sábado, julho 03, 2010

E a Alemanha, hein?

Quem diria que veríamos a Alemanha jogando como o Brasil dos bons tempos? Pois está tudo lá. Um time que toca bem a bola, que ataca com eficiência, que dribla, que tabela.

Nem sei se vai ganhar, mas essa Alemanha já merece o título de melhor time da Copa 2010. Deu pena da Argentina, foi encurralada, atropelada e goleada sem dó.

Mueller tem tudo para ser craque, assim como Oezil. Schweinzteiger, para mim, já é.

E Maradona prova que aquela máxima de que quem jogou bola sabe é uma grande besteira. Saber jogar é uma coisa, e Diego sabia demais.

Agora ver o jogo pelos olhos de um treinador é outra história.

12 comentários:

Alexandre Ferreira disse...

Sempre acreditei na Alemanha, mesmo a´pos derrota pra Sérvia, que ao meu ver foi injusta. E acredito que será campeã se continuar jogando dessa maneira.

Maradona tem o mérito de ter apostado em craques e num esquema mais ofensivo. Faltou organização tática, coisa que os auxiliares deveriam fazer. Mas pelo visto Mancuso, um dos seus auxiliares, não sabe nada.

Alexandre Ferreira disse...

Não acho que seja duro admitir que Brasil não merecia levar a Copa. Eu torci contra desde o ínicio. Contra o Dunga, Felipe Mello, arrogância, prepotência, desequilibrio, desrespeito, etc. Mais do que justa a eliminação do Brasil, ainda bem pro futebol.

Imagina se Brasil é campeão, como seria a reação dos prepotentes como Dunga, Jorginho e Felipe Mello? Ia ser uma saraivada de respostas aos críticos, troca de farpas, mau-humor. O futebol de contrataque seria reverenciado...

Ainda bem que Brasil foi embora. Dá tempo de corrigir, pois, ainda continuaremos soberanos no futebol até 2014.

Prissy DeCastro disse...

Pois eh. Alemanha tá batendo um bolão.
Como vc disse, lembra o Brasil de um tempo atrás. Saudades!
Achava que Alemanha x Argentina seria o melhor jogo, mas já deletei essa história. Agora aposto em Alemanha x Espanha!

Rodrigo Magalhães disse...

Olá Noriega! tenho um blog sobre o Chelsea Football Club e gostaria de fazer parceria com seu blog. Já, inclusive, adicionei como parceiro. Espero que faça o mesmo. Obrigado.

http://chelseanewsbr.blogspot.com

Luciano disse...

IMPRESSIONANTE A ALEMANHA!
...
VIVA OS MENINOS DE BERLIM!

Anônimo disse...

Noriega,
Tenho uma teoria sobre este confronto Espanha e Alemanha. Não sei se concorda comigo, mas acredito ser um bom tema para discussão.
O futebol espanhol é resultado de grande influência do futebol estrangeiro, principalmente, do sul americano. Foi sendo moldado ao longo dos anos com a presença de argentinos, brasileiros, uruguaios, entre outros e hoje tem um estilo de jogo parecido com o nosso e de nossos hermanos, com mto toque de bola e jogadas individuais.
A questão é que nesta Copa os espanhóis têm um bom time, que surgiu de uma boa geração de jogadores e do entrosamento de vários deles por jogarem juntos há bastante tempo na liga espanhola.
De forma geral, a seleção espanhola sempre foi uma mescla do Barcelona com o Real, mas desta vez, estes jogadores tem mais qualidade do que em Copas anteriores.
Já a seleção Alemã sempre manteve um estilo de jogo bastante particular, com mta movimentação, velocidade e poucos toques na bola. Bastante tático e coletivo.
Ainda existem as bolas aéreas, mas é o padrão tático que define o futebol alemão.
Até hoje, apesar de ter mtos estrangeiros na Bundesliga, vemos os times alemães jogarem taticamente parecidos.
É que na verdade, diferentemente do futebol espanhol em que as equipes se adaptam aos jogadores( principalmente estrangeiros), como temos visto casos como de Rivaldo, Ronaldinho, Messi, etc, no futebol alemão, são os jogadores que se adaptam ao estilo de jogo praticado na Bundesliga.
Temos visto que, geralmente, os jogadores que fazem sucesso por lá na Alemanha tem um perfil bem parecido: força física, velocidade, objetividade e obediência tática.
Zé Roberto, Lucio e, atualmente, o Renato Augusto são exemplos disso.
Ou seja, enquanto vemos uma Bundesliga, sempre mais voltada para a competição, como um retrato da seleção alemã, vemos a liga espanhola mto mais voltada p/ os holofotes e para o lucro e isto se reflete diretamente no desempenho de suas seleções.
E, por conta, da competitividade da Bundesliga, a seleção alemã sempre faz boas campanhas nas Copas do Mundo, já a espanhola depende mto de sua geração de jogadores.
Enfim, nesta Copa, vejo ambas as seleções fortes tecnicamente e com jogadores capazes de decidir individualmente, o que promete deixar o confronto ainda mais disputado, mas mesmo assim, a seleção alemã me parece com a aquela cara de campeã como há 20 anos ñ parecia.

Obrigado pela atenção.
Abraço,
Alexandre Monteiro (alex_m2arq@yahoo.com.br)

Bruno Almeida disse...

E o melhor de tudo foi ver a tão festejada Argentina "PAPOCANDO"! O Craque da Copa sendo engolido! Sem ter jogado bem um jogo sequer!!!!
Criticavam o time do Dunga por só saber jogar quando tinha espaço para o contra ataque, mas e os "hermanitos"? Saíram de 4(literalente) depois do 1º adversário que começou ganhando!
tô vendo que eu não entendo nada de futebol mesmo viu?!?!
Você é fera Nori!
Abraço

Hugo Venturini disse...

Pois é, inacreditável...numa Copa com Brasil, Argentina, Holanda, Espanha e quem está jogando bonito é a fria e pragmática Alemanha!
Dá p'ra acreditar?

Paulo Notaroberto disse...

Noriega,

Parabéns pelas excelentes transmissões ao lado do Milton Leite.

Achei muito autêntico você não ter colocado o Messi na sua escalação dos melhores da Copa.

Eu tenho uma teoria que gostaria de compartilhar contigo e com os demais amigos do blog. O Messi não sabe fazer gol. Ele possui uma habilidade incomparável com a bola nos pés. Entretanto, trata-se de um jogador extremamente individualista e que joga olhando para a bola. Ele não olha para a colocação do goleiro antes de chutar e para os companheiros para passar. Por três oportunidades nesta Copa, ele tentou fazer gol por cobertura com o goleiro colocado sobre a linha do gol ! Há outros atacantes (muito menos hábeis) como o Klose e, até mesmo o Palermo, que sabem fazer gol, pois olham para o goleiro e chutam tirando a bola do alcance do goleiro. O André (ex-Santos) é um atleta que, apesar da pouca idade, possui este fundamento muito apurado.

O problema é que, quando eu falo isso, as pessoas quase me batem...

Se tiver tempo, por favor comente a minha observação.

Forte abraço

Paulo Notaroberto disse...

Caro Noriega,

Pesquisas evidenciaram que um jornal argentino, por erro na revisão final, publicou que a seleção argentina chegaria com a Madona (e não com o Maradona). Isto explica a metade das pessoas nas ruas portenhas.

A outra metade foi agradecer ao fato de não precisar ver o "Dieguito" do Maradona junto ao obelisco.

Abraços

Anônimo disse...

A Alemanha já é favorita sem ter um bom time, em 2010 é quase uma barbada...
No entanto o futebol não tem limites para surpresas, tudo é possível e a isso se deve sua popularidade.
Gostaria que o Uruguai ganhasse a Copa ia dar um molho a mais para 2014, Itália, Argentina e França mordidas, Alemanha Holanda e Espanha bem fortes, Uruguai campeão e o Brasil sede!!

Grande abraço!
Mozart

Fernando Gripp disse...

RECEITA PARA UM DESCLASSIFICAÇÃO PREVISÍVEL

http://passadicovirtual.blogspot.com/2010/07/receita-para-uma-desclassificacao.html