terça-feira, dezembro 11, 2007

MINHA LISTA DE 2007 E
MINHA LISTA PARA 2008


2007 daqui a pouco será história. Foi um bom ano profissionalmente, embora sacrificante no aspecto pessoal. Odeio listas, mas confesso que paro para ler qualquer uma que seja publicada, em jornais, revistas, internet. Sobre música, filme, esporte, política. Estranha relação essa entre ódio e amor.
A minha lista para 2007 aponta os destaques de um bom ano. A de 2008 os pedidos e desejos para um grande ano e, principalmente, um Brasil e um mundo melhores.

GRANDES MOMENTOS DE 2007


- Santos x Grêmio pela Libertadores, o melhor jogo que vi no ano

- a derrota de Hugo Chávez no plebiscito sobre a mudança constitucional

- a Seleção de futebol feminino do Brasil

- a torcida de volta aos campos no Brasileirão

- o Brasil consolidando a democracia, apesar dos problemas

- o show do Genesis em Chicago, no histórico (pra mim), 3 de outubro.

- minha família, todos os dias

- os 3 a 0 sobre a Argentina na final da Copa América

- o Pan do Rio foi bem legal

- o declínio do império americano puxado pela queda do dólar


PEDIDOS PARA 2008


- muita paz, saúde e felicidade pra todos

- minha família em paz, com saúde e feliz

- mais educação formal e informal para os brasileiros. Principalmente nas ruas

- que a preservação ambiental deixe de ser moda e vire prioridade

- pelo amor de Deus, menos violência

- um Brasileirão tão disputado como o de 2007, mas melhor tecnicamente

- algumas medalhas olímpicas

2 comentários:

Guillermo disse...

Inverte aí Noriega... O melhor jogo foi GREMIO v. Santos no Monumental. Um show de bola onde o Santos não viu a cor da bola. O outro jogo foi após o gol do Diego só pra segurar o resultado e no fim tivemos que ouvir o choro (de novo) do Luxemburgo.

Abraço e DÁ-LHE GRÊMIO!!!

Silvio disse...

Nori, já que você começou com esse papo de lista, tomo a liberdade de mandar a minha:

- A cara do Cereto no vestiário dos gambás depois da derrota para o Vasco no Pacaembu;
- O Milton Leite lívido, passando a mão sem parar no pouco cabelo que lhe resta, depois do mesmo jogo contra o Vasco;
- A frase "time grande não cai", dita por um montão de "jornalistas" (Sportv inclusa);
- O Jonas, que só fez m... no Santos, mas marcou um golaço contra os gambás;
- O grito de gol desanimado do Cléber Machado quando o Jonas fez de cabeça;
- O Betão escondendo o rosto e correndo para o vestiário;
- A cara de c.. do Chico Lang no Mesa Redonda após a queda;
- O texto choroso da Marília Ruiz um dia depois do nabo;

PQP, que ano maravilhoso!!!!!!!!!
Abraços,
Silvio