminado pelo Santos? Claro que pode! Como o inverso também pode ocorrer.
Enquanto o Brasil se resumir a Rio-São Paulo não vamos muito longe infelizmente...
Um abraço cordial a todos!

Custodio disse...

Dalton e demais


o que estou dizendo é que a mim basta ouvir a Itatiaia e ler o Superesportes para ter informações do Galo ...

Sem essa de eixo do mal, de bairrimso e etc.

Embora preferiria que todos falassem o tempo imteiro bem e somente do GALO, não tenho necessidade de que profissionais de outros estados, tv aberta ou paga, falem bem ou conheça profundamente o Galo.

A Itatiaia, pra mim, é uma das melhores coberturas de futebol do país. A melhor do GALO. E é ouvida no mundo inteiro.

Não tenho a mínima necessidade de puxar saco de ninguém. Pelo contrário, o Noriega já o critiquei severamente outras vezes. Aliás, quando, salvo engano, indicou o Galo como rebaixável ano passado, exatamente por entender que a análise foi feita baseada no histórido do time em anos anteriores e na derrota para o Cruzeiro e não calçada no real planejamento iniciado em 2009 com o Kalil, que montou um time que deu retorno antes do esperado.

Se tenho ídolos no esporte (a palavra não seria bem essa), estes são ou foram Vilibaldo Alves, Osvaldo Faria, Willy Gonzer, Luis Mendes.

Da turma recente, respeito a ponderação do Mario Marra, o amplo conhecimento do Mauro Beting, a enciclopédia do PVC, o Bom Sendo do André Kfouri, a posição crítica da ESPN e etc.

O Juca é um grande profissional, mas que perde um pouco o bom senso ao falar de questões que envolve seus desafetos, mas é outro que tem minha admiração.

O mesmo Juca que quase ficou sem braço naquele Palmeiras x Galo e que, por isso, já foi destino da minha ira.

O que me deixa impressionado é esta necessidade de torcedores em querer que fiquem falando bem do Galo ...

Apenas isso.

Não vou a blog algum pra ler que falaram bem do Galo.

Vou pra ler a opinião do comentarista, seja boa ou ruim, favorável ou contra.

Se não gosto, não leio. Opinião é opinião e ponto final. Se concorda ou discorda.


E fui cínico sim em relação ao teu comentário pq entendo que, se vc não incluiu o Nori como bairrista, deveria postar para aqueles que você entende bairrista.

E no post que ele fez, nada há a retocar.

E vou ali tomar um chopp pq esta história foi longe demais.

Aquele abraço.

dalton disse...

Dalton e demais


"o que estou dizendo é que a mim basta ouvir a Itatiaia e ler o Superesportes para ter informações do Galo ..."

Os patrocinadores do galo e o galo precisam mais do que isso. os jogadores q querem ir pra seleçao e ir para um grande europeu presica mais q isso....são outros tempos no futebol esses ultimos 10 anos. Vc está sendo ingenuo.

"O que me deixa impressionado é esta necessidade de torcedores em querer que fiquem falando bem do Galo ..."

nada a ver com a conversa. vc está desviando o assunto. a questão principal está bem clara e nao vou repetir

sem mais

Thiago disse...

Campeonato mineiro tem 2 times, gastar tempo falando, analisando e vendo jogos é a pior loucura que alguém faria.

Há quanto tempo o Atlético Mineiro não ganha um título de expressão nacional? e internacional? A sua preocupação de a mídia não mostrar e analisar o seu time esta na divulgação do mesmo para os clubes europeus e seleção, então eu te digo, se o seu clube ganhar títulos ele conseguiria essa divulgação sozinho. Para provar que é "o melhor time do Brasil" é facil, basta ganhar o campeonato Brasileiro, parem de reclamar de comentaristas e comecem a cobrar seu proprio time para conquistar títulos.

Grande abraço!

Marcelo Rayel disse...

Olá Noriega, tudo bem?

De vez em quando, dou as caras...

Prezado Noriega, morei durante cinco anos em Belo Horizonte. Tenho muitos amigos lá, uma vez por mês estou em BH.

Não me sinto confortável para fazer qualquer comentário sobre arrogâncias e bairrismos. É uma espécie de Grécia e Turquia que eu nunca consegui entender. Como tenho muitos amigos lá, cada vez mais não consigo entender isso.

O que é mais triste nisso tudo é o placar final do jogo: Santos 3X1 Atlético/MG. Meteu-se tanta pilha, fizeram tanta onda, e a hora do Luxemburgo chegou. Pegou até mal para ele entrar na pilha e ficar sem a vaga num jogo em que o Paulo Henrique, o Ganso, pôs o meio de campo todinho do Galo no bolso. Todo mundo falando, falando, falando e os fatos falam por si só.

O falecido Plínio Marcos dizia que boca não joga bola, cabelo não joga bola... Dá para acrescentar que torcida não joga bola, técnico não joga bola, camisa não joga bola, estádio não joga bola...

São equipes que jogam o futebol como o Santos joga, independentemente se ganhará algum campeonato ou não, que nos fazem ainda acreditar que jogar bonito é ainda um grande prazer para quem vê e para quem joga.

O duro é tudo isso ser jogado na sarjeta, porque não é do meu bairro, da minha cidade, do meu estado. Nada mais vale, nada mais presta.

O Santos é um time que não vem de capital do estado, como mais de 90% da série A do campeonato brasileiro. E nem por isso ficou só nas queixas quando o assunto é futebol. Tratou de arregaçar as mangas, correr atrás de bons jogadores e se tornar o primeiro clube brasileiro a vencer um mundial.

E não é capital de estado, vem do litoral, de uma ilha, nunca teve vantagem alguma...

E simplesmente teve o coração aberto para jogar bem e bonito o futebol. Não foi à toa que o Pelé foi parar lá...

Que um pouco da história do Santos sirva de exemplo para que evitemos esse tipo de desgaste totalmente desnecessário. Futebol não é da boca de jornalista algum. O Santos durante os primeiros 50 anos, não tinha qualquer agrado de jornalista, imprensa, cronista, o que fosse. Simplesmente entrava em campo e jogava bola. Só que a bola que ele jogava, não tinha como um cronista não comentar em sua coluna no jornal.

Está na hora de entrar em campo e fazer por onde, como o Santos, oriundo de uma cidade que não é capital de estado, vem fazendo nos últimos 50 anos, a ponto de trocar com certa frequência os para raios na Vila Belmiro.