sexta-feira, novembro 24, 2006

EM SOLIDARIEDADE A JOTA JÚNIOR


Jota Júnior é uma unanimidade. Nunca ouvi uma pessoa falar mal do Jotinha, nem se referir a ele que não fosse de maneira elogiosa. Um narrador como poucos, preciso, bem informado, capaz de narrar qualquer modalidade. Jotinha gosta de gente, por isso resolveu fazer um blog, até para compartilhar sua sabedoria, contar suas histórias.
Eis que, de repente, passou a ser bombardeado por insultos que não têm cabimento. Principalmente em se tratando de alguém que é Phd em elegância e Jornalismo. Todos têm o direito de opinar e discordar. Mas agredit e insultar é outra coisa.
São tristes esses tempos de intolerância no futebol, no esporte e no mundo em geral. Cada vez mais cresce um tipo de figura abominável: o fanático. O sujeito que não torce por seu time, ele exige que o mundo também o faça. Ele não quer esporte, quer guerra. Acha que seu clube tem que ganhar sempre, ainda que roubado, que os adversários são inimigos, que os que não pensam como ele são a escória.
Hoje em dia é cada vez mais comum que as pessoas que trabalham com informação esportiva seja agredidas, xingadas e ofendidas. Jota Júnior é uma enciclopédia de imparcialidade e objetividade. Não merece um xingamento, uma ofensa. Pode-se, claro, discordar dele, de mim, de quem quer que seja. Agora, intolerância é coisa de gente mesquinha e ignorante, nos piores sentidos da palavra.
O mais curioso disso tudo é que Jota torce apenas pelo justo, pelo certo, para que ganhe o melhor. Sua única paixão no futebol, e isso eu provo que é verdade, porque já o vi triste quando esse time perdeu, é o Rio Branco da sua Americana. Muito mais por ser Americana que por ser o Rio Branco. E os torcedores do clube que o ofenderam, que saibam que Jota é fã da modernidade e da estrutura desse mesmo time.
Jotinha, fica aqui minha solidariedade. Volte com seu blog, não deixe os canalhas vencerem.

43 comentários:

Jezer disse...

Do futebol se pode discordar Nori, mas esse post é incontestável! O jota é um otimo profissional e isento de qqer parcialidade. É realmente uma pena. Teu blog ta show, abcs

Fernando Galvão disse...

Pô, nem sabia disso. Estou nessa corrente solidária tb...

André disse...

Minha opinião é a seguinte: Acompanho a maioria dos blogs de vcs e vejo que alguns são mais rudes que os outros no tratamento com o povo. Talvez pela linguagem da internet, sei lá.

O Jota parecia uma pessoa assim, acho que isso revoltou os leitores, porém não justifica qualquer atitude que tenha ocorrido (não sei o que aconteceu, pq lia pouco o do Jota justamente pq Não concordava com muita coisa que ele escrevia)

Por exemplo, o blog do Poli hj tem mais de 500 mensagens xingando ele...mas ele administra melhor isso.

O Milton Leite dá pra perceber que as vezes ta bravo e as vezes mais relaxado.

Mas o ponto é que o dono do blog é o dono mesmo, e isso acaba gerando um "autoritarismo" dentro do Blog. E, como todos sabemos, existem os maus torcedores, que vc chama injustamente de "fanáticos", pq há fanáticos bons, principalmente as crianças.

Já diz o velho ditado, política, religião e futebol não se discute.

Maurício disse...

Pra vc então o J é incapaz de falar uma única bobagem. Vc está sendo extremamente corporativista pq o J realmente exagerou, tirando qq mérito da diretoria do SPFC na conquista do título.Sempre leio os blogs e assisto ao sportv/premiere,é impressionante como o J é anti SPFC. Ninguém é obrigado a ser sãopaulino e eu tb não concordo com ignorância, mas vcs da imprensa muitas vezes extrapolam. Saudades do Deva e do Daniel de Paula, que podiam não ser sãopaulinos, mas sempre foram muito justos com o SPFC qdo trabalharam no sportv.

Nori disse...

Prezado Maurício, o comentário do Jota refere-se ao exagero de uma pessoa que representa o São Paulo e que na euforia da comemoração pelo título foi, realmente, deselegante. A imprensa em geral exalta o São Paulo há tempos, não consigo ver essa perseguição que você cita, mas o espaço aqui é democrático. Conheço o Jota como ser humano, não apenas como jornalista, e ele não merece ler as barbaridades que escreveram sobre ele. Bobagem todo mundo faz e comente na vida, amigo. Até a torcida do São Paulo, que já vaiou o Kaká e chegou a chamar o Muricy de burro.
Abs e escreva sempre.

Primavera Negra disse...

Olha, Noriega, eu acho que o Jota Jr escreveu besteira no blog.
Eu mesmo discordei dele lá nos comentários, mas sem ofensas ou xingamentos.
Agora, que ele falou besteira, ele falou. E ainda tentou fazer uma ironia muito sem-graça, nem se dando conta de que 80% do que disse que os sãopaulinos pensam do clube reflete apenas a realidade.
Não tenho nada contra o Jota Jr, mas se ele não consegue encarar o contraditório ( por mais que esse venha na forma de insultos...), acho que ele está na profissão errada.
Claro, nada disso, nenhum dos erros ou equívocos cometidos pelo Jota Jr justifica uma reação mal-educada e ofensiva, mas há de se ter em mente que, ao lidar com o público ( e principalmente se tratando de um assunto que desperta tantas paixões como o futebol...) tem de se estar preparado para certas coisas.
E isso não é privilégio de brasileiros, não: quando da final da Libertadores, com aquele imbróglio do Ricardo Oliveira, o fórum do site do Bétis ficou coalhado de manisfestações injuriosas contra o SPFC, incluindo mensagens de teor claramente racista.
Abraço!
Renato
P.S. - faço coro contigo para que o Jota Jr volte a escrever.

GIGI disse...

Sempre digo que os Blogs são lugares onde podemos nos tornar um pouco "comentaristas". Se um jornalista pode colocar sua opinião, seja ela qual for, de maneira clara e objetiva, acho que qualquer um de nós também pode. Só que ao que parece, colocar um ponto de vista de maneira objetiva é muito difícil para algumas pessoas, sendo muito mais fácil "despejar" palavrões e xingamentos que não obrigam a mente a trabalhar buscando argumentos para defender seu ponto de vista. Defendo também a idéia que acabar com o blog é dar ganho de causa as mentes preguiçosas.
GIGI

Emerson disse...

Os blogs de futebol são ótimos, tanto para ler como para escrever. Eu adoro uma discussão, tive, tenho e terei muitas, mas há que se manter um mínimo de civilidade.

Mesmo esse mínimo, porém, está longe do que acontece hoje pelos blogs.

Nesse caso do Jota, Noriega, foram alguns torcedores do meu time. Mas se você der uma olhada nos blogs do Poli e do Garambono, na Globo.com, vai ficar estarrecido com a reação de torcedores do Flamengo. Um absurdo.

Eu mesmo tive meu blog tomado de assalto por torcedores colorados por ocasião da final da Libertadores. Deletei quase tudo, mas acabei deixando alguns "comentários" para ter sempre em mente até onde podem ir a imbecilidade e a estupidez humanas.

Nesse caso do Jota eu li o texto dele, mas na hora não comentei, embora concordasse em parte e discordasse em parte. Acabei surpreendido pela decisão dele de fechar as portas. Não foi uma boa decisão, pelo contrário, foi péssima.

Quanto à reclamação de um comentarista em relação aos "donos" de blog: eu, como "dono" de dois, um geral e outro sobre futebol, escrevo o que bem entender, de preferência de forma civilizada, mesmo que atacando gente como essa dos altos escalões republicanos. Ninguém paga para ler um blog, portanto não tem em relação a ele os direitos que tem um leitor que compra um jornal ou revista. Quer ler, leia, não quer, passe batido e não perturbe.

Terminando, esse clima de intolerância (e entre nós agravado pelo bairrismo exacerbado) não é exclusividade tupiniquim. Vejo a mesma coisa em blogs da Espanha, Italia e Estados Unidos. O mal é universal.

Pablo Di Michelli disse...

J. Junior ganhou uns ponto comigo. Recolheu à sua mediocridade e saiu da Internet. Espero que um dia saia da Tv também.

Espero, também, que esta atitude seja tomada por outros jornaleiros como Milton Leite e Milly Lacombe.

Infelizmente o numero de bons profissionais será sempre inferior aos canalhas da imprensa esportiva.

Denilson Martins disse...

Olha Noriega, minha opinião é a seguinte: Não acho que o J seja isento, quando se trata de corintias, vocês são complacentes, veja que eles tentaram invadir um estádio, e vocês, acharam justo. Não houve uma voz da imprensa, que se levantou e pediu a expulsão daquela agremiação de todas as competições por 5 anos, mas as vaias a Kaká, isto vocês não esquecem né? Porque? O torcedor tricolor, era calmo, não gostava de brigas, mas bastou o viés do preconceito ser jogado contra ele, estigmatizando-lhe, que ele reagiu mal. Te digo o seguinte, quando o tricolor fala alguma coisa, é associado a homossexual, se arranja um troféu, dizem que é coisa de veado, se grita que é campeão, é arrogante. Quer dizer, parece pra nós, torcedores do tricolor, que é proibido ter orgulho do time, que nós não passamos de homossexuais arrogantes. E não digo você, mas a imprensa de modo geral, luta aruamente pra passar esta visão dos fatos. Vocês podem, como as nações vencedoras da primeira Guerra Mundial, que tentaram destruir ainda mais a Alemanha com o Tratatado de Versalhes, tentarem destruir ainda mais a auto estima tricolor. Ou podem, tentar entender o fenômeno, e corrigir a rota, mais ou menos como os EUA fizeram ao final da Segunda Guerra Mundial com o Plano Marshall. O que me parece, é que vocês não estão fazendo a leitura correta dos fatos. Vocês estão lidando com amor e ódio. Basta ver o caso Milly Lacombe pra entender isso. Os programas da hora do almoço e do domingo a noite, sabem com o que lidam, exploram o ódio, o preconceito, e claro o amor de cada um por seu clube. Assim, o preconceito contra o SPFC, foi institucionalizado, só se esqueceram de avisar a torcida Tricolor, que não acha a menor graça neste fato. Vocês estão a meu ver, armando uma bomba que a qualquer momento pode explodir no colo de vocês mesmo. Cadê a responsabilidade social da imprensa. Na ânsia por audiência, a imprensa ultrapassou todos os limites do aceitável, e agora colhe os frutos de todo o ódio que fomentou durante anos. É preciso rever conceitos, antes de se condenar a turba, precisa se ver bem, o quanto se insufla os ódios potenciais desta. Me parece que a irresponsabilidade da imprensa é pior que qualquer coisa, porque é ela que glamouriza tudo isso, a violência entre torcedores principalmente, veja, invasões de campo, nem são mostradas em jogos no exterior, justamente pra não glamourizar o ato hostil. Eles não são bobos, sambem que assim, desarmam espíritos, os estádios sempre ficam cheios, e todos ganham muito dinheiro. Aqui não, não se aceita o sucesso alheio, tem que se descontruir qualquer vencedor, nós gostamos do quanto pior melhor, preferimos ver todos na desgraça, do que nos esforçarmos para ficarmos bem. Só te digo isto, os Tricolores estão fartos do espaço que se dá ao preconceito contra eles, a bomba que lhe falei, quase explodiu na noite de 14 de julho de 2005, quando o clube ganhou a Libertadores, ainda verei muita desgraça quando esta bomba explodir finalmente, parece, como disse Roberto Carlos, que todos estão surdos, não querem ouvir a voz da sensatez. É preciso que se repense o tratamento dispensado ao tricolor em todos os níveis, pois seu torcedor se acha perseguido sim, por uma imprensa que ele julga palmeirense, corintiana e santista, pra ele, não existem jornalistas que defendam o Tricolor, pelo contrário, só se ocupam de ofender o Tricolor. Não sei se é correto, mas é o que o Tricolor acha. Vocês deveriam ouvir mais o torcedor tricolor, deveriam tentar entender melhor o que ele pensa e acha, assim não ficariam supresos com certas reações. Evidente que isto não tira o direito de se escrever uma opinião, mas acho que o tom contra o SP quase sempre é exagerado. Se ele, J Júnior, se referiu ao Marco Aurélio Cunha, que fosse claro em suas acusações, se ele se referisse ao Citadini, certamente ele diria, "nada contra o corintias, mas este dirigente"... Como foi contra o MAC ele não fez esta ressalva, por isso que as vezes acho que vocês não têm atitudes socialmente responsáveis. Penso até, que você acham de verdade, que ninguém torce pelo SPFC, que ninguém sofre com as críticas desmedidas, ou com os insultos, que nós todos achamos a maior graça nestas boçalidades de que somos vítimas. REspeito é bom, e até sãopaulino gosta.

Abraço Noriega. Obrigado pelo espaço.

Nori disse...

Pablo e Denilson, vcs aqui tiveram o espaço garantido democraticamente e eu aproveito o mesmo para discordar. Jota é imparcial, sim. Vc pode ou não gostar do que eu, ele ou uma equipe pensa, mas duvidar de sua isenção é outra coisa. Boto minha mão no fogo pela equipe do SporTV em termos de isenção. Agora, concordar é outra coisa. Eu mesmo sou chamado de torcedor de um time uma hora, de outro mais pra frente. Na verdade, infelizmente, acho que o torcedor brasileiro não quer imparcialidade, mas quer que todo mundo torça para o seu time.
Caro Denilson, poucas vezes na história recente do futebol um time foi tão elogiado, como time de futebol, estrutura, organização, do que o São Paulo. E quanto a brincadeiras sobre a opção sexual de cada um, não me meto, isso é coisa de cada um, particular, e preconceito não faz parte do meu dia a dia.
Só acho que estão fazendo tempestade onde deveria haver bom tempo.

Webão disse...

Alguns narradores, como Jota Jr. e Milton Leite, claramente não gostam da instituição São Paulo FC. Não sei se por vontade própria, ou para agradar os anti-são-paulinos frustrados. Nesse biênio glorioso, quando conquistamos o Grand Slam (Estadual, Brasileirão, Libertadores e Mundial de Clubes), eles não puderam destilar sua raiva contra o Trimundial. De qualquer forma, temos que respeitar o direito de expressão deles, sem xingamentos, ofensas e agressões. Saudações TRIcolores!!

Webão disse...

Esqueceu-se o Sr. Jota Jr. que nos anos que o São Paulo SÓ conquistou 2 paulistas, 1 Rio-São Paulo e 1 Conmebol (entre 1994 e 2004), o Tricolor foi motivo de gozação de jogadores (Vampeta, Edilson) e cartolas adversários (Citadini), bem como de jornalistas marrons. Muito curioso, porque um dos títulos mais importantes da história do Corinthians é justamente um Paulistinha (77), sendo que nos quase 100 anos de existência nunca venceu um mísero torneio sulamericano (em 94, vencemos a Conmebol com o expressinho, eliminando justamente o 'timão' na semi-final). Essa imprensa pró-corinthians é uma piada de mau gosto... Chegou a hora do acerto de contas. São Paulo FC: rumo ao Tetramundial. Corinthians: rumo à falência.

Denilson Martins disse...

Bem Noriega, acho que a imprensa precisa se reciclar, não me refiro a você particularmente, mas gostaria de saber a sua ipinião. Não acha que a necessidade de buscar repercussão está fazendo uma zona na cabeça da torcida? Outro dia eu lí uma notícia num site, e lí a mesma notícia depois, em outro site, era o mesmo assunto, mas o enfoque era totalmente diferente, não acha que imprensa tem responsabilidade no ódio que campeia no futebol? Minha opinião, é que buscam demasiadamente repercusão, e ultrapassam totalmente os limítes da ética. Aliás, buscam repercussão e evidência, audiência, não pode ser, pois estes programas de ódio não conseguem dar mais que 5 pontinhos no IBOPE. Que acha disso Noriega?

Obirgado pelo espaço.

Webão disse...

Veja a diferença entre as torcidas do Corinthians e do São Paulo. Torcida do São Paulo: vaias civilizadas ao Kaká, que em 2003 estava fazendo corpo mole para se transferir para o Milan. Torcida do Corinthians: 1. ovacionou por várias vezes Kia como se fosse um herói; 2. tentou invadir o Pacaembu na derrota para o River Plate e refugou diante de meia-dúzia de policiais; 3. agrediu Tevez, esposa e filhinha na saída do Morumbi, num gesto repugnante, digno de marginais; 4. historicamente esculacha seus 'ídolos', como Rivelino, Rincon, Edilson...

Emerson disse...

Cruzes!

Aos colegas são-paulinos que escreveram depois do meu comentário: menos, gente, menos, por favor.

Tenho 52 anos, acompanho bem a cobertura esportiva, notadamente nos últimos dois ou três anos. Não há preconceito, não há nada disso que vocês levantam.

Os profissionais citados, como o Milton Leite e o Jota, ora elogiam, ora criticam, ora eu concordo com eles, ora discordo, ora acertam, ora erram, assim como todos nós.

Esse espírito de caça às bruxas não resulta em nada bom.

Essa semana, por sinal, foi até meio cansativa de tanta matéria elogiosa ao São Paulo. E, sinceramente, cá entre nós, não estamos com essa bola toda. Basta perguntar ao Muricy ou a outro membro da CT e verão a resposta.

Enfim, vamos com calma, gente.

Anônimo disse...

é uma pena NORI, e até sei quem são os sao paulinos que xingaram o excelente profissional, alias imparcial como poucos, Jota Jr. é denilson, o webao, o paulo sergio de jundiaí, e tem mais uns 20 que são rídiculos. Entretanto quero dizer que uma parte do problema vem da imprensa que só sabe falar da estrutura do sao paulo, do reffis, etc..e no entanto sem quere falar muito, o SAO PAULO está 3 anos atrasado ao inter em termos de projetos no minimo. Tanto que em materia publicada outro dia no estadão, estava os porjetos do sp para 2007, criar embaixadas, criança sao paulina, todos projetos copiados descaradamente do Inter. Veja outra coisa, o SP NAO TEM TIME "B", o inter tem, alias o inter tem 150 jogadores profissionais em contrato. O sp tem 30 e olhe lá..as categorias de base do sp nao existem se comparadas as do inter. No inter se trataram recentemente daniel carvalho, diogo rincon, e agora gavillan, ou seja a estrutura do Inter é simplesmente um dos mais modernos hospitais do mundo, na frente do beira-rio, cujo diretor geral do hospital é diretor medico do inter. E o inter tem o beira rio para 58 mil lugares, mas nao tem comparaçao com os bancos de charrete do morumbi. Outra coisa, nós temos um segundo estadio, o eucaliptos, usado na copa de 50 para algumas equipes das categorias de base. Temos dentro do compelxo beira rio, o gigantinho, moderna arena multiuso para 15 mil lugares. Estamos na frente com um sem numeor de projetos que darão fruto a curto prazo, é só conferir no site, genoma colorado, criança colorada, time "b" disputando copas e torneios profissionais. O sao paulo nao tem nada disso. E eu poderia ficar falando até amanha da estrutura do Inter, pois tem muitos mais coisas.Mas to cansado, e essa baboseira de que o sao paulo tem a melhor estrutura já encheu a paciencia de todos, a´vcs criam essas criaturas que depois vem tentar diminuir o grande Jota Jr, quando esse desnuda a verdade das bolas escondidas nas faltas do CENI no morumbi, da palhaçada do Juizão pressionado na vila. E qq um sabe que todas as quartas e quintas feiras a noite o SPFC operou todos os times pequenos dentro do morumbi. É a verdade. Enfim, gostaria de dizer que aprecio o seu trabalho, é a primeira vez que escrevo aqui, e vc junto com o milton leite, o jota, a milli, são pessoas que estão abrindo o olho que existe vida fora do estado de sao paulo e principalemnte futebol. Parabens. E de os meus parabens para o grande Jota Jr. Pois, vc disse tudo, grande narrador, imparical. verdadeiro. otima locuçao. grande profissional.
Abs.

Rodney Brocanelli disse...

Lamento o ponto final que Jota Jr colocou em seu blog. Infelizmente, esses abusos em comentários de blogs estão se tornando cada vez freqüentes. Abraços

Emerson disse...

O torcedor colorado que escreveu um monte de abobrinhas e inverdades, além de falar sobre o que não conhece, não teve a decência mínima de assinar o que escreve.

E aí critica os outros...

Típico.

Primavera Negra disse...

Realmente, querer comparar o pequeno Inter de PoÁ com o maior clube da América do Sul, único TriCampeão Continental e Mundial do Brasil é piada.
Criança colorada? Genoma colorado?
Beira-Rio?
Brincadeira...
o São Paulo tem equipes na Espanha, na China e vai montar uma nos EUA. Quem foi se tratar no Inter? Daniel Carvalho e Galáto?
Hahaha!
Pergunte aos médicos do Real Madrid, que há dois meses vieram da Espanha só pra conhecer as instalações do SPFC e ficaram tão impressionados que propuseram uma parceria no ato.
Parceria já em curso.
Assim como a estabelecida com o Manchester United.
Pergunte a Ricardo Oliveira, Roque Jr, Ronaldo, Rivaldo, Zé Roberto, Cicinho, Júlio Baptista, Luís Fabiano, etc, etc, etc.
Veja a quantidade de jogadores revelados pelo SPFC, os mais recentes são Kaká, Júlio Baptista, Fábio Simplício, Denílson, Kléber, Márcio e EdCarlos, depois compare com os 'craques' do colorado.
E o gorioso time B do colorado?
Hahaha!
Lembre-se do Expressinho do Morumbi, meu caro: Rogério Ceni, Denílson, Juninho Paulista, Catê e outros. Equipe que venceu torneios continentais.
Se e quando vocês montarem algo remotamente parecido, quando escreverem alguma história, venham conversar conosco.
Mas antes, passem pelo Barcelona.
Depois vençam mais 2 Campeonatos Brasileiros.
Depois mais duas Libertadores.
Depois Três Mundiais.
Depois, e apenas depois, venham conversar conosco.
Pois por enquanto, nem com o Grêmio vocês podem discutir.
Saudações Tricolores.

Rosemir disse...

Há dias estou tentando entrar no blog do Jota e não estava conseguindo,nem sabia que ele tinha fechado,uma pena,
não o conheço pessoalmente,mas Jota é aquele tipo de pessoa que você conhece só de ler os seus comentarios e realmente o Jota é um dos poucos bons que existe no meio esportivo,pessoa correta que tem tudo de bom como humano.
Não desista Jota,vi o seu comentario sobre o São Paulo não concordei em partes,mas é a sua opinião e tem que ser respeitada,o seu blog é um dos que eu mais gosto de acompanhar assim como do Nori.
Nori por favor retramista ao Jota o meu comentário.
Parabéns pelo blog.
De um sãopaulino apaixonado.

Leonardo disse...

Caro Nori, eu gosto muito da maneira como vc conduz o seu blog!Prefiro inclusive a maneira como vc escreve aqui aos seus comentários na TV! Porém acredito que no caso do J Jr. vc não deveria tomar partido, pois claramente ele não foi imparcial. Gostaria que vc me respondesse as seguintes perguntas:
1- Por que as críticas foram realizadas logo após a conquista e não feitas ao longo do campeonato?
2- Quem ou qual dirigente menosprezou ou desrespeitou clubes rivais?
3- A imprensa é que ao comparar o tricolor com os seus rivais q os menospreza, uma vez que diz q no sao paulo há organização e comando enquanto no corinthians ninguem sabe quem manda. Logo são voces quem mensprezam os rivais e não nossos dirigentes, não é verdade?
4- Por último, não vi nenhum dirigente rival reclamar de menosprezo por parte do tricolor, pelo contrário, todos deram os parabéns, estou mentindo?

Eu sinceramente lamento a maneira como alguns jornalistas usam a sua profissão para propagar a discordia. Fatos como: o enterro em um caixao cor-de-rosa do tricolor após a perda da libertadores, as denúncias da "promotora" Milly contra nosso idolo,o J com um texto completamente fora de contexto pois acabavamos de ser campeões...Não vi nenhum comentário seu pra defender o tricolor só pra defender seus colegas, então vc concorda com essas atitudes como a do caixão? Outra a pesquisa sobre a maioria de torcedores homossexuais da gazeta mostra o timao na liderança portanto de forma informativa deveria dar os méritos a quem merece de fato, certo?
Abraços a vc e a seu pai um grande saopaulino q muito nos orgulha!!

Alex disse...

Com todo respeito ao Sportv, o J Júnior destoa dos demais narradores do Sportv, é sem dúvida alguma o pior narrador de futebol da TV brasileira... Não li o que ele disse e nem tenho interesse em fazê-lo... Quando ele grita gol desafina grosseiramente, parece que engole uma mosca por gol narrado... Descordo frontalmente de quem acha que ele deve parar de escrever, pelo contrário, temos que incentivá-lo, pois assim nos livramos de suas péssimas narrações...

Cadu Venturini disse...

é incrivel como um narrador q ja recusou varias propostas da rede globo de televisao,para estar no lugar de galvao bueno, cleber machado, etc, q cobriu 8 copas do mundo pelo radio e pela tv, varias olimpiadas, formula1,possa ser tao ruim, como disse esse tal de alex. esse cidadao nao tem o minimo de conhecimento no assunto. deveria se informar mais, mas duvido q o faça.
abraços a todos

Nori disse...

Alguém aqui falou sobre reciclagem da imprensa esportiva. Acho que a reciclagem deve ser feita a todo dia e a toda hora por todos nós. O que está faltando ao nosso povo, em especial ao que vai aos estádios de futebol e que gosta desse esporte mágico, é tolerância. Opinião cada um tem a sua e pensar diferente não é desrespeito. Críticas e análises feitas por gente séria e honesta, como é o Jota, podem ser, claro, rebatidas, mas com a mesma seriedade e honestidade.
Quanto ao episódio Milly, ela própria, com grandeza, reconheceu o que tinha errado. Mas muita gente não se lembra que o Rogério também errou naquela época e chegou a ser afastado do São Paulo por um mês. E nem por isso deixou de ser respeitado como goleiro e profissional.
Leonardo, acho normal vc gostar ou não dos meus comentários na tv ou do blog e respeito, educadamente. Por favor, não misture no mesmo balaio quem faz circo com quem faz Jornalismo.
Abs

O tal do Alex disse...

Cadu, não conheço nada, absolutamente nada de jornalismo... Como assinante, apenas sei o que gosto ou não de ouvir... E acredite, o Jota está bem abaixo do "não gosto de ouvir", tentei ser educado com as 8 copas, formula 1´s ou olimpíadas que ele tenha acompanhado... Quando ele narra jogos de minha equipe, sou obrigado a deixar no mudo e ligar numa rádio qualquer, e acabo por perder os cometários de Nori... Cadu, voce como grande entendedor de jornalismo, como diz ser, deve procurar saber o que agrada aos assinantes e espectadores, e não a si próprio...

O tal do Alex disse...

Cadu, não conheço nada, absolutamente nada de jornalismo... Como assinante, apenas sei o que gosto ou não de ouvir... E acredite, o Jota está bem abaixo do "não gosto de ouvir", tentei ser educado com as 8 copas, formula 1´s ou olimpíadas que ele tenha acompanhado... Quando ele narra jogos de minha equipe, sou obrigado a deixar no mudo e ligar numa rádio qualquer, e acabo por perder os cometários de Nori... Cadu, voce como grande entendedor de jornalismo, como diz ser, deve procurar saber o que agrada aos assinantes e espectadores, e não a si próprio...

Carlos Eduardo disse...

pois é alex... infelizmente voce faz parte de uma pequena minoria que diz nao gostar do jota... perfeitamente aceitavel... gosto é gosto... eu tambem nao gosto de ouvir o galvao bueno, mas tenho q reconhecer q ele é extremamente competente no q faz, assim como o jota... vc gostando ou nao... quanto a sua colocação de `procurar saber o q agrada aos assintantes e telespectadores', fique sabendo q o jota foi eleito o segundo melhor narrador do sportv no ano de 2006, em pesquisa realizada pela datafolha, encomendada pela globo, perdendo apenas para milton leite... vc deve se informar mais no que diz respeito aos seus gostos pessoais, e a qualidade do produto q vc ta consumindo. até agora seus argumentos nao me convenceram.
grande abraço

Denilson disse...

Quero apenas registrar, que gosto da narração do J, embora concorde que ele desafine na hora de gritar gol, mas de maneira geral, gosto, desde os tempos da Band. Quando escreve, tenta atingir de forma generalizada a instituição e os torcedores da instituição, não separa o joio do trigo, deveria apontar os nomes das pessoas que fizeram o que ele acusa, seria mais justo não acha Noriega.

Emerson disse...

Eu gosto do Jota. E ele tem uma qualidade importante: reconhece um erro e muda sua opinião.

São Paulo x Santa Cruz, 1o turno.
No final do 1o tempo, Carlinhos Bala, ainda no Santa, é lançado na corrida. André Dias corre ao seu lado, a bola na frente. Os dois entram na área com boa velocidade, atrás da bola que acaba saindo pela linha de fundo. Na corrida, um choque típico e os dois vão ao chão.

Narrando o jogo, o Jota diz que é pênalti e a comentarista, a Srta. Lacombe (desculpe, Nori, mas ela não pediu desculpas ao Rogério e no que deveria ser esse pedido de desculpas ela não teve nenhuma grandeza, pelo contrário), concorda com a opinião dele: pênalti.

Dois minutos depois, repórter da ESPN entrevista o Carlinhos Bala e sua primeira pergunta é se foi pênalti. Incontinenti, o Carlinhos diz que não, não houve pênalti. E segue a entrevista. Quanto termina e volta para o Jota, ele diz que diante do exposto pelo Carlinhos, ele reformulava sua opinião: não fora pênalti.

A Srta. Lacombe, todavia, não aceitou essa opinião do CB e disse, jocosamente, que estava criado o pênalti cometido pelo vento, pois ele estava em velocidade tão alta que nem sentiu o toque do André Dias e pensou que foi o vento. E por isso disse que não foi pênalti. Por coincidência tenho esse jogo gravado, e essa entrevista também, pois não desliguei o gravador no final do 1o tempo.

Bom, misturei Jota com Lacombe, mas faz parte, né?

E, Nori, por coincidência também tenho gravado o Arena em que a Srta. Lacombe acusou o Rogério. Além dessa acusação, ela chama-o de "ordinário". Só que, nesse caso, ela valeu-se das possibilidades interpretativas que a língua e esse vocábulo oferecem, e não pode ser acusada de ter ofendido Rogério. Mas, ordinário com o sentido de comum é pouquíssimo empregado na conversação normal, onde o significado da palavra é diferente e muito ofensivo.

Desculpe perturbar e escrever tanto, Nori, mas, sinceramente, grandeza e Srta. Lacombe são como água e óleo.

Francisco disse...

Nori, solidariedade ao Jotinha.

Daniel Fontana disse...

As manifestação estão absolutamente deslocadas. A meu ver, a discussão deve se concentrar sobre o direito de um jornalista expôr as suas opiniões. Evidentemente estas opiniões são passíveis de contraditório, porém, dentro de limites civilizados.
Quanto à indignação são-paulina, algumas considerações:
1. Apontar os defeitos do São Paulo não representa, sob hipótese alguma, uma discussão fora do contexto. O que querem? Manter-se fora das fronteiras da criticabilidade? Admiro jornalistas que "escovem a contrapelo" e que naveguem na direção contrária - eles são o sustentáculo da democracia jornalística.
2. Os dirigentes do São Paulo, especialmente o Sr. Marco Aurélio Cunha, são extremamente arrogantes. Lembro das manifestações na época do jogo contra o Grêmio - e poderia citar também à época da final da Libertadores. Aliás, não posso negar, a empáfia sempre é uma armadilha aos clubes vitoriosos - e também o princípio de sua derrocada.
3. Esse "oba-oba" sobre o São Paulo é justificado pelas vitórias recentes. Mas, não se esqueçam, que as categorias de base do São Paulo não são a oitava maravilha do mundo; o Morumbi não é um estádio de excelência; o plano de associados não é tão eficaz quanto o de outros clubes do Brasil; o Centro de Treinamentos e o REFFIS têm diversos similares dentro do Brasil - há pelo menos outros três clubes de ponta em todos esses aspectos: Internacional, Cruzeiro e Atlético-PR.
Enfim, o futebol brasileiro - mesmo com esta fórmula que privilegia os clubes mais ricos (e também mais organizados, é bom que se diga - apesar de algumas discrepâncias inaceitáveis nas cotas de TV) - ainda apresenta uma certa rotatividade de campeões e um certo equilíbrio técnico.
A imprensa, de uma maneira geral, tem que refletir sobre esta forma de considerar o São Paulo como a "Europa dentro do Brasil", como o Real Madrid do Brasil. Lembrem-se do Corinthians: no ano passado, depois da conquista do Brasileiro, decretavam que a união do "Timão" com a parceira super-poderosa abocanharia todos os títulos daqui pra frente. Tais projeções, no futebol brasileiro, costumam ruir muito cedo - e especialmente quando vêm acompanhadas de empáfia e arrogância.
Ah, e lembrem: a grandeza de um clube de futebol não se mede somente com os seus títulos, mas principalmente com a sua torcida e sua história.
A imprensa é necessária para preservar estas grandezas maiores. O São Paulo não será maior se todos os jornalistas aderirem ao "oba-oba", pelo contrário, será apenas uma farsa.
Daniel,
em solidariedade ao Jota e a todos os jornalistas independentes.

Primavera Negra disse...

Olha Daniel, na minha modesta opinião você não poderia estar mais equivocado.
Você parece estar vivendo em outro país, vendo outro campeonato, com outros clubes e através de outra imprensa.
Algumas colocações são absurdas: existem vários centros médicos equivalentes ao Reffis no Brasil? Então por que os jogadores, em unanimidade, apontam a fisiologia do São Paulo como sendo disparado a melhor do Brasil e, inclusive, vêm do exterior para se tratar lá?
As categorias de base não são boas? Ora, só nesta semana estamos decidindo dois campeonatos, sub-15 e sub-17. Fora as revelações que aparecem de tempos em tempos no Morumbi.
Aponte-me, no Brasil, um Estádio melhor que o Morumbi. Não vale meio-estádio para 20,000 pessoas.
Você diz que o Jota Jr remou contra a maré ao criticar o São Paulo?
Pois então dê uma rápida vasculhada na internet, ou assista a qualquer programa esportivo e veja a discrepância de tratamento dada a um clube tricampeão mundial e o corinthians, por exemplo que nunca venceu absolutamente nada fora do País.
Os episódiso que você cita, dos jogos contra o Grêmio e a final da Libertadores contra o Inter ilusram justamente o contrário do que você pretendeu.
Contra o Grêmio a polêmica foi criada justamente pela imprensa ao distorcer o relato do Muricy de uma situação pela qual ele realmente passou há 2 anos no Olímpico.
E contra o Inter, não sei realmente do que você reclama. Qual foi a arrogância São Paulina no episódio? Que eu saiba, todos os torcedores tricolores estavam bastante cientes de que seria uma pedreira e ninguém ficou com papo de mau-perdedor depois da partida.
Agora, se você quiser lembrar daquela narração na rádio gaúcha...
Não dá pra entender tanta má-vontade e inveja, pois o termo é esse, em relação ao São Paulo.
Entre em qualquer site da torcida tricolor e verá que temos, sim, muitas críticas ao clube e à diretoria.
Mas que estamos acima da maioria dos clubes brasileiros, isso é fato.
Mas o que mais me chamou a atenção no seu texto foi a comparação dos tratamentos dados pela imprensa ao atual São Paulo, que com investimentos mínimos, apenas com uma admisnistração correta e com confiança nos treinadores e jogadores conseguiu sagrar-se Campeão Brasileiro, Mundial, da Libertadores e do Paulista, com mais três vice-cameponatos nos últimos dois anos e ao Corinthians, que levou o campeonato mais roubado da hstória depois de investir uns 50 milhões no ano passado.
Segundo você, os tratamentos foram iguais.
Então eu lhe pergunto: pra quem é mesmo que a imprensa se inclina?
Enfim, farsa é um pensamento calcado em irrealidades e chutes.

Alex "Strikes Again" disse...

Bom, a conclusão a que chego é: apesar da desorganização, dos dirigentes despreparados, da péssima estrutura da equipe, do estádio caindo aos pedaços e de uma inescrupulosa vontade de vencer, nos sagramos campeões brasileiros pela 4ª vez oficialmente (vale lembrar que é o mesmo número de títulos de Fla, Vasco, Palmeiras e Corinthians). Não fosse o péssimo gosto pela vitória que essa equipe possui desde a criação, o brasil não levantaria o troféu de campeão mundial de clubes há mais de 20 anos (se lembram? - o troféu traffic, disputado por 2 equipes brasileiras e sem o campeão sulamericano legítimo, não pode contar)... É lamentável, mas somos, né? Fazer o quê.?.? Só pra constar: o Santos do Pelé só tem 2 títulos... E o "SuperUltraMega" Flamengo do "ET" Zico, um mísero caneco... Vamos torcer pro Inter trazer um título pros comentaristas poderem falar: Olha, não é tão difícil assim... He he he...

arnaldo frederico disse...

Nessa história toda sinto um exagero de MELINDRE da torcida sãopaulina, que bate no peito arrotando titulos e se julga superior a todo mundo. Se são superiores por quê se preocupar com comentários assim ou assado??

Primavera Negra disse...

Pois é... temos de ouvir ( ou ler ) os maiores absurdos e não podemos nem nos incomodar, senão é 'melindre'...
Quanta idiotice.

Ryco disse...

Venho aqui me solidarizar com sua opnião com o que foi escito sobre J Junior na minha opniao eh um outro nivel de narrador bem acima da media dos madiocridade que ronda pela imprensa esportiva. Acontece que os bambis sao paulinos estao acustmados a so escutar elogios e se revoltam como um bambizinho quando escutam algumas verdades. Noriegua exemplo de gestao ... Conte pra mim qto o sao paulo esta ganhando na venda de danilo fabao amoroso .. Isto é gerir bem contratos... Menos

Alex S. A. disse...

Ryco, não são bambis... São banTRIS, pelos três títulos mundiais, ok? Ha, ha, ha...

Webão disse...

Nori, como tem recalcado nesse blog. Tenho dó dos rivais provincianos do São Paulo FC. Palmeiras e Corinthians devia ser rebatizado de derby para recalclássico, o clássico dos recalcados. O sem-Mundial contra o sem-Libertadores. Escrevam com os cotovelos: São Paulo Futebol Clube: único Tricampeão Mundial e único Tricampeão da Libertadores brasileiro. Discutir com palmeirenses e corinthianos é torcicolo na certa: temos que nos rebaixar para ouvir argumentos toscos e inverídicos. Estamos em outro patamar, junto a Real, Milan, Boca. Corinthians e Palmeiras estão no mesmo nível de Bragantino, Guarani, Barueri. Fracos, muito fracos. São Paulo FC: rumo ao Tetra Mundial (lembrem-se, ingnaros, que se vencermos o Mundial de Clubes 2007 seremos o primeiro Tetramundial do planeta). Enquanto isso, Palmeiras e Corinthians estão arrumando a papelada para dar entrada no pedido de concordata. Ho... Ho... Ho... Papai Noel vai trazer uma réplica da Libertadores para os corinthianos e uma réplica do Mundial de Clubes para os palmeirenses. Vejam como é fácil colocar os rivais a 7 palmos sem proferir uma única ofensa pessoal. E não se esqueçam que homofobia é crime. Vocês poderão ser processados criminalmente. Saudações TRIcolores!!

Webão disse...

Vamos dar um desconto ao Jota. Já faz mais de 3 anos que o Corinthians não vence o atual campeão mundial de clubes. Já são quase 100 anos sem um título sulamericano. A cabeça dele deve estar inchada. Quem sabe não surge uma nova máfia para lavar dinheiro no Timón?? Só falta a máfia marciana investir no 'todo poderoso'. Faz-me-rir... Lembrem-se: Libertadores é torneio para machos. Desencanem desse torneio. Priorizem o Paulistinha e a Taça São Paulo de Futebol Juniores, torneios com a cara do Timão. E tentem desaposentar o Sveteir; foi só ele sair de cena para o Corinthians afunda. Coincidência??

Alex S. A. disse...

Sr. Anônimo, vamos melhorar o português e depois conversamos, pelo português creio tratar-se de um corinthiano... Isso é lamentável... Pelo menos sabe escrever, parabéns...

Carlos Kabela disse...

Olá sou de Americana e conheço o Jota Jr. há algum tempo, e tenho certeza que o oque o Jota disse não foi jamais com o pensamento de ofender alguém ou uma "instituição", só que temos um problema muito série na cultura brasileira, que a verdade sempre dói mais, e o Jota com certeza expressou o que pensa, e isso muitos não aceitam.

bill disse...

Há eventos que por alguma razão acontecem não por acaso e sim por alguma razão divina. Esta sua publicação vem justamente de encontro ao um anseio que vem me atormentando, de forma sadia é claro, e que finalmente pode ser resolvido com a sua ajuda. Eu tenho certeza que assim que voce tiver a oportunida de ver um projeto que esta dentro de minha cabeça, voce ira entender o que através deste email confuso e cheio de erros de gramatica, siguinifica. É muito mais muito mesmo importamte que voce entre em contato comigo. É uma idéia que provavelmente voce vai se encantar. Sou de Ribeirão Preto cidade que talvez voce seja convidado para participar da feira do livro. Por favor entre em contato assim que puder. Felicidades e parabens pela publicação.