sábado, outubro 14, 2006

O BRASILEIRÃO TRICOLOR.
E A POLÊMICA DA FALTA

Trabalhei na transmissão de São Paulo 5 x 0 Juventude, pelo SporTV, com a agradável e competente companhia de Milton Leite, Carlos Cereto e Marco Aurélio Souza. Resultado incontestável, que deixa o Tricolor paulista cada vez mais perto do título brasileiro. Ainda que o Tricolor gaúcho, em campanha memorável, também esteja na briga e ambos se enfrentem numa final de direito, no Olímpico. O Santos, por não conseguir bom desempenho fora de casa, vai ficando pelo caminho.
São Paulo e Grêmio são os melhores times desta reta final do Braisileiro. Como Internacional e São Paulo foram os melhores do primeiro semestre, nesta ordem.
No Morumbi, o São Paulo teve 15 minutos praticamente perfeitos. Nenhum time consegue subjugar o adversário quando em seus domínios como faz o do Muricy. A goleada talvez viesse mesmo sem as expulsões do Juventude. Que, aliás, foi digno e valente, perdeu sem apelar.

FALTA OU NÃO DE AC?

A polêmica do jogo foi a falta marcada por Evandro Roman, de Antônio Carlos em Aloísio, que originou o gol de Danilo. Eu e Milton Leite, na transmissão, entendemos que não houve falta ou que, se houve, não era para expulsão. Assim como Roberto Assaf no Troca de Passes. Teixeira Heizer achou que houve falta.
Tenho absoluto respeito por opiniões divergentes e não acho que minha versão esteja certa. Mas a coloco aqui para debate. No meu entender, Antônio Carlos e Aloísio visaram a bola, ambos com muita força, muita vontade, mas ambos sem maldade. Foi uma dividida de gente grande, muito grande. Antônio Carlos, pelo movimento, tenta primeiro chutar a bola para longe da área e atinge, sim, Aloísio, que vinha com o pé um pouco alto. Repito: ambos visaram a bola. Pelos relatos de Cereto e Marco Aurélio, Aloísio machucou a canela e feio. Mas ressalto: não vi intenção de Antônio Carlos em fazer a falta e, se ainda assim, a fez, não deveria ter levado o segundo cartão amarelo.
Infelizmente, não tive tempo de comentar alguns e-mails no Troca de Passes. Uma pena, pois essa interatividade é o melhor do Jornalismo moderno. Sei que muitos são-paulinos discordam e respeito muito a opinião de todos. Por isso, debate aberto. Foi ou não falta?
E aproveito para emendar: qual Tricolor será campeão? Ou ainda dá pro Santos?

33 comentários:

Anônimo disse...

Noriega, no momento do contato, o pé do Aloísio está no chão e o do Antonio Carlos (cujo histórico não é dos melhores) está por cima. Pegou feio, tanto que na imagem dá pra ver o meião do Aloísio sendo esticado pelas travas da chuteira do A. Carlos. Ainda que nao tivesse pegado, acho que merecia cartão pelo alto risco da jogada.
Abraço.

Anônimo disse...

Pô, Nori vc achou que não foi nada.O Antonio Carlos dá um carrinho, tá certo que não foi aqueeeele carrinho,äs imagens são claras, pega a perna do Aloisio, o Antonio Carlos sai dando aquele esfregão com a bunda no chão..Abçs

Alexandre

GIGI disse...

Oi Noriega.
Acho bárbaro como você sempre mantém seu ponto de vista de maneira tranquila e objetiva.Por isso, digo não só aqui, mas em todos os blogs que voce é o comentarista mais isento.No direito, quando queremos saber o vínculo entre a ação ou omissão do agente com o resultado (Nexo Causal), subtraímos hipotéticamente a ação ou omissão do contexto do fato, para verificarmos se o mesmo interferiu ou não no resultado. No caso, do erro do juiz resultaram 2 expulsões, a desestruturação da equipe que vinha se defendendo bem, e 3 gols em menos de 10 minutos da outra equipe que acabara de desperdiçar um pênalti, e portanto estava meio abalada. Afirmar portanto que o erro do árbitro interferiu no resultado é uma conclusão, enquanto afirmar que o resultado seria o mesmo é pura especulação.
Abraços.
GIGI

Rodrigo Borges disse...

Nori, achou que foi falta, sim. E expulsão justa. Antonio Carlos entrou de carrinho com pé no alto. Houve o risco até de uma fratura para o Aloísio – felizmente nada demais aconteceu. Acho que AC foi, no mínimo, imprudente.

israel disse...

Noriega, no mínimo, deve-se preservar a integridade dos jogadores, nas imagens do premiere, fica muito claro para min, que o aloisio, estava com o pé no chão, e o AC, veio com o pé levantado, se não foi maldoso,coisa que duvido, foi imprudente.

israel disse...

eu comentei abaixo e saiu anonymous,
ISrael peniza agente89@gmail.com

Webão disse...

Nori, na hora da transmissão fiquei puto com você por causa da insinuação de que o Aloísio 'fantasiou'. Na minha opinião, o atacante do SP tentou dar de chapa na bola; já o Antônio Carlos entrou mais alto, tanto que atingiu, com a sola do pé direito, a panturrilha do Aloísio. Além disso, o Antônio Carlos deslizou seu corpo sobre o Aloísio. É isso aí! Grande abraço!!

Emerson disse...

Francamente, Noriega, fiquei pasmo com sua posição. Nem tanto com a do ML. A primeira impressão do narrador foi clara: falta do AC. Depois, com replay, mudou a opinião.

É bom frisar que o árbitro vale-se da primeira impressão e a mantém, já que não tem replay, slow e still.

Mesmo com esses recursos não se consegue ver pé alto do Aloísio. AC entra como um D8 num terreno pra desmatar, jogando tudo abaixo.

O narrador fala da cena do Aloísio, se não me engano você também usa a "cena" como motivo para o árbitro apitar - esquecendo que o árbitro olha e apita em menos de um segundo, e a "cena" toma mais tempo que isso para ser pensada, armada e executada.

A canela ferida do Aloísio é a prova cabal da violência da entrada. Digamos que, hipoteticamente, não tenha havido falta... Mesmo assim, AC foi imprudente, tão imprudente que feriu feio o adversário. O risco de uma fratura passou perto, pertinho, raspando.

O cartão amarelo pela entrada ficou barato.

Ah, foi o segundo amarelo...

Azar do AC e do Juventude.

Nori disse...

Que beleza de debate! Como sempre digo, não sou dono da verdade e da razão. Na minha visão, o AC, que de santo não tem nada, tentou tirar a bola da frente da área e veio deslizando. O primeiro movimento do pé dele é esse, basta ver pela imagem. Depois, na sequência, ele acerta de raspão a canela do Aloísio e deve realmente ter machucado. Até o árbitro entendeu como força desproporcional, porque mostrou o segundo cartão amarelo. Se tivesse vido a tal maldade, expulsaria direto. Discordo apenas de quem diz que o Aloísio também não entrou forte (e de novo sem maldade). Quando há o contato acontece o pé dele está encostando no chão, mas vem do alto. Caro Emerson, jamais fico pasmo com a opinião de ninguém, todas são respeitáveis, inclusive a sua de ficar pasmo. No frigir dos ovos, diriam os de outrora, contra 9 ou contra 11, o São Paulo é muito melhor que o Juventude.

Nori disse...

Ops, onde saiu vido é visto, claro.

israel disse...

Fico contente que vc, responde, isso é debate, sem ofensas, nem outras coisas do tipo como ocorre em vários blogs por ai!

Rafael disse...

Eu vi o jogo e também achei falta do AC...a chamada força desproporcional que ele entrou, lhe rendeu um amarelo... ele, que já tinha um, com 5 minutos de jogo, levou outro, foi expulso..paciência. Agora, o outro jogador expulso, ou falou umas boas para o juiz, coisas essas do futebol que nunca saberemos, ou o juiz foi extremamente rigoroso, porque reclamação normalmente gera só um amarelo. De qualquer maneira, conheci seu blog agora, Noriega, e queria lhe parabenizar. Sempre acompanho a sportv e vê-se claramente que você é um profissional íntegro, atualizado e competente, requisitos básicos, e essenciais, para um bom jornalista.

Anônimo disse...

Nori achei lamentável a transmissão tudo bem todas as opiniões devem ser respeitadas mas se em um próximo jogo alguem quebrar a perna ou mesmo sofrer uma contusão grave depois de um carrinho dado mesmo q sem a intenção da falta eu penso q você não poderá reclamar, pois ao que parece você dá atenção apenas a intenção e não atenta ao risco do jogador q recebeu a falta! Lamentável!!
Procure ouvir mais os comentários de seu pai!!!

Anna disse...

Noriega,concordo com vc.Nao houve falta,os dois foram na bola e o AC n merecia ter sido expulso mas deve ter sido por reclamacao excessiva e ele ja tinha um amarelo. Gostei muito de seus comentarios e da otima narracao do Milton Leite.Foi um jogaco!O Sao Paulo sera o campeao e n da mais nem pra Santos nem pra Gremio.Eu tb acho a interatividade otima pq estimula grde debates,discussoes e pq nao,o nascimento de grde amizades. Abraco,Anninha

Fernando disse...

Noriega, o replay mostra claramente o Aloísio com o pé no chão e o Antonio Carlos chegando com tudo, com as travas da chuteira levantadas e atingindo a canela do Aloisio. Quem joga bola sabe muito bem que esse tipo de entrada é criminosa! O AC já tinha levado amarelo e mereceria vermelho direto! Um absurdo a falta de isenção sua e do Milton Leite. Sei que vc é palmeirense e o Milton Leite corinthiano fanático, mas vcs bem que poderiam segurar o ímpeto anti-tricolor durante as transmissões. Isso causa um mal estar terrível com a torcida. Depois do comentário de vcs, eu coloquei a TV no mudo e passei a ouvir a narração pela transamérica. Mais imparcialidade, por favor!
Abraço.

Nori disse...

Prezado Fernando, abs. Discorde à vontade, mas não duvide da nossa isenção, por favor. Opiniões todos temos e acertamos e erramos, mas nunca por tendência. Já vi em textos por aí de gente como Juca Kfouri e Alberto Helena Jr. que pensam como eu e o Milton pensamos. Não quero dizer que eles estejam certos, são questões de ponto de vista apenas. Repito: concordar ou não é do jogo, duvidar da honestidade e da isenção já não fica legal.
Abs

leonardo lima disse...

Sr. Noriega

A tempos assisto toda programação da Sportv e uma coisa em especial vem chamando minha atenção.
Vc acho que se não é o mais, é um dos q mais fazem cobertura dos jogos do Sampa. E por isso posso dizer, É impressionante como os comentarios tecidos por vc em relação ao São Paulo são na sua esmagadora maioria depreciativos. Eu ate posso entender que vc por torcer por outro time n simpatize com o Sampa, mais ao menos esperava a neutralidade q deve acompanhar a sua profissão. de qualquer forma, o comentário redigido nesse momento n tem teor rancoroso, e sim tem o objetivo de alertar a vc e a outros da emissora que inconscientemente é tendencioso em alguns momentos.
Um grande abraço e que Deus o abençoe

Fã do Sportv
e-mail: leonardo.informatica@gmai.com
Leonardo Lima

Nori disse...

Anônimo, embora o anonimato não seja recomendável, respondo seu comentário com o maior prazer. Sempre ouço meu pai, diversas vezes, uma fonte inesgotável de inspiração e aprendizado.
Abs

Fernando disse...

Ok, Nori, desculpe-me, mão quis dizer que vcs são desonestos, apenas fico chateado porque sempre assisto às suas transmissões e acho que há, na maioria das vezes, uma má vontade, ainda que inconsciente, com o SPFC. Peço a vc que por gentileza veja novamente o lance e repare como o bico da chuteira do AC atinge a canela do Aloísio, que já estava com o pé preso ao chão. É uma pena que a TV não possua um ângulo melhor, da posição onde estava o bandeirinha, mas mesmo pelo ângulo disponibilizado é possível perceber que o zagueiro atinge o atacante.
Um abraço!

Nori disse...

Obrigado por escrever no blog. Infelizmente, talvez sua justificada paixão pelo São Paulo, o grande time brasileiro do momento, tenha feito com que pensasse que depreciamos algo em relação ao time. Ledo engano. O SporTv talvez seja o canal que mais dê espaço ao Muricy e mais méritos dê ao seu trabalho e à organização do São Paulo. Em um jogo recente no Morumbi, quando alguns torcedores o chamaram de burro, eu o defendi por entender que se trata de um excelente treinador e de um trabalho de excelência.
E, sem paixão, que cega e contamina, lembre do jogo de ontem, do que eu disse: O São Paulo não pediu e nem precisa de erro de arbitragem e já era muito melhor e fatalmente venceria em 11 conta 11.
Todos erramos e acertamos, graças a Deus, mas a intenção sempre é honesta e verdadeira e, no fundo, é ela que conta.
Abs

Carlos Cereto disse...

Entendo que no mínimo foi imprudência do Antonio Carlos que já tinha o cartão amarelo e por isso merceu ser expulso.

Simon Lédo disse...

Olá Noriega!

Não conhecia seu blog, é a primeira vez que entro aqui. Parabéns pelo seu trabalho, você é um dos jornalistas esportivos brasileiros dos quais mais admiro!

Quanto ao jogo de ontem, sou são-paulino também, e com total isenção de ânimo, gostaria de dizer que no meu ponto-de-vista houve sim a falta do Antônio Carlos e que, mesmo que ele tenha visado a bola e mesmo que o Aloísio também tenha entrado "pesado", a forma como ele entrou, com um carrinho e o pé direito alto, merecia ao menos um amarelo, que foi o que houve!
Não sabemos o que o Lauro falou para o juiz depois, para merecer o vermelho, mas eu, como são-paulino, preferia que ele não tivesse sido expulso, pois tenho certeza que não ouviria que "beneficiaram" o São Paulo, como até o tal do Mano Menezes tentou sugerir.

É isso aí, Nori, em meio a uma grande quantidade de jornalistas que cada vez mais perdem seus créditos com suas especulações e mesquinharias, acredito na sua total isenção e confio plenamente no seu trabalho!

Um forte abraço,

Simon Lédo
snledo@gmail.com

menon disse...

o aloísio disse que não houve maldade. O Muricy disse que recebeu uma circular antes do jogo dizendo que a ordem é ser muito duro contra os carrinhos. Foi isso que o árbitro fez. Na dúvida, pró réu.
O São Paulo vai ser campeão no dia 26 de novembro, contra o Cruzeiro.
O Lula vai ganhar dia 27, aniversário dele.
Cabeça, pára de puxar o saco de seus companheiros de transmissão. Tudo gente boa, mas não precisa ficar falando dos meninos toda hora.
Um beijo

Bruno disse...

Todos defendem a aplicação da lei, mas o guarda vem lhe aplicar uma multa de trânsito, hum........
Noriega, no lance voce se referiu a perna esquerda de Antonio Carlos, mas observe o pé direito, a sola da chuteira, como um defensor do futebol-arte pode admitir uma entrada desta,isto é falta,é anti-futebol e o cartão amarelo foi justíssimo. Abaixo aos zagueiros que vivem com o short sujo, zagueiro que joga deitado... sei não, é qualquer coisa menos futebol!

Nori disse...

Menon, talvez o Aloísio tenha entendido como eu entendi, que foi uma dividida forte, sem maldade. Vou ver e rever o lance muitas vezes e talvez eu até me convença da marcação com justiça da falta, mas por entender que não houve maldade, questiono o amarelo, porque o pé do AC fica alto apenas depois que ele passa da bola, quando ele visa a bola, está baixo.
Nada que tire o mérito do seu São Paulo, que voltou a jogar muito bem e teve 15 minutos de perfeição no começo do jogo de ontem.
Abs

José Menezes disse...

Noriega,

Com certeza não deveria receber cartão amarelo e sim vermelho de cara. Ele entrou muito forte e talvez na bola, mas quando a perdeu acertou em cheio o Aloisio.

Renato disse...

Boa Noite.

Assistindo o jogo pelo PREMIERE, minha primeira reação foi de incredulidade perante os comentários tecidos sobre o lance da falta... Lendo agora seu blog, me deparei com a frase:
"Mas ressalto: não vi intenção de Antônio Carlos em fazer a falta e, se ainda assim, a fez, não deveria ter levado o segundo cartão amarelo". Vc está dizendo que não deveria ser dada a falta e o cartão pois o AC não teve a intenção de fazer a falta??? Uma pessoa que dirige em excesso de velocidade e atropela outra pessoa sem a intenção, não deve ser punida? Comparo aqui o carro aos cravos da chuteira do AC. Onde ficam as tais "imprudência e imperícia"?

Contra fatos não há argumentos: ele feriu o Aloísio (veja foto no site LANCENET), portanto não só "colocou em risco" a integridade física do mesmo... Então, se ele tivesse quebrado a perna do Aloísio, sendo sem intenção, estaria tudo bem? Apesar de achar que houve tb a intenção, o mais grave foi a intensão com que ele rasgou a perna do Aloísio...

Além disso, há pouco tempo os juízes expulsavam jogadores que davam qualquer tipo de carrinho (lembre-se de um jogo entre Santos e SP, Flávio Donizati expulso após um carrinho que nem mesmo feriu o oponente). Mesmo se o AC não teve "intenção", ele derrubou e feriu o Aloísio. Acho que vcs estavam olhando o pé errado do AC, pois chegaram até a comentar que ele pegou "primeiro a bola". No momento em que ele pega a bola com o joelho, ele já havia atingido o Aloísio com os cravos da chuteira de sua outra perna.

Quanto ao outro expulso, veja nas imagens ele reclamando, levando amarelo, e depois empurrando o árbitro.

Durante a transmissão, vc disse que "O São Paulo não pediu e nem precisa de erro de arbitragem". A partir da sua opinião anterior, pra mim totalmente equivocada, vc está passando para os telespectadores que o juiz errou, e levou esse discurso até o final do jogo... Vc deixou claro ao dizer na volta do intervalo que na SUA OPINIÃO o AC não merecia o amarelo, mas achei que vc não deixou claro no decorrer da transmissão que o juiz errou tb segundo SUA OPINIÃO, assumindo o erro da arbitragem como certo e indiscutível.

Só peço que vc assista novamente ao lance, veja a foto que citei mostrando o ferimento do Aloísio, e depois, se possível, comente se ainda continua achando que nem a falta deveria ser marcada.

Estarei assistindo o próximo Arena tb... Vc poderia colocar esse assunto em discussão no programa? Assim saberemos as opiniões dos outros integrantes do programa.

Até mais, Renato

Edu Cesar disse...

Minha opinião, Nori: dividida forte, onde os dois foram na bola, mas onde o risco dum choque mais duro havia também. Achei correta a expulsão do Antônio Carlos, porque acho que não precisava ir com tanta gana (pra ser elegante) no lance, talvez tenha recaído sobre ele também uma reincidência mais recente de lances duros. Mas não torno o Aloísio totalmente vítima do lance, pois não amoleceu e foi pra dividida com tudo, não tirou o pé como alguns fariam. Aliás, arriscaria dizer que isso que o Aloísio fez decidiu o jogo. Se ele tira o pé, talvez não acontecesse a falta, o Antônio Carlos fosse advertido mas não amarelado, consequentemente nem o Lauro seria expulso (o que foi justamente). Como o Aloísio foi pra dividida sem tirar o pé - logo, sujeitando-se a alguma lesão, como ficar com as marcas da chuteira do AC na perna, igual o AC podia ter pego algo -, o fato originou as duas expulsões do Juventude (uma direta do lance e outra por reclamação exagerada e ato inadmissível de empurrar o juiz, independente dele ter errado ou não), que, com dois a menos, ficou emocional, moral e tecnicamente muito mais frágil, facilitando a vida do São Paulo, que estava complicada pelo jogo estar mais ou menos parelho até aquele instante, devido ao abalo emocional do Rogério Ceni pela perda do pênalti, que passou pra todos os companheiros. No mais, acertei ipsis literis que o São Paulo passaria pelo Juventude. Só errei a quantidade de gols, pois chutei três e foram cinco.

Nori disse...

Amigo Renato, obrigado por escrever. Vi a foto e ja tinha escutado os relatos dos reporteres da transmissao. Tambem ouvi o Aloisio dizer que nao houve maldade do AC, que e a base do meu comentariio. Evidente que o AC foi com muita forca na jogadao, o que a canela do Aloisio evidencia. Mas nao foi pra quebrar, assim como o Aloisio foi pra dividir forte, o que e normal. Essa e a tese - que pode estar errada - do meu comentario. Existem casos de trombadas no futebol, cabecadas, que desacordam jogadores, e nao sao intencionais.
Nada disso tira o merito do SP, que jogou um grande futebol, o que tambem procurei deixar claro na transmissao e, se nao o fiz, foi erro meu de comeunicacao. Infelizmente, nao estarei no Arena de hoje. Mas vi em alguns textos opinioes parecidas como a minha, do Alberto Helena, do Telmo Zanini e ate uma do Juca Kfouri. Claro que isso nao quer dizer que esteja eu certo.
Abs

Anônimo disse...

Diga não à violência! Pelo banimento de Antônio Carlos do futebol. Racista, violento e ignorante. Vejam a foto: http://www.lancenet.com.br/galeriadefotos/outros/galeria_de_fotos280/foto10/foto02.htm

Renato disse...

Caro Noriega, como vc citou um texto do Juca Kfouri, acho que o mesmo mudou de idéia, pois escreveu hj na Folha:
"se não foi uma entrada violenta, digna, ao menos, de cartão amarelo, então tratemos de transformar o futebol em luta livre".
E vc, continua achando que não foi nem falta ou tb mudou de idéia?
Abs, Renato

Nori disse...

Renato, o texto do Juca é o que ele falava, no sábado, que havia sido rigoroso o árbitro. Pois eu vi de novo e mudei de idéia, sem nenhuma vergonha. Foi falta mesmo, muita força, mas não maldade. Até já postei isso. Abs.

Ariane disse...

Olá, sou Ariane e trabalho no Jornal de Debates (www.jornaldedebates.com.br). Venho aqui informar a todos vocês amantes de futebol o nosso novo debate “Brasileirão: Qual a fórmula do sucesso?”. Aguardo a particiação de vocês.
Bjs