domingo, abril 29, 2007

FERIADO OU DIA DE TRABALHO?


A bola rola no Morumbi e a primeira impressão que me vem é que o espírito do time do Santos é de feriado e que o time do São Caetano entrou em campo para mais um dia duro de trabalho, buscando a sobrevivência. Foram 15, 20 minutos disso. Mas no meio desse tempo, aos 8, o São Caetano tinha feito 1 a 0 com Luiz Henrique, justamente numa desatenção da zaga santista.
O time operário do São Caetano teve Luiz Alberto como um terceiro zagueiro em tarde de gala. Douglas foi um armador consciente da proposta tática do time e soube dosar o ritmo dos companheiros.
O Santos do primeiro tempo foi apático, aceitou marcação do São Caetano e seus dois atacantes (???) foram presa fácil dos três zagueiros adversários. No segundo tempo, com Jonas e Pedrinho, o Santos foi melhor, pressionou, mas não marcou. Teve um Zé Roberto apenas esforçado e, de novo, um Cléber Santana sumido.
Dá para o Santos vencer por 2 a 0 e ser campeão? Claro que dá. Mas será preciso que o time jogue mais, muito mais do que fez no segundo tempo de ontem, porque o primeiro é para se esquecer. Acontece que o São Caetano parece ter encontrado a fórmula perfeita para enfrentar equipes favoritas e badaladas. Um time que reconhece sua inferioridade técnica, mas sem perder sua personalidade.

DODÔ E FÁBIO

Dodô, enfim, fez um gol simples, não daqueles bonitos, mas pra lá de importante. Botafogo e Flamengo estão empatados em tudo e a final promete ser de arrepiar no Rio.
Em Minas, se o Cruzeiro reverter, será a maior virada da história do futebol, pela importância que tem o clássico com o Galo. E o gol sofrido pelo goleiro Fábio, que deu as costas para o jogo e nem viu a bola entrando? Não tem como explicar.
Paulo Autuori, digno como sempre, entregou as pontas. O caso do Cruzeiro me parece emblemático. Um time de jogadores que se fossem comprados pelo que valem e vendidos pelo que pensam que valem, seria o maior negócio do mundo.

9 comentários:

Leonardo disse...

Nori,durante o "troca de passes" você disse que não foi lance de cartão vermelho o pontapé do Fábio Costa...Gostaria que você me explicasse qual o seu critério de avaliação de uma jogada violenta, pois me lembro de um carrinho(bem menos violento)do Souza que você o criticou muito.Mas
parece que o Fábio Costa tem carta branca para entrar quebrando atacantes...Lembra do lance do Aloísio...Acho que o argumento de que ele foi na bola não o absolve pois seria inadimissível que um jogador não fosse na bola...Agora é incrível como se faz vista grossa a violência do time do Santos...Que tem certamente os dois jogadores mais desleais do futebol brasileiro(A.C.Zago e F.Costa)!!!
Abraços e parabéns pelos últimos comentários feitos durante os jogos do São Paulo,realmente bem elaborados!!

bruno disse...

O nori e o o campeonato gaucho? o melhor jogo entre todas as finais?
Jogaço hoje em caxias!!!!
o juventude teve um gol anulado mas criou menos que o gremio que pecou muito na finalização
JOGAÇO DO CAMPEONATO DA 2º FORÇA (estado) DO FUTEBOL BRASILEIRO
um abraço parabens pelo blog

Nori disse...

Leonardo, perdoe a falta de alguns acentos, mas e o teclado. Sobre o lance do Fabio Costa, foi imprudencia e forca desnecessaria. Ele tenta chegar na bola, mas chega atrasado. O carrinho do Souza foi maldoso, sem visar a bola, apenas visando as pernas do jogador da Ponte Preta. Pra mim essa foi a diferenca. Em outros lances o Fabio realmente entra pesado, mas o de ontem foi mais de jogo, de chegar tarde pra uma disputa pela bola. Repare que por pouco ele mesmo, Fabio Costa, nao se machuca feio, pois a perna esquerda dele fica solta no ar depois de atingir o Marcelinho.
Abs, amigo.

Clériston Cordova disse...

Nori, veja este video: http://santosfctv.blogspot.com/2007/04/como-o-torcedor-tratado-nos-estdios_30.html

É o quinto da sério "Como o torcedor é tratado nos estádios". E ainda tem gente que pensa em Copa do Mundo no Brasil...

Viva o ACP!!!

AlexSA disse...

Olá, Nori... Não creio que deva se julgar se o jogador fora maldoso ou não porque isso é subjetivo, a não ser o que o jogador assuma que tenha sido intencional... O Fábio Costa não convence mais ninguém com suas racionalizações em situações aonde ele se encontra acuado, há 1 mês atrás todo mundo engoliu a pancada no Aloisio, ontem já foi pênalty, na próxima será pênalty e ele será expulso, e assim vai... Quem está "certo" nisso tudo é o Luxa que tá sempre reclamando e intimidando os juízes, conseguindo com isso montar equipes que batem bastante e nunca são devidamente punidos... Campeonato de mata-mata é ridículo, vai dar São Caetano injustamente, mas que Santos bate, isso bate...

Leonardo disse...

Nori,estava assistindo a semi final
da Champions League e cheguei a conclusão de que sem dúvidas o Liverpool é muito melhor que por exemplo o Barcelona...Como joga este Gerrard e sinceramente espero que alguns cronistas mudem de opnião pois vários diziam que este time do Liverpool era fraco e que o São Paulo tinha dado sorte de enfrentá-los...É incrível a capacidade do Rafa Benítez em comandar este time inglês.O Chelsea levou um verdadeiro banho.
Espero que o Tricolor do Morumbi tenha o mesmo espírito do Liverpool contra o Grêmio!!!
Abraços!

Fernando disse...

Alo meu caro Noriega, quem te escreve é um cruzeirense apixonado, louco, completamente louco pelo CRUZEIRO ESPORTE CLUBE. Clube este que não merece esse bando de jogadores SEM CARATER vestindo seu manto celeste sagrado. Gabriel, Thiago Heleno, Luisao, André Luis, Kerlon e outros CACHACEIROS não tem o minimo de respeito com a china azul e pior, não tem respeito consigo mesmo, pois destroem seu corpo, sua ferramenta de trabalho. Esses jogadores SEM CARATER, alem de tudo são ignorantes e BURROS, pois acabam com sua unica fonte de renda, que é seu proprio corpo, se metendo em NOITADAS, BALADAS e BEBEDEIRAS frequentemente.

Nós cruzeirenses exigimos uma medida urgente contra estes BADERNEIROS, pois não só nós torcedores, como os próprios dirigentes cruzeirenses estamos fazendo papel de trouxa, enquanto estes pseudo-jogadores devem ficar rindo da nossa cara. Alguma medida radical tem que ser tomada contra esta CAMBADA de cachaceiros.

Um abraço. Fernando Ferreira Cambraia

edu vieira disse...

Oi Nori

Não achei a atitude do Paulo Autuori nada digna. Ele "acabou de chegar" ao Cruzeiro e largou o time às véperas de uma final. Nâo importa o placar do primeiro jogo, é uma final. O treinador não pode abandonar o barco por pura vaidade. Se têm problemas de diretoria no Cruzeiro, ele deveria meter a cara e falar que saiu devido a problemas internos. Agora, usar "a vergonha na cara" pra abandonar o barco não é certo. Acho a atitude dele até pior que a do Alexandre Gallo, que, pelo menos, esperou o término do Pernambucano para largar o Sport.

Valeu Nori
abraços

Marcelo Rayel disse...

Bola de cristal... Bola de cristal...

Brincadeiras à parte, caro Nori, dois assuntos...

Na final do campeonato paulista: três variáveis que precisam ser contempladas para que o troféu deixe de passear em São Caetano.

Primeira: o Santos sem lateral direita. Fácil para o São Caetano explorar o flanco esquerdo. Como o técnico é o Luxemburgo, ele que se vire para quebrar a cabeça...

Segunda: começar a segunda partida como terminou a primeira. Jonas e Pedrinho em campo. Principalmente o Jonas. O Santos precisa prender a bola dentro da grande área. Tabata e Marcos Aurélio são limitados nessa função. Prender a bola na grande área... Falta... Pênalti... Esse tipo de bola parada pode virar a maré em favor do time da Vila.

Terceira: ódio na alma e sangue no olho, como fez na partida de ontem contra o Caracas. Ódio na existência... Tem de entrar em campo a fim de empalar o São Caetano. Se entrar numas de nós somos o melhor time do campeonato ou veja como somos bonitinhos... nosso uniforme é branquinho, um abraço! É mais dois, três gols para o São Caetano.

Segundo assunto: Atlético/MG 4X0 Cruzeiro.

Tocam as cornetas para o Paulo Autuori porque não comanda mais a equipe do Cruzeiro, independente do placar do próximo domingo. Até minha mãe, que quando viu a besteira que o goleiro Fábio fez, ficou chocada, não ficaria num (como se diz em Belo Horizonte) rabo-de-foguete violento desse... Cruzeiro de uns tempos para cá é sinônimo de furiosa, vai por mim...

No mínimo ele pediu solidariedade em vergonha na cara para os Perrelas, e eles ensaiaram jogar o cadáver só no colo do Autuori. Eles são craques em fazer isso...

Talvez seja essa a explicação do porquê o Cruzeiro, com a estrutura que tem, se não abrir os olhos, vai fazer companhia para Corinthians nesse Brasileirão que se inicia...