segunda-feira, fevereiro 01, 2010

Um Fla-Flu para

o mundo aplaudir


Não vi o jogo e tenho certeza que perdi um momento histórico. Esse Fla-Flu do 5 a 3 para o rubro-negro é daqueles jogos que o mundo do futebol precisa ver, aplaudir, rever e aplaudir de novo. Lembro-me apenas de um jogo com uma vitória parecida. O 4 a 3 do Vasco sobre o Palmeiras numa final de Copa Mercosul, depois de estar perdendo por 3 a 0.

Desta vez, o Império do Amor derrubou as trincheiras da ótima defesa tricolor e saiu de um 3 a 1 contra para um 5 a 3 consagrador.

Ano de Copa é assim mesmo, todo mundo que sonha com uma vaguinha no voo do comandante Dunga tenta comer a bola. Vágner Love e Adriano estão voando e a temporada só começou. Fico imaginando o que poderia ter acontecido se o Fred tivesse jogado. Seria um temporal de gols, com o perdão do trocadilho em tempos de tanta tragédia.

Enfim, foi um Fla-Flu como há muito não se via e, tomara que se veja sempre.

O Gigante Baixinho

Jorge Henrique lembrou Romário contra a Suécia em 1994- sem comparações, apenas uma lembrança. Subiu de maneira improvável para seu 1m69 e pôs fim a quase quatro anos sem vitória do Corinthians sobre o Palmeiras.

O fim do tabu foi o fato de um jogo que prometeu muito e cumpriu pouco. O Corinthians ainda não saiu do papel e vive de dois titulares absolutos com fôlego incomparável: Jorge Henrique e Elias. Por mais badalados que sejam os novos contratados, são eles os donos do time. Roberto Carlos deu uma entrada desnecessária e exagerada e foi bem expulso. Mano Menezes segue a passos largos para se transformar no grande treinador brasileiro da nova geração.

O Palmeiras tem um bom time quando está com os 11 titulares. Encara qualquer outro time brasileiro. Mas se perde uma peça, se complica. Se uma dessas peças for Diego Souza e Cleiton Xavier, se perde. Não jogou mal, é verdade. Mas não tem força no ataque. Na verdade, ainda não tem ataque. Precisa encorpar como elenco. Muricy é muito bom técnico e pode fazer o time render mais se tiver mais e melhores jogadores nas mãos. Não reconhecer que o elenco é limitado é miopia dos dirigentes palmeirenses.


Sul Vermelho

O Inter levou o primeiro Gre-Nal de 2010 e segue sendo, para mim, o mais completo elenco do futebol brasileiro em termos de opções e distribuição de jogadores por setor da equipe.

4 comentários:

Alessandro R. C. disse...

Eu, como torcedor gremista, sinto muita inveja da superioridade do Flamengo. É o melhor time brasileiro do momento e está num momento muito feliz e sem "oba oba".

Não se cansaram de ganhar e vão querer mais até não poderem mais...

Já sobre o Inter, ele sempre tem o melhor elenco mas nem sempre comprova.

Carlos Leonam disse...

Bem comentado, Nori. O Fred fez falta mesmo. Diz o Cuca que dava para ele entrar, mas que o jogo não era decisivo, e resolveu poupá-lo. Cuca precisa aprender que todo FlaFlu é decisivo, antecedeu ao Nada, como dizia Nelson Rodrigues. Pet saiu dizendo, ridículo !!!, que o resultado do primeiro tempo fora um roubo. Viu-se o motivo. Ele não jogara nada e sabia que o Andrade ia tirá-lo. Com o que o Fla ganhou o meio-de-campo e o jogo.

Arlindo Silveira disse...

Como Colorado, não concordo com vc qdo diz que o Inter tem o elenco mais completo do Brasil! Acho que no ataque precisamos de alguém com maior capacidade de decisão. Não sei se o Kleber Pereira irá cumprir este papel, espero que sim! Quanto ao Alecsandro, acho ele um bom jogador, mas não é um "craque", pois depende muito da assistência dos outros. Quanto aos Gremistas, só tenho a dizer que apesar do Inter não ser o melhor elenco, o que temos basta para ser o melhor do RS, pois nos últimos sete GRENAIS, seis são vitórias do Inter e uma do Grêmio.....

António Pista disse...

Que jogaço de Adriano e seus companheiros, o Flamengo vai ser um caso sério em todas as competições que disputar!

http://aguia-de-ouro.blogspot.com/