sexta-feira, março 07, 2008

HORA DA RESPOSTA AO
CORNETEIRO ANÔNIMO

Dessa vez a mensagem do corneteiro anônimo foi mais educada e sem tantos erros de português, portanto, está publicada. Ele insiste em não se identificar, mas quem precisa se esconder deve ter motivo. Pois bem, amigo corneteiro, eu não me digo jornalista, eu sou jornalista formado, diplomado, com cursos de especialização e 20 anos de profissão. Se você gosta ou não do meu trabalho como jornalista, é seu direito e desde que seja educado, suas críticas serão aqui publicadas. Você vê o jogo com olhos de torcedor, eu preciso ser isento.
Sandices? Bem, não fui apenas eu que disse que algumas das atuações do Thiago Neves estavam abaixo da expectativa neste ano, se comparadas às de 2007. Outros colegas compartilharam desse pensamento. Inclusive na semifinal da Taça Guanabara Thiago Neves foi anulado por Túlio, na vitória botafoguense por 2 a 0. O jogador também foi criticado, até pela torcida, em outros jogos nos quais o Flu empatou com adversários mais fracos na competição. Como no empate com o poderoso Boa Vista, no qual foi substituído por Cícero. Ou contra a LDU pela Libertadores.
Repito aqui minha opinião, que vem desde o ano passado: Thiago Neves tem tudo para ser um dos melhores jogadores do Brasil, mas ainda não é o melhor do Brasil, como você acha. Inclusive, eu não acredito que hoje exista a figura do melhor jogador do Brasil. Eu acho que o Dodô, por exemplo, ainda é muito mais importante como jogador do que o Thiago Neves. Tomara que em breve o Thiago confirme tudo que se espera - eu inclusive - dele e seja mais importante, porque talento ele tem para isso. E o Fluminense, que é muito maior que o Thiago Neves, sairá ganhando.
Portanto, se quiser debater, desde que com educação, volte sempre, seus argumentos serão respeitados, mas não sou obrigado a concordar com você, assim como você não é obrigado a concordar comigo. Então teremos uma boa troca de idéias, desde que civilizada.

10 comentários:

Valdir disse...

Bom dia Nori.É uma pena que estamos vendo pessôas como voçê Cereto e o Milton desistindo do blog,a falta de educação, respeito as idéias e a violencia tomou conta deste Brasil.
Estamos vendo nos jornais que quando se mostra um passaporte brasileiro as autoridades já ficam de pé atraz, que pena.

Anônimo disse...

Maurício Noriega,

Será meu último post aqui, dado o baixo nível intelectual do blogueiro. Só uma coisa, Noriega. No meu caso,não existe essa de ver futebol com olhos de torcedor. O motivo é simples. Eu, apesar de advogado e futuro magistrado, entendo de futebol. Muito mais do que você. Você pode fazer 350 cursos que nada adiantará. Com raríssimas exceções, que se contam nos dedos, o nível de imprensa esportiva brasileira é de chorar. E você, certamente, está entre os mais fracos.

Nori disse...

Prezado anônimo, pouco me importa o que vc pensa ou não pensa. Espero que como advogado você tenha um nível que engrandeça a advocacia brasileira e não considere-se advogado apenas por apesar. E que, sendo magistrado, honre a profissão, pois eu conheço vários que são dignos de exercê-la. Espero que você exerça essas outras funções com mais humildade do que a de blogueiro e debatedor. Aliás, não sei porque estou perdendo tempo, afinal é complicado debater com quem sabe tudo. Seja feliz.

edson disse...

Noriega,torcedor é muito passional.
Eu inclusive.
Mudando de "mala para saco" gostaria que sou assinante Premiere e sempre fico mais confortável ao saber que vc é o comentarista de um jogo que eu vá assistir.
Não se ache muito bonzão,mas é que tem cada mala na sua função que Deus nos livre.
São legítimos torcedores de cabine.
No mais eu gostaria de saber notícias do seu pai e se possível que vc coloque uma foto recente dele no Blog e notícias também.
Ele narava jogos bem pacas.
Um abraço
Edson - Cambuquira/MG

Davi disse...

Nori, conheci seu blog recentemente e gostaria de parabeniza-lo pelo modo que o conduz. Bons textos, assuntos relevantes, e concordando ou não com suas opiniões, temos aqui um ótimo espaço para dialogar saudavelmente. Só acho que você perde muito tempo argumentando com esse cidadão que só está aqui para bagunçar o coreto. Sistematicamente. Educado ou não, não precisamos dele. Ou talvez precisemos, apenas para reafirmar o caráter livre e democrático deste espaço. De qualquer modo, certas bobagens ficam melhor quando relegadas ao esquecimento. Além disso a internet tem espaço suficiente para todo o tipo de gente, e ninguém é obrigado a aturar quem não está afim de participar. Por outro lado, admiro sua paciência e disposição e até mesmo tolerância com certos tipos. Sem dúvida, há algum crescimento nisso tudo. Mais uma vez meus parabéns!

David - Rio de Janeiro/RJ disse...

Caro colunista, acho que esse problema de falta de educação pode ser minimizado com a não-publicação de mensagens de anônimos. Sinceramente, em minha opinião, salvo em situações excepcionais - o que não é o caso do futebol - quem não assina não merece crédito ou citação. Saudações tricolores!

PS. Ah, acho que contra a LDU o segundo tempo do Thiago Neves foi muito bom, principalmente pela iniciativa de chamar o jogo para si, e também gostei dos últimos dois jogos dele, contra Cabofriense e Arsenal, quando soube abrir espaços para o Conca.

edson disse...

Legal saber que o "velho" está bem.
Sou da geração do "é hora de esporte" na Cultura e sinto falta da época de narradores como o seu pai,sérios.
Hoje parecem loucas histéricas além de torcerem muito a favor de um ou outro.
Não interprete mal o "se achar bonzão" apenas se considere incluido entre os melhores.
Um grande abraço.
Edson - Cambuquira/MG

Robert Alvarez Fernández disse...

Tentanto serenar os ânimos, embora eu não seja dono do BLOG e sabendo que ele está em boas mãos; revisando o texto de pesquisa sobre futebol que estou escrevendo, encontrei um ponto que vale a pena dividir com a galera se o Nori permitir....O fã de esporte, diferentemente de outros ramos de atividade, se considera um especialista (Shilbury-2003), creio que isso acontece com todos nós; nós sabemos escalar, comentar, julgamos como o time joga,enfim...somos todos "técnicos de futebol" de uma certa forma; isso não é uma crítica, é um fenômeno, faz parte da nossa cultura e do nosso jeito de ser.
Aonde entra o profissional de imprensa nessa ? Se encontra entre o sagrado dever de informar, de expressar opinão isenta e estruturada e a necessidade que o fã tem de legitimar suas opiniões por meio de um profissional especializado; quando as opiniões não coincidem há o estranhamento que fica materializado quando a interação é possível por meio da Internet via BLOG, e-mail, etc...A medida que a paixão é maior, o estranhamento aumenta assim como suas reações, porém, em nada se justifica a descaracterização, o descrédito e a má educação, mas alguns administram mal a paixão, em mesmo, já tive meus momentos de raiva, já rasguei jornais quando li o que não gostei, faz parte do torcer... hoje, mais maduro, creio que a convivência e diversidade de opiniões é algo a preservar com maior prioridade, torcer assim pode ser legal também.

Luiz Fernando Bindi disse...

Esse anônimo toda hora se arroga advogado.

Quem é inteligente e capaz não precisa se esconder nem atrás de um covarde anonimato muito menos atrás de uma profissão qualquer.

Ricardo disse...

eu tenho medo de ver que alguem com tta prepotencia será magistrado neste nosso país...
descuulpa a baixaria... mas tamo fud***