segunda-feira, janeiro 12, 2009

O SER HUMANO TERIA FRACASSADO?


Sempre me pego perguntando isso a mim mesmo. Seria a nossa raça uma experiência que não deu certo? Alguém por aí, muito mais capacitado do que eu certamente, já fez essa afirmação. Sou um otimista por vocação e humanista por natureza e formação. Mas tem horas em que eu acho que nós, humanos, temos defeitos de projeto que são difíceis de corrigir.
Como entender que israelenses e palestinos, cuja origem é fundamentalmente a mesma, se metam nessa briga tribal há milênios? Ou aceitar que tanta gente morra por nada, por uma simples discussão de trânsito, por exemplo?
Fui a um observatório chamado Mamalluca, em Vicuña, Norte do Chile, durante as férias. Noite maravilhosa de lua cheia, lugar mágico, ar limíssimo, nebulosas se exibindo, galantes. São centenas de milhões de estrelas e, consequentemente, centenas mais de milhões de planetas espalhados pelo Universo. Com certeza há de existir uma raça melhor por aí. Por mais virtudes que tenha a humana, ela esgota suas possibilidades a cada dia num festival de horrores, desrespeito, poluição, futilidades. Acho que só nos resta mesmo vasculhar o céu.
Tell Me Why é uma canção pouco conhecida do Genesis, do álbum We Can´t Dance, de 1991. Mas, além de ser legal, tem perguntas que certamente cada um de nós faz quando se depara com a debilidade moral e intelectual do que somos. Abaixo:



Mothers crying in the street
Children dying at their feet, tell me why
People starving everywhere
There's too much food but none to spare, tell me why

Can you see that shaft of sunlight
Can you see it in my eyes
I can feel the fire that's burning
Anger and hope so deep
So deep within my heart
Before my eyes
For some it's too late
It seems there's no-one listening

People sleeping in the streets
No roof above, no food to eat, tell me why
See the questions in their eyes
Listen to their children's cries, tell me why

If there's a God
Is he watching
Can he give a ray of hope
So much pain and so much sorrow
Tell me what does he see
When he looks at you
When he looks at me
What would he say
It seems there's no-one listening

Who would think it still could happen
Even in this time and place
Politicians, they may save themselves
But they won't save their face
Just hope against hope
It's not too late

You say there's nothing you can do
Is there one rule for them and one for you
Tell me why

Listen can you see that shaft of sunlight
Can you see it in my eyes
I can feel the fire that's burning
Anger and hope so deep
So deep within my heart
Before my eyes
For some it's too late
It seems there's no-one listening

Hurry for me, hurry for me, they cry

Um comentário:

Humberto disse...

Nori, permita-me lhe fazer uma sugestão: crie uma "Rádio Genesis" em seu blog!
Seria fantástico relembrar as músicas dessa banda sensacional em seu blog.