quarta-feira, fevereiro 17, 2010

Ronaldinho: no meio do

caminho tinha o Rooney


O cenário era perfeito para Ronaldinho Gaúcho. Oitavas da Liga dos Campeões, adversário poderoso, o Manchester United, jogo na casa do Milan. Terça-feira de Carnaval, sem jogos na Tv brasileira, enfim, todas as atenções futeboleiras, inclusive a do Dunga, estariam voltadas para ele.

Até que Ronaldinho não foi mal. Longe disso. Fez um gol, poderia ter feito outro, participou, tentou, lutou. Só esqueceu de combinar com Wayne Rooney, outro craque, que desfilava pelo time inglês. Rooney, candidato a estrela da Copa da África, roubou a cena e fez a festa nos 3 a 2 dos ingleses sobre os italianos.

A seu modo, Rooney também joga muita bola. É forte como um touro, mas é matador. Define com maestria, embora também saiba o que faz fora da área. Evoluiu demais taticamente. É, hoje, o Luís Fabiano do English Team. Respaldado por gente boa de passe como Beckham, Gerrard e Lampard. Olho nesse time daqui a quatro meses!

Mas o assunto é Ronaldinho. Convocá-lo ou não? Eis a questão.

A melhor notícia no que se refere a ele é que voltou a jogar profissionalmente. Antes disputava peladas desinteressado. Agora é atleta de novo. Como é diferente, pode, sim, estar no grupo. Mas, diabos, o que fará o líder? Não é fácil a vida de Dunga. Enquanto Ronaldinho curtia sua ressaca de bola muita gente dava duro e ajudava Dunga a se sustentar no cargo. Como virar as costas para essa turma? Futebol é momento? Futebol é sequência de trabalho, é passado, presente e futuro?

Se o Rooney não tivesse se metido nessa história, talvez fosse mais fácil para o Dunga decidir.

Em tempo: judiação com o Dida achar que ele falhou no gol do Scholes. O cara erra o chute, a bola bate na canela e vai, caprichosamente no cantinho. Que culpa pode ter o Dida, que estava posicionado pra pegar o chute se o cara acertasse.

3 comentários:

António Pista disse...

Mas que confusão estão dando os penalties marcados por aí!

As paradinhas já estão virando qualquer coisa fora do comum, e nada boas para o futebol.

Qual a opinião da generalidade dos adeptos brasileiros por aí?

http://aguia-de-ouro.blogspot.com/

Silvio disse...

Ronaldinho é um bom jogador, infelizmente só isso, sabe muito pouco de futebol, como se empenhar para o time, ajudar o time, correr atrás da bola, tentar fazer/buscar jogadas, enfim, mora num pedacinho do campo e dali não sai... sabe driblar, fazer macaquices como uma foca amestrada, isso é futebol? melhor quem é objetivo e ajuda de verdade o time a ganhar, ou pelo menos tenta.

Daniel disse...

O dida tem culpa sim de ser tao azarado. Pelo amor de Deus, o chute errado foi mais certeiro que o certo. Vai ser azarado assim no Milan.