quinta-feira, março 27, 2008

BATE-BOLA E ANÔNIMOS


Rápidos comentários sobre o jogo de ontem na Vila. Primeiro, foi um jogão, eletrizante, digno de um mata-mata.
Agora, aos pontos polêmicos.

1 - Não consigo ver falta no lance do gol anulado do Fabinho. Para mim, foi normal, nada aconteceu.

2- Também achei normal o segundo gol do Santos. Vi mais como trombada do Kléber no Carlão, que, aliás, corre para o lado esquerdo, quando a bola foi pro lado direito.

3 - Betão foi bem expulso e Herrera deveria ter levado cartão amarelo.

4 - Uso aqui uma frase do amigo Carlos Cereto: o que foi Perdigão ontem?

5 - A mais um anônimo que aqui posta, fica o seguinte: vc tem a sua opinião, respeito. Agora, para falar da regra, leia antes. Fala-se em intenção e também em movimentação e distância do jogador em direção à bola e do braço em direção ao corpo. Muitas vezes um jogador não tem a intenção, mas faz a falta.

6 - O Santos mostrou que se superou dentro do campeonato, e o Corinthians deu uma prova de que também pode ser um time mais ofensivo em diversas situações de jogo, não precisa jogar sempre tão recuado.

7 - A definição das três últimas vagas à fase semifinal deve ficar para a última rodada do Paulistão. A do Palmeiras parece assegurada.

5 comentários:

joao pedro disse...

Bom Nori, no gol do Fabinho eu vi falta do Diogo Rincón que segurou o Sebastian Pinto o impedindo de subir pra cabecear a bola, ou seja, pra mim o juiz foi correto.
Betão foi bem expulso, concordo, mas, o Herrera naquele ponto levaria o segundo cartão amarelo, já que minutos antes deu uma solada no Domingos. Solada idêntica a que o Dentinho deu no próprio Domingos e então levou cartão amarelo. Ou seja, no lance com o Betão, o Herrera levaria o segundo amarelo e por consequência levaria o vermelho.
O Perdigão ontem foi muito engraçado. Depois do gramado ter o derrubado (haha) eu ri tanto, que quando vi, o Kléber Pereira já estava tocando a bola para o Molina.
E o Leão tem que dar um jeito, urgente, de deixar a zaga do Santos melhor nas jogadas aéreas.

Bom, essas são as minhas opiniões, parabéns pelo blog e pelos comentários no SporTv!

Joao Luis Amaral disse...

Fala, Nori!
Tirando as 50 pratas que perdi para o meu chefe ontem (apostei no Timao... fazer o que?), vc colocou que "muitas vezes um jogador não tem a intenção, mas faz a falta". Pelo mesmo raciocínio, o atropelamento do Kleber-Scania ontem em cima do Carlao não deveria se encaixar nesse conceito?
Como vc disse ontem, ao lado do Jota, é lance polêmico onde não há uma verdade absoluta, o que concordo plenamente. Só acho que foi um lance "gritante", onde o atacante levou uma vantagem - digamos - deslegal pela trombada.
Quanto ao Perdigão, escrevi num post no blog do Rizek que um Quero-quero jogaria muito mais que esse rapaz... foi uma atuação grotesca.
E, o que é pior, não consigo entender o que raios o Mano vê de bom no Perdigão. Ou ele ainda não se encontrou e o técnico tem dado oportunidades por confiar nele, ou tem tudo para se transformar na melhor "piada pronta" do Paulistao.
Grande abraço,
Joao Luis Amaral

Daniel Frediani disse...

Nori!
Sou jornalista de Salvador e também mantendo um blog futebolístico.
Se tiver tempo, dá uma olhada:
www.molhandoacamisa.blogspot.com
abraços

Anônimo disse...

Corinthians reclama da arbitragem, mas não fala dos erros grotescos de seus jogadores na partida. Se os atletas erraram, por que o juiz náo pode se equivocar??? E por que culpar exclusivamente o juiz pela derrota. Ora, bolas.......

renato disse...

Fala Noriega...Concordo com tudo que o seu leitor João Pedro disse,inclusive, a diretoria do corinthinas, deveria parar de tapar o sol com a peneira, como fez no último Brasileirão, e ver que na realidade o time é muito fraco e que não adianta ficar reclamando do juiz e não dizer por exemplo sobre os gols perdidos por Herrera e Dentinho(grande jogador mas infelizmente lançado numa hora triste do clube),e assim mais uma vez estar iludindo a torcida quanto aos veradeiros problemas do time...
Um abraço,
Renato Molitsas