segunda-feira, janeiro 04, 2010

Corinthians mostra que

não está para brincadeira



A apresentação de Roberto Carlos marcou o pontapé inicial do centésimo ano da fantástica história do Sport Clube Corinthians Paulista. Mais do que isso, mostra que as pessoas que administram o Corinthians atualmente não estão para brincadeiras no que se refere a montar um grande time e a fazer muito barulho - e dinheiro - com esta marca poderosa.

Se vai ganhar são outros tantos de discussão. Futebol é um jogo, depende de sorte, azar, caráter em campo e milhões de fatores. E não se combina nada com o adversário. Quando falo se vai ganhar refiro-me exclusivamente à Libertadores, o sonho de dez entre dez corintianos.

Isso porque a concorrência é pesada. Os cinco brasileiros são os maiores favoritos ao título. E dos cinco o único que ainda não venceu a competição continental é o Corinthians. Na teoria, saiu na frente. Tem um time tão forte como os outros quatro, mas dois jogadores que podem fazer a diferença: Ronaldo e Roberto Carlos.

Time por time, os cinco brasileiros que lutarão pela glória sul-americana se equivalem. Por gosto pessoal de ver jogando, acho que o Cruzeiro e o Flamengo terminaram 2009 muito bem. O Internacional decepcionou, mas ainda teve tempo de se inscrever para a Libertadores graças ao bom começo de temporada. O São Paulo é um frequentador habitual da Copa, sabe todos os atalhos, joga a Libertadores como se fosse o Campeonato Paulista de tão acostumado.

Mas os holofotes estarão todos voltados para o Corinthians. O que é bom e ruim para o clube. Bom porque vai brotar dinheiro nos cofres. Ruim porque será o inimigo a ser batido e sobrará pressão vinda das arquibancadas, que hoje mais do que nunca mandam no Corinthians.

Alguns passos atrás estão outros grandes clubes brasileiros que não tiveram competência para chegar à Libertadores, mas têm peso para fazer uma grande Copa do Brasil. Grêmio, Palmeiras, Atlético Mineiro, Santos, Botafogo, Fluminense e Vasco saltam na frente como candidatos ao título nacional mais importante do primeiro semestre de 2010. Somando-se a eles Coritiba e Atlético Paranaense e uma força emergente como o Avaí, dá para imaginar - sem contar as zebras de sempre - o que teremos.

Enfim, seja bem vindo futebol em 2010. Ano de Copa e de 30 anos da conquista da Copa de 70.

3 comentários:

Robert Alvarez Fernández disse...

Amigo Nori, não precisa publicar, mas faz 40 anos da conquista de 70.
Feliz 2010 pra você e família.

Abraços,

Robert

vinaxavier disse...

Feliz 2010 Nori, não esqueça do Goias!!! abrax

Geraldo de Oliveira - São Paulo/SP disse...

Quanto ao voo que o Corinthians está querendo alçar, estou me lembrando de uma música do Zé Geraldo que dizia: "Quanto mais alto o salto, maior o tombo".
Só espero que a Secretaria de Esportes reforce os alambrados do Pacaembu, pois em 2006 na derrota e eliminação frente ao River, a torcida ficou meio nervosa....