quarta-feira, dezembro 02, 2009

Desabafo de um corintiano


Dando sequência à série de desabafos aqui publicados, agora é a vez do Rodrigo Mendes, corintiano, que me autorizou a reproduzir a mensagem que mandou para o blog.

Taí, Rodrigo, e obrigado pela colaboração.


Caro Nori, antes de mais nada, acho que devo me apresentar. Sou um simples cidadão brasileiro, trabalhador, pai de família, com 32 anos, do interior de SP, corinthiano de coração.

Muito tenho lido sobre a ética no esporte, a honra, etc etc. enfim, o fato de entregar ou não uma partida.

Quero deixar meu comentário sobre esse assunto. Como cidadão brasileiro, não gosto da manipulação dos resultados. Acho uma falta de respeito com os torcedores, que só insistem em continuar acompanhando seu time por uma única razão - ou melhor, a falta de razão, que seria o amor incondicional para com o clube.

E num país onde os políticos demonstram que a corrupção está cada vez mais enraizada, seria de se estranhar o futebol, que gera milhões de reais para algumas poucas pessoas, não fosse vítima da famigerada corrupção. Mas, como somos apaixonados pelo time, prefirimos acreditar que isso não existe, ou fingir que não foi nada tão sério.

Agora, como um torcedor que sou (e não sou fanático), tenho de admitir: o fato de, digamos, não ajudar um time rival não me deixa tão injuriado assim. Falando especificamente do São Paulo, nós, os torcedores (pelo menos todos com quem conversei) não acharam ruim o nosso time perder para o Flamengo. Muito pelo contrário. E sabe por que? Porque nessa rivalidade (às vezes doentia) entre os clubes, a arrogância dos colegas torcedores são paulinos seria muito pior de "engulirmos" do que as reclamações de que entregamos o jogo.

Ora, o que nos deixa realmente injuriado, é quando nosso time precisa vencer por qualquer motivo (classificação, título, evitar rebaixamento, ou até mesmo quebrar ou manter tabus), e os jogadores não se empenham simplesmente para derrubar técnico, ou derrubar outro colega de elenco, coisas que também já testemunhamos e não teve tanta repercussão como a desses dias.

O fato de não se empenhar para prejudicar um rival, seria muito mais "justificável", se é que isso é possível, pois garanto que não seria somente para atender a interesses de alguns poucos, mas sim uma grande parcela da população. E ainda mais, e principalmente, em um jogo que não valia absolutamente nada mais para o time, a não ser o fato de diminuir consideravelmente as chances do rival.

Rival, aliás, que se tivesse feito seu trabalho direito, não precisaria se preocupar se os outros times fariam ou não seus deveres respectivamente. Se você desejar, pode incluir esse comentário. Não tenho problemas com isso. Um grande abraço, e continue com seu ótimo trabalho. Rodrigo Mendes.

7 comentários:

André Luís Nogueira disse...

Nori,
Além do que o nobre leitor escreveu, quero tocar no assunto por um prisma que ninguém fez até agora.
Todos reclamam da "possível entrega do jogo" pelo Corinthians.
O ditado "pau que bate em Chico, bate em Francisco" parece não valer mais.
Todos analisaram a vitória Flamenguista como um prejuízo aos demais pretendentes ao título nacional.
O problema é que ninguém pensou quão injusto seria para o Flamengo encarar o Corinthians jogando sério, como se final de campeonato fosse, só pra "agradar" os demais.
Digo ser injusto, pois, caso pegasse o Corinthians no meio do turno provavelmente venceria por seu méritos, além das deficiencias + relaxamento + displicência do Corinthians.
O Corinthians jogou exatamente o que vinha jogando desde o início do campeonato, mas a imprensa e adversários não acham injusto, o sonolento timão ganhar do mengo pelo dopping emocional.

Marretados, então, Chico e Francisco.

Antonio C. disse...

A lógica do futebol é ilógica exatamente porque ninguém sabe o que se passa nos bastidores do futebol. Entao, apontar como 100% certo que um time irá ganhar do outro é arriscado. Você arrisca seu salário que o Fla vai ganhar do Grêmio? Você arrisca seu carro dizendo que o SP vai ganhar do Sport?
Todo mundo diz que esses dois jogos são barbadas... mas eu não vejo assim.
De repente o Sport fica mais fechado do que a casa das moedas do Tio Patinhas, um chutão doido e pimba – gol no contra ataque.
O Grêmio decide que vai correr, os meninos novos querem mostrar serviço. Quem garante que um chute que o cara tenta errar e acerta? Quantas vezes a gente vê um cara querendo cruzar e a bola entra no ângulo? Pode acontecer o mesmo, o cara vai chutar para fora e acerta o canto do goleiro. Flamengo nervoso, torcida gritando feito doida. Pimba, lá se foi o campeonato – Inter campeão.
No basquete tem mais lógica. Se o Lakers jogar 10 vezes com o time de basquete do Londrina, ganha as 10 vezes. No volei não tem essa lógica. O Brasil não perdeu da Venezuela?
Acho ainda que tem outro componente que quase não se fala – a vergonha.
Imagine o filho do jogador XYZ chegando na escola e o torcedor do Inter diz pro menino: Seu pai entregou o jogo ontem. Ele não tem caráter.
Não foi isso que de repende russuscitou o morto Goiás? Durante boa parte do segundo turno perderam para todos, mas ei que de repente os filhos estavam sendo cobrados nas escolhas e ... pronto... raça pura, roubam pontos e... agora podem andar com a cabeça erguida nas ruas.
Olha o futebol só é inocente nos olhares dos torcedores que não são das torcidas organizadas... fora desse universo só tem cobra criada.
Abs
Antonio C.

Gilson Gustavo disse...

Oi Nori, essa questão final do campeonato tem atrapalhado o que foi um dos campeonato mais legais dos últimos tempos. Sou flamenguista e meu maior receio é o atual time sentir o peso e a expectativa da torcida contra o Grêmio da mesma forma que aconteceu com o Goiás. Para mim só isso é que tira o título do Fla.
No entanto, a conversa gira em torno do Grêmio e de sua disposição em jogar no domingo.
Fico pensando se o Flamengo empatar com o Grêmio, o Palmeiras e o Inter perderem. O Sport, rebaixado há muito tempo e com uma rivalidade com o Fla, na qual o presidente do clube de Recife diz que processará quem chamar o Flamengo de Hexa vai jogar para valer? Sinceramente duvido.
Se acontecer do SOFC fazer 3 a 0, posso dizer que o título do São Paulo estará manchado? Creio que não.
Só queria fazer esse registro.

cassia disse...

Rodrigo corinthiano que em 2004 o São Paulo jogou serio como deve ser todos os times e SALVOU o corinthians da serié B mesmo eles não tendo feito o seu papel como diz o torcedor Rodrigo.
O São Paulo não está pedidno para time nenhum ganhar por ele,apenas que se entre em campo A SERIO assim como ele em 2004.

Jesus The Lord disse...

Desabafo de um cruzeirense:

Quero desbafar o que está entalado no peito, pois ninguém fala:

O Cruzeiro é o melhor time brasileiro do MUNDO no ano de 2009, mesmo perdendo a Libertadores...

O Cruzeiro foi o único time que, com o ingresso mais barato (geral) a 50 reais, botou mais de 64 mil no estádio (final Libertadores), com o valor dos ingressos estando em média a 90/100 reais (final de Libertadores) - não estou falando de geral a 25/30 reais não.

O Cruzeiro foi o time que mais se desmanchou no ano de 2009, mais até que o Corinthians, depois de um vice na Libertadores...

O Cruzeiro foi o único time que ganhou do tão badalado Flamengo ("virtual" campeão) esse ano, dentro e fora de casa no Brasileirão...

O Cruzeiro foi um dos times que mais ganhou jogos, jogando com vários jogadores a menos nesse ano no Brasileirão...

O Cruzeiro é o time com maior invencibilidade fora de casa no Brasileirão...

O Cruzeiro foi o único time no mundo que massacrou o "RIVAL" na final de um campeonato, dois anos seguidos, pelo mesmo placar (5x0), perdendo no total dos estaduais apenas 1 jogo (esse ano foi invicto)...

O Cruzeiro foi um dos times que mais perdeu jogadores por contusão esse ano de 2009 (ultrapassa o time titular completo...)

O Cruzeiro foi o único time que disputou boa parte do Brasilerão com o time juniores, mesclado com alguns reservas "sem" luxo...

O Cruzeiro é o time que mais demorou a engrenar no Brasileirão esse ano, após a perda das Américas...

O Cruzeiro foi o time (juntamente do Flu e Fla) com reação mais fantástica no Campeonato, mesmo depois de estar na zona de rebaixamento, após ser "dilacerado" numa final de Libertadores...

... e mesmo assim é o único time fora do G4 que ainda está disputando uma vaga na bendita competição!

E NINGUÉM FALA NADA DISSO!

Obrigado Noriega!
Abraço!

Rodrigo Mendes disse...

Oi Cassia,

Realmente, em 2004, o Corinthians não fez a sua parte, e foi beneficiado com a vitória do São Paulo. Mas lembre-se que o São Paulo ganhou do Juventus, lanterna da competição. Se tivesse entregado o jogo (não sei se havia intenção ou não), ficaria muito mais evidente esse tipo de manipulação do campeonato, algo que acredito que não interessava ao São Paulo, que na época, estavam na fase de classificação, e ele terminou em primeiro.
Portanto, as circunstâncias eram diferentes. Não venha me vender a idéia que o São Paulo é (perdoe-me o trocadilho) um time "santo". Infelizmente, time santo está na mesma categoria de Papai Noel, Coelhinho da páscoa e Saci pererê, ou seja, não existe.

IVAR LUIZ SCHMIDT disse...

NORI,APRECIO SEUS COMENTÁRIOS...COM RELAÇÃO A ESTA HISTÓRIA DO GRÊMIO "AFROUXAR" PARA O FLAMENGO,PENSO QUE ESTÃO ABRINDO UM PRECEDENTE PARA FUTURAS "VINGANÇAS" POR PARTE DE INTER,SÃO PAULO,E PALMEIRAS...ACHO QUE ESTRAGARAM FUTUROS CAMPEONATOS BRASILEIROS COM ESTA HISTÓRIA...MELHOR QUE O PESSOAL DO GRÊMIO FICASSE DE BICO CALADO...NÃO RECLAME NO FUTURO,TORCEDOR DO TRICOLOR GAUCHO,POIS VCS DE VEZ EM QUANDO ANDAM RONDANDO A ZONA DA MORTE...