quinta-feira, abril 15, 2010

Corinthians nunca esteve tão

bem preparado na Libertadores



A classificação antecipada e o provável primeiro lugar entre os 16 classificados para as oitavas-de-final provam que o Corinthians jamais se preparou tão bem para a disputa da Libertadores de América. Não quer dizer que vá ganhar, isso depende de muitos fatores. Mas ninguém poderá dizer que o trabalho de planejamento e preparação da equipe não tenha sido bem feito.

Quando me refiro a boa preparação, não analiso apenas o futebol apresentado. É preciso entender que a Libertadores é um torneio particular. A sequência de jogos não é lógica como a do Brasileirão. Há longos períodos entre uma rodada e outra, longas viagens, variações grandes de temperatura, tipo de gramado e estilo de jogo.

Por isso o Corinthians acertou na preparação. Tinha um elenco de jogadores rápidos e jovens, e deu a eles mais experiência e também uma dose de cadência. Já tinha um grande nome internacional para servir de referência e até mesmo pára-raio em tempos de crise. Trouxe mais um para se juntar a Ronaldo: Roberto Carlos.

Está pronto para ganhar? Ainda não. Por exemplo, dos 15 aos 44 minutos do segundo tempo de ontem, aceitou ser dominado por um time fraquíssimo como o Racing uruguaio. Não pode se dar ao luxo de repetir isso contra uma equipe mais qualificada. A Libertadores cobra caro e no mata-mata não há perdão.

Tem boas chances de ganhar? Sim. Primeiro, porque no desempenho até agora ninguém esteve tão bem em aproveitamento. Segundo, porque os outros brasileiros estão oscilantes. O Cruzeiro mostrou o melhor futebol na vitória sobre o Vélez, mas tem um jogo decisivo hoje contra o Colo Colo. O Flamengo vacilou demais contra os chilenos e corre riscos. O Inter ainda não decolou, assim como o São Paulo. E os grandes adversários são os brasileiros.

Tem coisas a corrigir? Sim. Primeiro, Ronaldo precisa voltar a jogar alguma coisa. Segundo, Jucilei é muito bom jogador, mas emocionalmente precisa do suporte do grupo e de Mano. O garoto sai do ar em alguns momentos decisivos. A defesa precisa melhorar nas bolas cruzadas contra sua área. Essa jogada é a mais comum e a mais treinada entre a maioria dos times da Libertadores.

A Magia do Santos


Encantador, encantado, mágico. Adjetivos não bastamao Santos. 10, 9, agora 8. O Guarani está fraco? Muito fraco. Acontece que existem muitos times fracos como o Guarani por aí e nenhum outro que enfrente essas equipes frágeis consegue essa sequência de goleadas, com jogadas de pura alegria, toque rápido, evolução contagiante.

Atualmente, ver o Santos jogar é fundamental.

4 comentários:

Régis Portanova disse...

O contraponto é Ronaldo hein. Despreparado e acomodado.
É isso mesmo.

Kleber timao disse...

http://klebertimao.zip.net/ ENTRA LA NORI

Vinicius disse...

Excelente análise sobre o atual Corinthians. O Mano reencontrou o grande futebol do Dentinho, que pro time é magnifico, ja que a estrela do Ronaldo anda apagada. Por falar em Ronaldo, o fato dele estar mal não me preocupa tanto, pelo fato de o RC estar em um grande momento. De qquer forma, o Ronaldo precisa dar um jeito nesta má fase, que na minha opinião, depende só dele. Sobre o Jucilei, eu venho falando constantemente que este cara tem futuro e o Mano, como grande treinador, precisa trazê-lo mais pra dentro do time. No mais, acho que o time não é excelente, mas está no caminho certo e tem tudo pra ganhar a Libertadores, até por que, este não é um campeonato pra jogar bonito e sim, ser eficiente. E isto o Mano sabe fazer bem! Sobre o Santos eu não quero nem comentar, não tenho cacife pra isto e falando a verdade, eu tenho até raiva de ver estes caras jodando! #JOGAMBONITO. Abraços e sou muito fã de vc, do Cereto e do Jota Jr. Meu sonho era ser um jornalista eaportivo com a sua capacidade, mas... Acabei me tornando um administrador que passa o dia negociando analisando o mercado externo. Abraços, Vinicius (www.twitter.com/vinnibruno).

Hélio Natel disse...

Fala Nori, desculpa a intimidade, mas é que sou se fã e éra muito mais do seu pai nas inesqucíveis narrações da tv cultura: "Taí o primeiro gol" por isso me sinto seu amigo. Se puder entre no meu blog que comecei á pouco tempo, sería uma honra. Abs. Hélio.
www.footclassics.blogspot.com