quinta-feira, janeiro 24, 2008

VALDÍVIA

O tema é polêmico e, por isso, bom. Antes de mais nada, acho que o Valdívia, do Palmeiras, tem tudo para ser um grande craque. É inteligente, diferenciado, técnico e habilidoso. Pensa antes dos outros. Boa parte dos jogadores e técnicos de futebol com quem converso pensa o mesmo, o que mostra que ele chama atenção dos profissionais de sua área.
Valdívia ainda não se adaptou totalmente ao futebol brasileiro. Não tem a malícia natural do brasileiro, a manha, a catimba. Jogou no Chile, na Suíça e na Espanha, onde as coisas são muito diferentes. Tive a oportunidade de entrevistá-lo para a revista Placar e a impressão foi muito boa. Pareceu ser calmo, na dele, longe de ser metido ou mascarado.
Mas Valdívia já ganhou um selo no Brasil. Já foi marcado como jogador cai-cai, provocador etc. Por juízes, adversários e uma parcela da imprensa, com a qual não concordo. Trabalhei em Marília x Palmeiras. Valdívia foi duramente marcado. Uma única vez com deslealdade, no lance da expulsão do atleta do MAC. Embora eu entenda que na jogada em que é atingido no nariz pelo Vinícius o jogador do Marília devesse ser advertido com cartão amarelo.
Valdívia levou cartão amarelo num lance bobo. Muito porque já está marcado e também porque ainda não tem a malícia brasileira em todos os momentos. Naquele, ficou chamando a atenção do árbitro para a presença dos jogadores do Marília perto da bandeira de escanteio e acabou chamando a atenção para ele mesmo. Disse na transmissão que ele estava "pedindo" para tomar o cartão por causa disso. Contestável o cartão, claro. Mas também evitável se Valdívia fizesse o que fez logo depois, segurasse a bola com a rara habilidade que possui e, aí sim, gastasse o tempo com a bola em jogo.
O problema maior enfrentado por Valdívia agora é essa marcação injusta, essa pecha. Mania típica de brasileiro. Aquela coisa do fulana de tal é vagabunda, fulano é maconheiro, jogador tal é chinelinho, aquele outro é cai-cai. Poucas vezes essas acusações têm fundamento. Pior para ele por ser estrangeiro. O argentino Tevez sofreu com isso. Até mesmo alguns jogadores brasileiros se ofendem quando se elogia um estrangeiro.
Acho que o Valdívia é uma das raras fontes de espetáculo do futebol brasileiro atualmente. Seus dribles são quase sempre em direção ao gol e para retenção de bola no momento exato. Ele provoca os adversários? Nem tanto quanto um Marcelinho Carioca, um Leandro, um Beijoca. E isso faz parte do jogo, provocar e ser provocado, driblar e ser driblado. Esperto é quem escapa da provocação e quem não cai no drible e recupera a bola. Fácil escrever, mas já ouvi isso de grandes craques e apenas reproduzo.
Com Wanderley Luxemburgo Valdívia tende a desenvolver seu potencial e a entender melhor o que é o futebol jogado no Brasil, suas manhas, suas malícias. Discordo de quem não o considera importante para o Palmeiras. Acho que ele deve ser ainda mais importante e se firmar como ídolo conforme for se adaptando ao estilo de trabalho de Luxa.

BATE-BOLA

Infelizmente, alguns amigos que por aqui passam postam como anônimos. Essa resposta é para um deles, já que envolve o tema do post acima. É melhor para que todos possam ver.

Prezado anônimo, pode se identificar que o blog é democrático. Antes de mais nada, opinião cada um tem a sua e pode manifestá-la à vontade. Sobre suas opiniões, me permita rebatê-las. Vc só lembra do que discorda e que entende ser contra o seu time. Não comento contra nem a favor de time algum, apenas comento. Vc concorda ou não, mas não há intenção alguma de favorecer ou prejudicar. Por exemplo, vc não lembra que eu disse em dois lances de falta em cima do Valdívia que ambos eram para cartão. E que o jogador do Marília apelou e foi bem expulso. Só lembra do que vc acha que eu disse contra o seu time. Sua interpretação sobre o cartão é equivocada. Quando digo que pede pra tomar cartão, é porque o Valdívia está reclamando, retardando o reinício do jogo e os jogadores do Marília estão provocando essa situação. Faltou malícia a ele no lance. Não sigo ondas e talvez seja um dos comentaristas que mais elogiam o Valdívia. Portanto, não preciso em retratar. E volte sempre quando quiser opinar e, por favor, se identifique, fica mais claro pra conversar.

12 comentários:

Vanessa Michelin disse...

Muitos tem inveja dele. Sério mesmo, queriam ele em seus times e então falam "coisas" sobre o Mago. Não preciso falar mais nada sobre ele, tenho 19 anos e embora fosse bem pequena na época, me lembro muito bem do Palmeiras de 96, lá eu tive meu primeiro ídolo: Djalminha.

Vi o Palmeiras ser campeão e vi ser rebaixado, chorei de alegria e de tristeza, xinguei técnico, elogiei, tive muitos ídolos; Zinho, Evair, Arce, Galeano, Alex, São Marcos, Rivaldo e até Paulo Nunes. Eu não tenho medo de dizer: Valdivia é meu ídolo. Não conquistou títulos? E daí? Poucos eu vi jogar com a vontade que ele joga, se empenhar tanto por time que ele nunca teve ligação, comemorar como comemora nos gols, e chorar. Eu vi ele praticamente chorar aqui, em Sorocaba, quando acabou o jogo e o Palmeiras não foi pra fase final do Paulista, e também contra o Atlético-MG.

Pode ter certeza, vou ver esse cara campeão aqui e vou ter orgulho de exibir meu pôster com o tal camisa 10 na foto.

Abraços, sou sua fã Noriega

Blog do Ademar disse...

Nori, eu concordo contigo em quase tudo. Por ser setorista do Palmeiras, desde julho de 2007, eu trabalhei em praticamente todos os jogos da equipe de lá para cá. Que o Valdívia é caçado em campo em quase todos os jogos, eu entendo que está constatado. Todo mundo está vendo. O problema é que ele provoca muito, reclama sempre, abre os braços e o árbitro acaba entendendo que ele está jogando a torcida contra o trio de arbitragem. Não concordo com o jogo violento e gosto de ver o Valdivia jogar. Mas ele precisa parar de ser manhoso, chorão e nervoso. Aposto que se ele não tivesse sido expulso contra o Vasco, em um lance bobo, que o tirou de campos em cinco jogos, que acabou sendo diminuido para quatro, o Palmeiras estaria na Libertadores. Com ele em campo, o time não negaria fogo na reta final do Brasileirão. E o Valdivia precisa saber da sua importância para o time. Porém, o Luxemburgo, a meu ver, vai conseguir acabar com as reclamações constantes do Valdivia.

Abraço, Luiz Ademar

Pascoal disse...

Nori,

O Valdivía é um jogador diferenciado mesmo, mas tem que se acostumar com a marcação individual. Depois do Brasileirão que ele fez ano passado, todos os jogos que ele entrar vai ter alguém colado nele. Ele tem que aprender a lidar com isso e não ficar bravinho, acho que falta a ele a malícia que você falou. Se ele não jogar com o Luxa, não joga com mais ninguém aqui no Brasil.

Victor disse...

Nori , não acha que o cartão amarelo que o Valdivia recebeu foi injusto ? Se alguém estava tentando retardar a partida este seria o Leandro que estava com a bola e cobraria o escanteio.Mas , como o Valdivia está sendo perseguido pela arbitragem , acabou pagando o pato.

Nori disse...

Victor, acho que faltou malícia ao Valdívia. Com a bola nos pés ele faria o tempo correr, conseguiria outras falta e irritaria mais o adversário. Com a bola parada, ele ficou sinalizando e chamando a atenção do árbitro, que escolheu o caminho do cartão (contestável) para mostrar a autoridade que ele na realidade não teve durante o jogo.

Anônimo disse...

Nori,o Valdívia está longe de ser um grande craque, inclusive na seleção chilena(que não é lá grande coisa) é dispensável(e quando foi pra lá se comportou como um moleque)...Acho que apenas os palmeirenses têm essa sua visão de que ele é um grande jogador,mas gosto não se discuti, agora é indiscutível o quanto este rapaz é cai-cai e esquentado.Impressionante
o quanto ele usa o cotovelo, foi flagrado pelas camaras várias vezes...Os juízes de fato devem ficar de olho nele pois é um jogador que sempre arruma confusão.
Se ele não se concientizar e os palmeirenses ficarem adulando ele achando que ele é perseguido creio que ele não irá muito longe no futebol, da seleção do chile ele já está cortado pelas suas travessuras e se ele quiser um dia jogar em um clube grande,acho bom mudar muito pois o comportamento é um dos pontos analisados pelos clubes ao contratarem atletas...
Abraços!!
Leonardo!!!

Bruno disse...

No lance do cartão, tive o cuidado de ver o VT, quem está para efetuar a cobrança do escanteio é o Leandro, é nítida a intenção de "fazer cêra", e justo seria o cartão se fosse dado ao Leandro. Mas o rótulo está dado, e toda transmissão é reforçado. Veja no clássico, que Alnaldo César Coelho criticou Valdivia por ter "cavado" uma falta, mas o mesmo Coelho não se indignou quando Adriano deu uma cotoveldada no chileno. Não são todos, mas esta perseguição a Valdivia (pelos adversários que desferem-lhe golpes e pela imprensa que o chama de cai-cai) tem muito de xenofobia, é comum ouvir "gringo folgado", "este chileno tem que falar menos e jogar mais". Talvez a habilidade do "chileno" incomode excessivamente alguns brasileiros.

pedro disse...

Nori,

Entrei pela primeira vez em seu blog. Não tenho cabo, não te conhecia mas gostei do seu post.

Posso até comprar a tese de que o Valdívia pediu para levar o cartão. Mas ele levou por que é o Valdívia, ou seja, está marcado, houve perseguição. Pois o Leandro não pediu para levar e não levou? Quantas vezes você já não viu algum jogador pedindo para levar e o juiz dá mais uma chance. Não vi o jogo, não posso dizer. Mas se esse foi o único lance em que o Valdívia "pediu para levar" um cartão, o juiz foi rigoroso demais!

Eu li que o juiz disse em entrevista que no lance do chute no nariz ele achou que o Valdívia foi imprudente e estava querendo cavar a falta como em outras vezes. Se isso não é uma certa predisposição não sei o que é.

Aproveitando a sua paciência, você sabe por que o Valdívia levou cartão contra o Santos? Eu não entendi se foi por reclamação ou pela suposta falta que ele fez. No meu entendimento não foi falta mas a TV mostrou rápido demais. Mesmo que tenha sido falta não entendi como falta para cartão. E o juiz não fez o gesto claro de que era uma atitude repedida (sei lá, talvez ele estivesse sempre segurando o marcador).

Abraços,
Pedro.

Anônimo disse...

Nori, sua opinião de hoje no Arena foi lamentável...O São Paulo foi claramente prejudicado pelo péssimo árbitro e você vem falar que o Joílson merecia ter sido expulso???Você viu o lance, na verdade a falta em que o Joílson tomou cartão foi falta do corinthiano que deu um carrinho criminoso nele...O penalti no Dagoberto era pra cartão logo expulsão do Chicão que já tinha amarelo,o gol anulado do Adriano foi brincadeira...A opinião do Milton Leite era previsível pois é sempre contra o tricolor, segue o jornalismo feito pela Milly...Por que vocês não seguem a linha de profissionais como o Armando Nogueira e o próprio Marco Antonio Bodão que mesmo sendo corinthiano é totalmente imparcial...Lamentável
o que aconteceu no Arena...O São Paulo está correto e correndo atrás dos seus interesses!!Por ter esta diretoria e pessoas sérias é que o time não se vende a nenhuma parceria e não tem seu nome envolto em escândalos de arbitragem e compra de partidas(vide corinthians/MSI e palmeiras/esquema parmalat)...
Abraços e espero que você mude de opinião quando assistir o jogo pois foi muito claro...O Sálvio sempre interpreta contra o tricolor inclusive avisei isso antes da partida pro pessoal que assitiu o jogo comigo...E num deu outra!!

Nori disse...

Lamentável é achar lamentável uma opinião só porque você não concorda. Isso porque a maioria da opinião está de acordo com o que você pensa e afirma que o seu time saiu prejudicado pelos equívocos que eu vi na arbitragem. E os que não viram equívoco algum? Quem é imparcial, só quem pensa como você? Ou quem é parcial, você que só vê o seu lado da opinião? Reflita e transforme seu fanatismo apenas em uma saudável paixão.

alberto disse...

Como todo jogador, Valdivia tem suas qualidades e seus defeitos. Mas creio que pelo fato de ser estrangeiro e por ser o principal jogador do Palmeiras, faz com que sobre ele recaia uma xenofobia.

Anônimo disse...

Esse anônimo tá achando que é quem?! Achei gol legal do Adriano e pênalti no Dagoberto (que é o cara que mais simula faltas no Brasil). O time dele foi o mais beneficiado do Brasil em 2007. É só ver quantos pontos o São Paulo ganhou no Brasileiro por erros de arbitragem. Não tô dizendo que não seriam campeões, mas foram beneficiados varias vezes e disparam na frente. Vc é o títico torcedor "cego", só quer ver o lado do seu time. O Joílson solou o corintiano e o Richarlysson era pra ter sido expulso sim, aliás, esse último vem batendo até na sombra ultimamente. Vc queria que todos concordassem com sua opinião cega?! Ainda vem falar de compra de partidas, como vc soubesse de algo. Vamos falar que os erros a favor do SP são arranjados também?! Quem é o SP pra reclamar dessa forma sobre arbitragem?! Acorda, rapaz!
Ass: Cleber