sábado, novembro 04, 2006

A HORA DA CORRIDA MALUCA


O Campeonato Brasileiro, nas Séries A e B, entra agora na fase que eu chamo de corrida maluca. É a hora de a lingüiça morder o cachorro, de o medroso assustar a assombração etc. Tamanho é o nivelamento técnico que qualquer resultado deixa de ser surpresa agora que chegou o momento de definição. Como diria Juarez Soares, pau que bate em Chico, bate em Francisco.
Como explicar, por exemplo, o empate entre São Paulo e Ponte? Ou a vitória do Figueirense sobre o Grêmio no Olímpico? Para mim, é chegada a hora na competição em que os times, bons ou ruins, sempre dão um pouco a mais. Seja pela simples questão do dinheiro, ou mesmo por dignidade profissional. Dá pra entender que times que atrasam salários durante o ano possoam oferecer gordos bichos para fugir do rebaixamento? Pois acontece com o Santa Cruz e com a Portuguesa.
No caso da Ponte Preta eu acho que é um pouco da história do time e também do treinador, o Wandelrey Paiva. Bom profissional, daqueles que não vive reclamando da sorte e da arbitragem, ele parece ter contaminado positivamente os jogadores com sua história, seu passado. E a Ponte nunca foi de vender nada barato. Pode até cair, mas será com dignidade.
O caso do São Paulo parece mais um acidente de percurso. Não vi soberba nem grandes erros no time. Apenas um jogo sem muito brilho, embora Jean, da Ponte, tenha feito uma defesa monumental. O São Paulo tem jogos em casa suficientes para resolver a parada sem sustos. Mesmo que perca para o Santos, o que não é nenhuma zebra, pelo contrário.
O Inter tem fôlego para ser campeão se o São Paulo bobear. Resta saber o que estará acontecendo em termos de preparo físico e contusões quando faltar um mês para o Mundial, o que é logo ali na frente.
A briga pela Libertadores está quente. Grêmio, Santos, Paraná, Vasco, até o Botafogo. E já pensaram se o Inter resolve desligar mais cedo a tomada do Brasileirão e fica fora do grupo dos 4? Aí é uma vaga a menos e emoção de sobra.
Para escapar do rebaixamento é que veremos uma disputa memorável. O Palmeiras muda de técnico, mas não abandona a administração arcaica. O Fluminense está tão depressivo quanto o Pedrinho, e a Ponte pode ressurgir após o jogo diante do líder. Até mesmo o Corinthians, nesses tempos de zebra, não pode dar chance para tropeços. Aliás, estarei no Pacaembu neste domingo, com Milton Leite, Carlos Cereto e Delisièe Teixeira, para a transmissão de Corinthians x Santa Cruz.

ARBITRAGEM

E dá-lhe polêmica! No jogo do Morumbi, o qual comentei pelo SporTV, achei que houve acerto na anulação do gol do Aloísio e também na marcação do pênalti para o São Paulo. Lances difíceis, de interpretação. Há quem diga que Nei estava protegendo o corpo. Mas não o rosto, já que a bola veio na altura do peito. Então, que sentido haveria, por exemplo, em estar com as mãos ali naquela hora? Difícil para a arbitragem. O lance de Botafogo x Inter é nitroglicerina pura. Primeiro porque Wilson Sousa de Mendonça é um árbirtro que considero fraco. Segundo, porque só posso falar da repetição do lance do pênalti. Do resto do jogo não falo, pois estava em outro na mesma hora. Tem um braço do zagueiro do Botafogo fora de lugar, mas o atacante do Inter só cai porque tropeça nas próprias pernas. Vida dura essa de juiz brasileiro.

4 comentários:

Rubão disse...

Continuo esperando o texto do Genesis. e é preciso falar do que o Mustafá está fazendo ao Palmeiras, mais especificamente no dia 20 desse mês quando tentará mudar o estatuto do clube. É um crime o que andam fazendo com o Palmeiras. Estão jogando uma história linda na lata de lixo sem a menor cerimônia.

Arthur Virgílio disse...

Caro Noriega,
O campeonato ainda está em aberto. Tudo poderá clarear-se nas duas próximas rodadas. Seu endereço eletrônico está adicionado na minha lista de links do meu blog. Se possível, dê uma passada lá: http://jogoduro.blogspot.com
.
Também, se der adicione meu blog nos seus links. Abs

Renato disse...

Noriega, bom dia!
Vc está muito azedo com o Corinthians!! Lances duvidosos, as vezes claros pra quem está vendo a favor do SCCP, e vc comenta ao contrário. Vamos agir com imparcialidade, mesmo numa época em que a cruzada anti-corinthians, está a todo vapor. Vc domingo se superou!! Tudo o que foi a favor do SCCP, vc achou ao contrário. Impressionante!! Já venho notando isso a tempos. O pior é que sou fã do Milton Leite e gostaria de poder acompanhá-lo em suas transmissões com um comentarista imparcial. Fica aqui minha crítica, esperando qeu sirva pra algo. Grande abraço!!

Nori disse...

Amigo Renato, obrigado por escrever. Respeito sua opinião, mas permita-me discordar. Houve um pênalti a favor do Corinthians, escandaloso, no Roger, o que eu falei na hora. Apenas tive a opinião de que o pênalti marcado no Roger não ficou claro e que eu daria pênalti na mão do Magrão na área, em cobrança de falta. E durante toda a transmissão enalteci a superioridade técnica do Corinthians.
Abs e obrigado por escrever.