quinta-feira, junho 07, 2007

RESSURGE O GRANDE FLUMINENSE


Sempre é boa notícia para o futebol brasileiro que um grande volte aos tempos de glória. Com todo o respeito que merece o Figueirense, é uma dádiva para o futebol do Brasil que o Fluminense volte a ser campeão, figure novamente como um time forte e vencedor. De tanto bater na trave, finalmente o Tricolor das Laranjeiras chegou lá. Completa-se, enfim, um ciclo de recuperação, no qual o Fluzão saiu do fundo do poço, da Terceira Divisão, com algumas passagens algo vergonhosas para a sua história, como o champanhe da virada de mesa, e um novo título fecha este capítulo. Resta aos homens que comandam o futebol do outrora aristocrático e agora popular Fluminense não cair na tentação da soberba e monte um time forte e competitivo para a Libertadores. Isso, claro, sem abrir mão do Brasileiro.

NOITE MEMORÁVEL NA VILA

Foi daquelas noites que servirão de argumento para quem, como eu, prefere um bom mata-mata, um jogaço elminatório, a um certo enfado que acomete as competições de pontos corridos. Tudo podia acontecer na Vila Belmiro e quase tudo aconteceu. Durante alguns minutos, pairou sobre o estádio que viu nascer Pelé - que, aliás, lá esteve com toda sua majestade - o silêncio da incerteza. Um gol do Grêmio sepultaria o sonho santista. Um gol santista acabaria com a imortalidade gremista. Jogo eletrizante, de raça, superação e belas jogadas. O Santos foi estóico e o Grêmio, guerreiro.
Discordo - embora respeite - da reclamação de Luxemburgo quanto à falta de Diego Souza em Adaílton. Para mim, não houve nada, lance normal de jogo. Sandro Goiano, sim, poderia ter sido expulso pelo tapa em Renatinho (esse, aliás, um lutador incansável). A reclamação de Luxa, me parece, ainda era eco pelo pênalti mal marcado de Ávalos na Vila. Mas e se lembrarmos do pênalti não marcado exatamente em Sandro Goiano, lá no Sul? Enfim, nada a contestar na classificação do Grêmio. Que, se quiser ser campeão, precisa tomar menos sufoco fora de casa, ou ser mais artilheiro em Porto Alegre. Resta ao Santos agir rápido, não se deixar abater pela ressaca da eliminação, e tentar remontar um time que, ao que parece, será desmontado. A reação amorosa do torcedor santista parece oferecer crédito para isso.

7 comentários:

Anderson disse...

Discordo, não é só porque o Fluminense ganhou a Baba do Brasil que voltou a ser grande, vamos ver em qual 10º e alguma coisa vai acabar no campeonato Brasiliro.

Márcio Carvalho disse...

Noriega,acompanhei o jogo com você e o Jota.Os comentários que eu ouvi foram muito precisos,como sempre. Digo "os que ouvi" pq no 2° tempo o nervosismo me impedia. Mas tudo deu certo. Agora,antes da outra semi-final prefiro enfrentar o Cucuta,mas com uma vitória por 1 a 0 do Boca.

PS: Foi em você que o Milton deu o chapéu do golaço que comentaram ontem??Ou quem foi??Que beleeeza!

Abraços!!

Nori disse...

Márcio, felizmente não foi em mim o chapéu. Mas foi um golaço!!!

Juliana disse...

Olá,Nori!!!
Acho que vai ser muito difícil para Grêmio ou Boca conquistar essa Recopa. Eu,sendo colorada,obviamente vou torcer para os argentinos,assim como torci para o Santos assitindo a ótima transmissão com você e o Jotinha.
Fiquei muito feliz com a Recopa,principalmente por ver de novo o Inter do ano passado,o INTERNACIONAL CAMPEÃO.E que com a recuperação da confiança,recuperemos os pontos no Brasileiro.
Ah,se puder,diga ao Milton que foi ótima a transmissão de ontem!Adorei!!

Beijos!!!

Danilo Damasceno disse...

Nori é a minha primeira vez em seu blog, e desde já te parabenizo é muito bom!Sobre o Flu acho que essa taça vem demonstrar que o futebol carioca começa a ressurgir, vem mostrar que os pés nos chão dos clubes e aposta em tecnicos por um periodo maior de trabalho.Já o Gremio esse sim mereceu a final, não por ser melhor que o Santos mas por ser guerreiro em 180 minutos e não só em 90 como foi o Santos!abraço

AlexSA disse...

Olá Nori... Parabéns ao Grêmio pelo vice da Libertadores... Já o Fluminense nem dá pra falar nada, a Copa do Brasil não poderia dar vaga para a Libertadores, é um torneio ridículo, mas os tricolores cariocas nada têm com isso, bateram o fraquíssimo Figueirense e levaram o caneco... Na verdade, a Copa do Brasil foi feita para dar vaga aos cariocas para o Libertadores... Há quanto tempo um carioca não fica entre os 4 do Brasileiro?

AlexSA disse...

Olá Nori... Acho que a seleção jamais teve um técnico tão sem prestígio como o Dunga... Até o Zé Roberto (um "Zé", nunca venceu nada de relevância), pediu dispensa da seleção... O Dunga se lascou nessa, fica falando que o "Fenômeno, Ceni, Adriano, nada têm a provar, ele sabe que pode contar com eles", então por que chiar se o Kaká e o Ronaldículo pedem dispensa? Por acaso eles têm algo a provar? Esse discursinho programado dele não tá com nada, esperava mais do Capitão, ele é muito fraco, confuso e prolixo, o contrário do então Capitão do Tetra...