quinta-feira, novembro 04, 2010

Parabéns, Ricardo Oliveira!

Certa vez, participando do Bem, Amigos, eu disse que gostaria de ver, um dia, um jogador, torcedor ou técnico brasileiro dizendo que seu time tinha vencido um jogo com um pênalti que não havia existido, algo desse tipo. Pois leio que Ricardo Oliveira, excelente atacante do São Paulo, deu essa declaração hoje, afirmando que, segundo ele, sofreu falta fora da área, e não pênalti no jogo contra o Cruzeiro.

Enfim, taí alguém que acredita que parece realmente querer o bem do futebol  e do esporte, e não apenas levar vantagem em tudo. Erros continuarão acontecendo, mas a postura de dirigentes, atletas e torcedores de apenas comentar e condenar os erros contra seus times é nociva. Geralmente, quando é a favor, eles dizem que não viram, que não podem opinar.

A postura de Ricardo Oliveira é rara e corajosa. Certamente ele será condenado por alguns dirigentes e por muitos torcedores, que sempre acham que seus times são roubados e os outros, favorecidos, criam teorias conspiratórias e parecem acreditar na nojenta tese do roubado é mais gostoso.

No lance em questão, na vitória merecida do São Paulo sobre o Cruzeiro, porque jogou melhor, no máximo houve falta fora da área em Ricardo Oliveira, no máximo. Jamais pênalti. E ele vem a público falar isso, quando o lance foi decisivo para o resultado a favor de seu time (o que não diminui o desempenho excelente de sua equipe). Enfim, é um dia histórico.

Também foi marcado um pênalti que nem duvidoso chega a ser em Dentinho, do Corinthians, contra o Avaí. Leio, também, que o árbitro desse jogo será afastado. Muitos outros pênaltis e faltas inexistentes serão marcados. Todos os times serão beneficiados e prejudicados ao final do campeonato. Erros em contratações, gols perdidos, diretoriasi ncompetentes, técnicos que trabalharam mal, tudo é esquecido, e no final a culpa será sempre da arbitragem.

Montillo parou e o Cruzeiro parou junto

Sou fão do futebol do argentino Montillo. Mas foi ele parar e o Cruzeiro também parou. Montillo joga muito mais do que tem jogado e depende dele o desempenho do Cruzeiro, ainda com grandes chances de título, nas rodadas finais. Assim como o Flu depende de Conca e o Corinthians de Elias.

Respostas no blog

Seguirei respondendo a maioria das perguntas e críticas que aqui chegam. Retiro apenas as ofensivas, xiitas e mal educadas. Também não respondo as que tentam, ainda que educadamente, criar teses fantasiosas e denegrir a imagem de terceiros, de companheiros de profissão. No mais, pode ser a maior bobagem do mundo, na minha opinião, que publico e respondo. O que é bobagem para mim pode não ser para outros.

17 comentários:

Luiz fernando Gimenez disse...

Me desculpe, mas depois do jogo é fácil falar. Já tinha visto outros casos. Eu quero ver é o jogador falar na hora do lance, chegar para o juiz e dizer qua não foi penalti, daí sim é hombridade, o resto é demagogia.

Gustavo Landi disse...

Sou São Paulino e não condeno o Ricardo Oliveira. Achei que a até a falta foi duvidosa e foi claramente fora da área. Só o juizão achou que foi dentro.

Rodrigo Trentin disse...

Não sei se é realmente um dia pra se comemorar. Comemoraria se ele, sabendo que a falta foi fora da área, chegasse ao juiz, informasse e cobrasse a falta fora da área. Assim como fez um jogador num campeonato na Europa, não vou me lembrar qual... mas acho que ai ja seria pedir demais né... Abçs

Gigopepo disse...

Corajoso? Falar depois do jogo que não foi penalty é obrigação! Coragem seria se ele tivesse falado pro Juiz não marcar!

O Cruzeiro jogou mal e não perdeu por causa desse penalty, mas acabou com qualquer chance de reação.

Garfada!

bruno sd-ba disse...

Serah que eh soh eu que acho o marcelo barreto parecido com o ricardo carvalho do chelsea...

Diego Fernandes disse...

Realmente, louvável a atitude do nosso camisa 99. Como torcedor do São Paulo fiquei envergonhado de ver um penalti desses ser marcado, e a questão hoje em dia não é quem é roubado ou quem é favorecido, mas sim do baixíssimo nível dos árbitros brasileiros. Praticamente impossível achar um árbitro brasileiro livre de críticas por atuações pelo menos nos dois últimos anos.

Falta de critério em cartões, marcação de penaltis, ordem de voltar cobrança de penalti.

No proprio jogo de ontem, a entrada de Gilberto em Lucas foi criminosa e só rendeu amarelo. Algum jogador "marcado" pela arbitragem teria sido expulso sem o menor problema.

Isso só para citar alguns, já que a beleza do campeonato mais competitivo do mundo é prejudicada pela arbitragem mais sem critério do mundo.

Abração, Nori.

Fred Galan disse...

Noriega boa tarde!
Só não concordo em parte,com seu raciocinio,pois para mim,o Ricardo Oliveira cavou a falta,e não foi derrubado,portanto nesse raciocinio,não foi tão puro assim.
Para mim nem falta foi.
Se continuarmos a afastar arbitros ao invés de tentar melhorar o nível,vai chegar o dia que será preciso importa-los,pois não mais os teremos no mercado interno.
Ah.Parabéns pela dupla que você faz com o Milton Leite.Dá gosto de assitir.
Abraço.

Thales disse...

Se o jogador tem a certeza de que não foi penalti, por que nao avisar o juiz da partida de que ele cometeu um erro! Pois é muito facil quando erram contra nós desmerecer o juiz e o adversario, mas quando é com nos é muito dificil fazer isto! O Ricardo Oliveira deveria ser honesto e avisar o juiz do seu erro !

Rafael Norbert disse...

Confesso que não achei nada demais ele ter falado isso DEPOIS DO JOGO. Creio que se ele corrigisse o Juiz durante a partida, seria mais agradável e livraria o arbitro de uma punição que certamente vai tomar. Só que NENHUM jogador faz isso.

Anônimo disse...

Nori: vale lembrar ainda que o Ricardo Oliveira também não usou o calor de Fortaleza - por ocasião do jogo contra o Ceará - para justificar uma suposta perseguição da CBF contra o SPFC (que eu até acho que ocorre). Antes do jogo, ele declarou que havia jogado com temperaturas próximas de 50° C na Arábia (um exagero, claro) e que não via problema algum em disputar uma partida sob um calor de mais de 30° C. Torço para que o Tricolor consiga contratar o Ricardo em definitivo. O cara é diferenciado não só dentro do campo!

Wilson

Vandré disse...

Lembro de um lance na Europa em que um atacante caiu na área adversária e o juizão marcou pênalti. Imediatamente o atacante se levantou e fez sinal negativo para o juiz, dizendo que foi umlance normal e não um pênalti.
O juiz não voltou atrás e o próprio atacante foi para a cobrança. Cobrou de maneira displicente para o goleiro defender, só que teve rebote e o atacante em questão completou para o fundo das redes.
Que você acha disso?
Ricardo Oliveira e este atacante não concordaram com a marcação mas nao impediram a marcação do gol.
De qualquer fora, acho digna a atitude dos dois.

Alexandre Giesbrecht disse...

Nori, no primeiro jogo das semifinais da Libertadores de 1994, entre São Paulo e Olímpia do Paraguai, o São Paulo ganhou no Morumbi por 2 a 1, com um gol de pênalti sofrido por Palhinha. Depois do jogo, ele deu várias declarações reconhecendo que o pênalti não tinha existido. No jogo de volta, a vitória do Olímpia por 1 a 0 forçou a disputa por pênaltis, onde o São Paulo prevaleceu.

W€₤₤¡ȠǤŦȰȠ ƧȰƱ₤ disse...

Noriega,

ele simula (inventa, mente, ou qualquer outro adjetivo que se encaixe) que foi atingido, cai dentro da área premeditadamente e depois como bom moço fala que não foi penalti simplesmente por que foi fora da área?
Porque não diz que se jogou e merecia ser advertido com cartão por simulação?
Nem quando eles querem acertar eles acertam.

Abraços Nori.

Wellington
SP

Jonas disse...

Nori, como disse você mesmo na final da copa: "...querem ser 'mais malandros que a malandragem'".
Bela atitude do Ricardo Oliveira fora de campo, porém nem tanto assim dentro das 4 linhas. O mergulho e a simulação (por sinal muito mal feita), quando tinha a bola em seu domínio em uma situação de gol é tão reprovável quanto não ser sincero na entrevista. Tanto que é atitude anti-desportiva e passível de cartão amarelo.
O que você acha dessas atitudes? Na minha opinião, os árbitros brasileiros são tão bons (ou ruins) quanto os de fora, porém são prejudicados por esse bando de atores que entram em campo.

Mayckel disse...

Aew Nori... Mas o Ricardo tbm podia falar q não foi nem falta né... Aquilo foi um belo de um pulo! E sobre o Montillo, uma andorinha só não faz verão, o time precisa é de um camisa 9 q faz gol, e de um camisa 11 q só fica qrendo correr a linha de fundo e cruzar. Gosto muito do T.Ribeiro mas esse esquema q ele ta jogando é muito fraco...

Mario Mathers disse...

Nori, o Rogério Ceni também falou que não viu pênalti. (http://globoesporte.globo.com/futebol/brasileirao-serie-a/noticia/2010/11/ceni-confessa-que-ate-ele-nao-viu-penalti-em-oliveira-fiquei-surpreso.html)

Sou São-paulino e fico muito orgulhoso de ver esse tipo de atitude dos jogadores do meu time.

Bruno Pereira disse...

Fala Nori!
Cara, eu já era seu fã.. agora, depois que passei a acompanhar o blog, passei a admirar ainda mais seu trabalho.

Só fico triste de ler esse pessoal criticando sobre sua personalidade.. com esse papo hipocrita de que vc "tem uma mídia que te acompanha e não deve responder quem te critica", e etc.. etc..

Eu de vc nem importava, afinal, tenho ctza que nao passa da mais pura inveja!

Cara, assim como fico contente em ver um jogador como o Ricardo Oliveira afirmando nao ter sido penalti a falta que sofreu, fico contente em ver um cara conceituado como vc respondendo um babaca que se utiliza do anonimato pra fazer criticas.. novamente te digo: é tudo inveja!! Esse sentimento filho da mãe que a gente vê cada dia crescendo na mente das pessoas fracas!

Abração velhão.. vê se nao se esquece dos leitores aqui do blog! Fica com Deus!