sexta-feira, abril 30, 2010

Os times mais

copeiros do

nosso futebol


Não tem jeito. Quando o assunto é jogo de Copa, três times se destacam no futebol brasileiro: Cruzeiro, Grêmio e São Paulo. Parecem ter sido talhados pelo tempo a disputar esse tipo de competição, na qual a força do mando de campo é fundamental.

Cruzeiro e Grêmio ganharam quatro vezes cada um a Copa do Brasil e também venceram a Libertadores duas vezes. Isso sem contar outras Copas que são importantes, mas não tanto. O São Paulo nunca venceu a Copa do Brasil, mas ganhou a Libertadores três vezes e ganhou três mundiais. O Grêmio venceu um Mundial. Sim, o Mundial de Clubes também é uma Copa, seja na versão atual ou na anterior, de apenas uma partida.

O que faz desses times equipes especiais nas Copas? O que dá a elas esse perfil copeiro? Primeiro, óbvio, o fato de conseguirem montar bons times em várias ocasiões. Segundo, penso eu, o bom aproveitamento do fator casa nas partidas eliminatórias, e um compromisso assumido entre time e torcida que transforma a atmosfera em algo difícil de digerir para o visitante.

A tendência é de que isso se repita nesta temporada. O Grêmio foi ao Maracanã e fez três gols como visitante sobre o Fluminense, que marcou dois. Resultado sensacional para o jogo de volta no Olímpico, embora não seja definitivo. O Cruzeiro enfiou 3 a 1 no Nacional uruguaio no Mineirão, e só fica fora das quartas-de-final se sofrer um apagão em Montevidéu.

O São Paulo, ainda longe de ser brilhante, segue se sustentando na defesa firme. Voltou sem sofrer gols do Peru e decide no Morumbi, onde venceu 14 de 16 confrontos de mata-mata.

É mau negócio encarar esses times copeiros.

Diego e a Turma do Amendoim

O Palmeiras venceu a duras penas o Atlético Goianiense. Segue sendo um time burocrático e previsível sob o comando de Antonio Carlos (que frescura chamar o cara de Zago!), que teve bastante tempo para trabalhar e não conseguiu fazer o time evoluir. Resultado importante, porque o Palmeiras mostrou que retrancado e fora de casa joga um pouco melhor.

A nota negativa do jogo foi a briga de Diego Souza com parte da torcida palmeirense. Digo isso porque estava no estádio trabalhando e posso afirmar: a revolta partiu da chamada Turma do Amendoim, o pessoas das cadeiras numeradas. Esse grito contaminou apenas esse setor e parte da arquibancada que fica ao lado direito dele. Não ecoou pelo estádio. Embora realmente o torcedor palmeirense já esteja cansado as fracas atuações de Diego Souza.

Acho que o atleta errou ao reagir, mas entendo que não é fácil aguentar certo tipo de protesto. Todos nós já erramos na vida. A diferença está em como encaramos e reagimos a esses erros. É preciso reconhecer e seguir em frente. Mas que os dias de Diego Souza parecem contados no Palmeiras, isso é fato. O que pode ser bom para ele e para o clube.

Outro fato a se registrar: nova arbitragem confusa do outrora bom árbitro Leonardo Gaciba e seu trio de árbitros. O gol anulado de Marcão, do Atlético Goianiense, é um trevo de dúvidas. E além do pênalti marcado para o Palmeiras, houve dois outros não marcados. Será que Gaciba ficou na promessa como grande árbitro?

13 comentários:

angelo disse...

Nori, te sigo aqui e no twitter. parabens pelo seu trabalho.
Estive no jogo tambem, para torcer e nao trabalhar como voce mas essa 'dependencia' que o Time tem ao Diego precisa acabar. Ele nao ta jogando nada no Palestra e quando o jogo e fora ele joga melhor. Pouca coisa mais melhor. E pra ajudar o Antonio Carlos não sabe oque quer, vc viu o Marcao nao tendo ninguem pra sair jogando? O cara é ex-zagueiro, como pode isso?
Abraços.
Sigo seus palpites e do @goleiroverde nas musicas que falam! []`s

Admin pluc disse...

mais um bairrismo, mais tudo bem. Meu flamengo venceu duas copas do brasil, 5 brasileiros quando o sistema era mata mata e apenas um nos pontos corridos, venceu a ibertadores, a mercosul, e um mundial. E não recebe nenhuma palavra sua.

qdo disputa a copa brasil dificilmente cai antes das quartas.
é o time com melhor aproveitamento nesse torneio

Nori disse...

Admin pluc, quatro é o dobro de dois. e dois é o dobro de um. Cruzeiro e Grêmio têm o dobro de títulos que o Flamengo em Copas do Brasil e Libertadores. E o São Paulo tem o triplo. Vc administrou mal seu raciocínio.

Mateus disse...

Nori,

Hoje como torcedor do Palmeiras, me preocupo mais com a evolução, neste caso inexistente, por parte do torcedor do que do time. Há muito tempo nossos campeonatos não contavam com tantos bons jogadores. Revelações ou veterenos re-patriados, não importa. As famílias voltaram aos estádios, mas não o incentivo ao time. Vejo Adriano cabisbaixo, Ronaldo vaiado e Diego Souza hostilizado. Isso é torcer? Não, acho que não. Hoje é a torcida que demite o jogador. Contrato de 3 anos, tão comuns na assinatura, e mais comums ainda na rescisão prematura. Queria ver Diego Souza por muito tempo com a camisa do Verdão, em boa fase ou não tão boa assim... Queria poder torcer pelo grupo e não só pela bandeira. A falta de títulos do meu Palmeiras não deve ser um fardo carregado apenas pelos jogadores atuais. Mas nosso torcedor não enxerga assim, infelizmente. Grande abraço! è sempre uma satisfação acompanhar seus artigos e transmissões no canal campeão!

Marcos disse...

Nori, sou palmeirense e cheguei a uma conclusão. O DS7 realmente está mal. Mesmo que não estivesse mal, a verdade é que ele não é um jogador com regularidade, não tem perfil de regente do time, etc, etc. Mas a minha constatação é que a reação dele foi justa porque ele estava mal, mas não era pior que outros em campo, e a cobrança foi toda nele. Logo, injusta. E isso é fruto de algo peculiar na toricda palmeirense: o palmeirense entende que um time tenha alguns perebas no elenco, aceita que um jogador grosso jogue apenas com raça, mas não aceita que um craque não jogue bem todas as partidas. Nóis é corneta mesmo´, tá lôco! Abraços, Marcos

Admin pluc disse...

e os 5 titulos no brasileirao e todos em matamata,

Nori disse...

Admin pluc, vamos lá. Inter tem três brasileiros em mata-mata, Palmeiras tem quatro em mata-mata, o Corinthians idem. Isso sem falar nos idos dos anos 60, quando Santos e Palmeiras ganharam vários títulos com outros nomes. O Mengão tem seis títulos nacionais, com certeza, o maior vencedor ao lado do SP. Mas Copas são Copas. E estou falando de times copeiros. E o Brasileiro tinha mistura dos dois sistemas. Aliás, achava melhor assim do que como é hoje, mas....

Carlos Ronchi Jr disse...

Nori....jogar com 3 zagueiros contra o Atlético Goianiense? Ver o Edinho subindo toda hora querendo armar o time? O Palmeiras não tem um armador decente, não usa seu campo pra pressionar, é um time lento. Se tivesse a mesma pegada pra atacar, dar sufoco que tem pra defender, seria diferente.
Parabéns por sua lucidez nos comentários
Carlos Ronchi Jr

rodrigo nunes disse...

NORIEGA...PARABÉNS POR SEUS COMENTÁRIOS ,SOU ASSINANTE SPORT TV...E ASSISTI A ATLETICO E SANTOS....QUE JOGAÇO!!!
CONCORDO QDO VC DISSE EM VALORIZARMOS NOSSO FUTEBOL,NÃO CONCORDO COM OS DELÍRIOS EM GERAL DE SEUS COLEGAS DE TRABALHO QUE QUASE VÃO A LOUCURAS AO ELOGIOS A TIMES ESTRANGEIROS....TEM UMA MEIA DÚZIA DE TIMES BONS FORA...E OLHA LÁ!!!O MILAN DE HOJE ,NÃO FICARIA ENTRE OS 8 DO BRASILEIRO...
AGORA ,ACHO QUE VC ESTA SENDO BONZINHO COM MEU SÃO PAULO....ESTA RUIM DEMAIS E O PROBLEMA É CRÔNICO ,ELENCO ACOMODADO,TREINADOR AS VEZES SE COMPLICA...SEREMOS ELIMINADOS CONTRA O CRUZEIRO NOVAMENTE!!
VALEU

Renato disse...

Esse Gaciba é pilantra. Pelo menos no que diz respeito as suas arbitragens em jogos do Palmeiras, sempre fica nítido a má vontade com os nossos e a benevolência com os adversários. Amarelou o time todo e deixou os caras baterem, alem de dar qualquer coisa contra o nosso Palestra.
Ei Gaciba vai toma no #*%!!!

Marcos Vinicius disse...

Nori, esses dias assisti o arena, todos elogiavam o Pacaembu, falaram que é um estádio tradiciomal, charmoso, simpático e que todos gostam de ir lá. Sou de Curitiba, fui lá apenas 1 vez, nas cadeiras, perguntei onde era o banheiro e me falaram, é lá em baixo. O banheiro era aquelea cabine azul, um cheiro horrivel, o estadio é precário nesse ponto. um abraço

antonio c disse...

Ainda a favor do SPFC é que ele quase não disputou a Copa do Brasil por estar disputando a Libertadores. Parece que é o clube bras. com mais participações.

Anônimo disse...

olá noriega, td bem?
bom noriega, não concordo com este argumento pois dizer que um clube é habituado a ganhar copas é algo extremamente subjetivo, vejo isso mais ligado a história destes três clubes com vários títulos nacionais e internacionais, do meu ponto de vista veja dois exemplos:
1) o Santos foi pentacampeão da Taça Brasil e ela era disputada no sistema de Copa, e como fica, não vale dizer que era por causa do pelé pois assim o nosso Brasil teria que descontabilizar pelo menos duas copas ganhas com ELE jogando o que nos faria apenas tricampões.
2) o Brasil é o melhor exemplo de Copas, e nas eliminatórias no sistema de pontos corridos, ganhamos apenas agora pois em 2002 e 2006 não.

abraço!