quinta-feira, maio 10, 2007


GRÊMIO E BOCA NA BOA.

O SANTOS É O PRÓXIMO


Grêmio e Boca Juniores fecharam a superquarta da Libertadores como favoritos ao título. O Santos, hoje, deve confirmar sua passagem ante o Caracas e completar o trio. Pelo que vi até agora da competição, esses dois brasileiros e o time argentino formam os melhores conjuntos.
O Grêmio passou pelo São Paulo sem deixar margem a qualquer contestação. Fez um primeiro tempo perfeito em se tratando de Libertadores. Abafou o adversário, não perdeu divididas, ganhou todos os rebotes. Fez um gol que jogou por terra a vantagem e a teórica tranquilidade do São Paulo.
No segundo tempo, o tricolor paulista teve mais posse de bola, ensaiou uma pressão, mas criou pouco. A melhor oportunidade veio num escanteio que quase vira gol. Jorge Wagner e Dagoberto melhoraram o time, mas não o suficientes para incomodar o Grêmio que, mesmo chegando pouco, era sempre mais perigoso. E, de novo, num rebote ganhou à frente do gol, o tricolor gaúcho fez 2 a 0 e sacramentou sua classificação.
Dois aspectos chamam a atenção na classificação gremista: 1) Lucas, o melhor do time, não jogou; 2) Lúcio, um dos mais fracos, jogou muito.
Isso mostra que o Grêmio, como time, está se acertando no momento correto. Diego Souza é um talento promissor, assim como o zagueiro William. E o time sabe exatamente o que faz em campo, o que atesta a competência de Mano Menezes.
O São Paulo caiu mas segue forte. Resta saber se a propalada tranquilidade que vem da direção do clube será repassada ao gramado. Fato é que o time caiu de produção. Alguns jogadores despencaram. Entre eles Souza, Leandro, Ilsinho e Jadílson. Mudanças devem ocorrer em breve. Mas não se trata de trocar de técnico (o que é perfeitamente possível na terra dos cartolas brasileiros). O São Paulo precisa refazer o time, o que até já vinha fazendo, mas em fogo brando. Agora terá de fazê-lo sob a ameaça da fritura.

O PAPA E O FLUMINENSE

É sabido no mundo do futebol que o Fluminense tem uma relação especial com o falecido papa João Paulo II. Teve camisa abençoada, música cantada em homenagem ao pontífice e ao clube. Pois não é que no dia em que outro papa, Bento XVI, chega ao Brasil, o Fluminense praticamente renasce e consegue se classificar na Copa do Brasil, ganhando por 1 a 0 do Atlético Paranaense, em Curitiba? Pra quem gosta de coincidências, taí uma digna de botafoguense.

LEONARDO

Participei do Arena SporTV de quarta-feira, que teve como convidado o ex-jogador Leonardo, hoje dirigente do Milan. Uma aula de conhecimento do futebol dentro e fora dos gramados. Se Leonardo um dia fizer escola, estará se abrindo um caminho para o fim dos cartolas e o início de uma nova era de dirigentes esportivos no Brasil.

TEMPORADA DE BAGUNÇA

O Campeonato Brasileiro nem começou e a dança dos treinadores já anda a todo volume. Se os estaduais deveriam servir como pré-temporada, já mudaram de propósito. No sucesso ou no fracasso, é difícil que a maioria dos times mantenha o que foi planejado em janeiro quando se alcança maio. Imagine quando estivermos em novembro.

8 comentários:

Anônimo disse...

E a imprensa do Centro insiste em dizer que lá tem times melhores, que o Grêmio e etc. são times "médios". Tomam um laço e ano que vem vão dizer a mesma coisa...
Ficam querendo comparar elenco, mas acabam esquecendo que no futebol ainda existe (pouco, mas existe) raça e amor a camisa... Ainda bem que torço pro meu Grêmio que tem jogadores "medianos", mas que jogam com raça e vontade e acabam fumando esses clubes de imprensa aí de cima, cheio de estrelinhas, mas quando chega na hora do pega pra capar, parecem um bando de gazelinhas jogando e reclamando q nós aqui do Sul "batemos"...

Cesar disse...

Nori, acho que há um exagerado protecionismo à figura do Muricy. Ele é simpático, gente-boa, o "anti-Luxemburgo" (talvez por isso a simpatia), mas vem fazendo um trabalho fraquíssimo no São Paulo. Está lá a 1 ano e meio e o time não consegue apresentar um padrão de jogo confiável. A despeito do título e dos vices de 2006, o São Paulo é, inegavelmente, um time inconsistente. Não há padrão tático definido e as escalações são equivocadas. Se trabalha tanto como diz, trabalha mal. Não é quantidade, é qualidade, produtividade. Não sabe a hora de mudar o time, nem consegue perceber quando o time está mal. Desculpe, mas quem tem um elenco forte como o São Paulo tem, obrigatoriamente, que jogar mais do que vem jogando. Pode perder, mas há que perder com a dignidade que está faltando.

Renato Bosi de Magalhães disse...

E quase o Santos dança. Futebol é fogo mesmo. Visitem o www.arquibancada06.zip.net. É um blog muito bom.

Régis D. Souza disse...

Uma pena que foi confirmada a venda do Lucas. O Brasil perde mais um craque.

Não acredito que um árbitro entre com a intenção de ajudar. Ainda mais o Simon, mesmo eu sendo torcedor do Grêmio. Mas o Galo tem todo direito de reclamar, pois está denovo pintando mais uma final carioca. Espero que o Figueira atrapalhe. E Jota, Lucas foi vendido. Uma pena. Mas tenho certeza que se dará bem lá no Liverpool. Veja essa matéria:

http://www.clicrbs.com.br/jornais/zerohora/jsp/default2.jsp?uf=1&local=1&edition=7743&template=&start=1§ion=Esportes&source=Busca%2Ca1500035.xml&channel=9&id=&titanterior=&content=&menu=23&themeid=§ionid=&suppid=&fromdate=&todate=&modovisual=

AlexSA disse...

O Sr. Anônimo tem razão em parte, mas meu camarada, não cabe ao São Paulo o seu argumento (3 títulos da libertadores e 3 mundiais), mas depois do São Paulo vem o Santos, depois o Grêmio, Cruzeiro, Inter, Flamengo... O Grêmio é uma força sulamericana, mas não é porque eliminou o maior dos brasileiros, que toma seu posto, futebol não é boxe... O São Paulo fez 6 finais de libertadores e nove de brasileiros, além do TRI mundial... Mas continuem indo a pé (como diz o hino de vc´s) que um dia vc´s chegam lá...

Anônimo disse...

hola,



Si até su presidente Luiz Inacio Lula Da Silva no credita más en fútbol de brazil, ? cuál la razion para demás va acreditaren

brasileños son mucho interesante, si achan los mejores en mundo, achan que tien los mejores jogadores, y que tien los mejores Equipos.
Mas la realidad es una outra, Equipos de brazil son mucho depediente de los craques argentinos.
Equipos : Corinthians, Gremio,Vasco y mucho más.

Acá Equipos no gostan e no contratan jogadores brasileños, no contratan por boa razion, son muy fraco e noso fútbol no precisa de brazucas somos muy superior.

prensa local habla mucho que libertadores es para equipos con tradición, y para nosotro, equipo con tradición en libertadores es equipos argentina e no para equipos medianas de brazil.

los brazucas son muy iludidos en acreditar que algun equipo de brazil terá triunfo en libertadores.

libertadores es para equipos con tradición no es para equipos medianos de brazil.
Soy rincha de estuduantes, más Boca Junior(Equipo Argentino) será campeón 2007 Libertadores.

saluto, perdón la sinceridad e portuñol.

Esteban
Córdoba

AlexSA disse...

O Simon não é ladrão, é apenas um juíz caseiro, o time da casa nunca perde com ele sendo o juíz... O que pode acontecer são "forças ocultas" que o escalam quando o time da casa necessita do resultado... Algo me diz que se o jogo fosse em Minas não teria dado Simon no "sorteio"...

Anônimo disse...

Boa noite.

Amigos brasileiros têm blos esportivos na argentina praticando racismo contra os brasileiros.
O endereço é: http://www.valechumbar.com/item/2860#comment-81035
Visitem e vejam o absurdo.

Sei que existe uma grande rivalidade entre Brasil e argentina, mas os argentinos apelam para racismo, e outras ofensas mais.

Entrem no endereço e comprovem.

Um forte abraço,

Ângelo Duarte