domingo, outubro 15, 2006

NOVE RODADAS ENTRE
O GOZO E O DESESPERO

Agora faltam nove rodadas, 27 pontos em disputa, para que o Campeonato Brasileiro de 2006 chegue ao final. O roteiro prevê ainda emoção, drama e tragédia em doses para comprovar o que eu sempre defendi e defenderei: nosso campeonato é o melhor do mundo, mesmo sem os medalhões que jogam na Europa. Não há em outro rincão do planeta bola tanto equilíbrio e disputa.
O que vem por aí e o que eu acredito que já é tendência vou expor em quatro tópicos para a análise e debate dos amigos. Já agradeço a reprecussão, as críticas e até os ataques que recebi no post anterior. Debate é isso aí e, como sempre digo, não comprei a verdade e nunca é feio alguém, desde que esteja convencido, mudar de opinião.

O TÍTULO - Está 95% nas mãos do São Paulo. E com todos os méritos. O time voltou a jogar bem, superou o trauma da perda da Liberadores, passou por uma fase de mudança tática complicada e não deixou cair o aproveitamento. Os primeiros 20 minutos do São Paulo contra o Juventude foram primorosos, futebol de alto nível técnico e tático. O Grêmio tem ainda sua chance caso vença o São Paulo no Olímpico, mas ainda precisa torcer por outros tropeços do adversário e não perder mais pontos. Tarefa difícil, mas que também não tira o brilho da campanha fantástica do time gaúcho.

LIBERTADORES - São Paulo e Grêmio já chegaram. O Inter parece que vai abrir mais uma vaga, que está muito mais para Santos e Paraná, embora o Vasco ainda corra por fora, como o Cruzeiro. Santos e Paraná estão merecendo. O Santos porque em casa é muito forte, e o Paraná pela campanha surpreendente e competente.

SUL-AMERICANA - Aí a briga é complicada. Do Vasco até a Ponte Preta tá todo mundo por essa vaga. O Figueirense está merecendo, faz uma campanha excelente. O Cruzeiro melhorou muito, assim como o Botafogo. O próprio Palmeiras, se ganhar os jogos que ainda fará em casa. E até mesmo o combalido Corinthians

REBAIXAMENTO - É triste, mas o Santa Cruz já foi. Triste porque para cada torcedor seu time é o maior do mundo, mas o torcedor pernambucano é especial, e o do Santa muito especial, pela paixão, pela entrega. Mas o time é fraco e está entregue. O São Caetano, que só fez um ponto no returno, é outro paciente terminal. O Fortaleza, pela garra das últimas rodadas, ainda sonha. Mas dificilmente escapará. Então começa uma região de desespero que inclui alguns gigantes. O Corinthians e suas crises intermináveis, navegando em um mar de incompetência. O mesmo vale para o Fluminense. A Ponte Preta tem sido mais valente e brigadora que Corinthians e Fluminense e pode escapar jogando em casa. Palmeiras e Atlético Paranaense correm risco, mas pela entrega, a raça e o amor que mostraram nesse domingo, mostraram que têm caráter para escapar. O drama ficará por conta das últimas rodadas.

3 comentários:

Thiago Rolo disse...

Nori,

É a primeira vez que entro aqui no seu blog. Confesso: entrei no seu blog para criticá-lo devido ao comentário de que o AC não tinha feito falta no Aloísio. Porém vendo a atenção e o espaço que vc dá para as pessoas se expressarem, não posso criticá-lo e sim parabenizá-lo, continuo achando que o AC entrou com força desproporcional e com o pé muito alto, pondo em risco a integridade física do jogador, o que é falta para cartão amarelo.
Quanto ao campeonato, estou vendo muitos jornalistas falando que está ganho, eu discordo, o SP fará dois jogos muito difíceis fora de casa nas duas próximas rodadas, Grêmio e Figueirense, caso o SP pérca as duas a diferença muito provavelmente fique em dois pontos, já que o Grêmio pegará o Flu. Com a diferença em dois pontos, o campeonato fica em aberto, e uma pressão maior cairá sobre o SP, devido aos vices do ano, o tornará muito dificil o fim do campeonato para o SP.
Novamente parabéns pelo blog e pela atitude!!
Abraços

E-mail: thiagora@ibmecsp.edu.br

annaclbarros disse...

Noriega,o Vasco esta a 5 pontos do Santos mas e o azarao nessa ultima vaga da Libertadores.Vai disputa-la com o Parana,eu acredito. Abraco,Anninha

rubens disse...

Pô, Nori, muda o disco (ou CD...) e fale de outro tema que não o futebol. Sugestão? a história da pizzaria com o Menon e a irmã da Cattai, sempre fantástica...
abraços!