sábado, agosto 26, 2006


ESPORTE É CULTURA


A foto aí ao lado é uma singela homenagem à fantástica equipe de esportes da TV Cultura nos anos 70 e 80.
Credibilidade, informação, inovação e seriedade foram as marcas daquele time que entrou para a história. Grandes jogos, os clássicos teipes das noites de domingo, a sacada de criar um noticiário esportivo no horário do almoço, o É Hora de Esporte. Além da primeira revista eletrônica esportiva da TV brasileira, o Esportevisão, sempre aos sábados. Ou ainda o ótimo Esporte Opinião, às segundas-feiras.
Tenho o maior orgulho de saber que meu velho, o grande Luiz Noriega, foi o criador e condutor de boa parte desse time, ao lado de gente da melhor qualidade, como Carlos Eduardo Leite, Pedro Tadeo, José Carlos Cicarelli, Orlando Duarte, José Góes, Jõao Zanforlim e uma equipe técnica de primeiro nível.
Deixou saudade.

36 comentários:

Edu Cesar disse...

Que beleza de relíquia, Noriega, muito bom mesmo! E a título de curiosidade, o nome do debate de domingo da TVE Brasil (RJ) é "EsporTVisão", não sei se inspirado nesse da Cultura.

Luiz Fernando Bindi disse...

Nori, que maravilha essa foto!! Me lembrou grandes momentos da minha infância... Puxa.. chega a me emocionar, rapaz!

Anônimo disse...

como acompanhei esse time da Cultura....
marcou época da minha vida...
sou fã de todos eles, e é claro do mestre Luis Noriega.......

jota júnior disse...

assino por baixo do que escreveu o "anônimo".....
bateu com o que eu escreveria.....
grandes momentos aqueles.....

Carlos Cereto disse...

Gostaria de ter visto esta equipe atuar. As vezes acho qeu nasci na época errada.

Milton Leite disse...

Minha formação esportiva (e até jornalística, por que não?) passou por esta equipe da Cultura. Eu me lembro das transmissões ainda em preto e branco, no começo dos anos 70. "Taí o primeiro gol..." frase do Noriega Pai faz parte do meu imaginário de garoto que começava a se apaixonar por futebol.

Ricardo Capriotti disse...

Nori,
sou mais um dos milhares de saudosistas dessa equipe fantástica. Quantos pratos de comida devorei em frente a televisão só para não perder um minuto do "É Hora de Esporte"...
Obrigado por matar saudade da minha infância.
Abração!
P.s. Estou te vendo sempre, até de manhãzinha! Parabéns!

O Elton disse...

Nossa!
Relembrei bons momentos.
Aliás, por onde anda o José Carlos Cicarelli???
Um baita narrador, diga-se de passagem.

Abraços

Vander Luiz disse...

A equipe da Cultura marcou muito a minha infância. A abertura do programa era fantástica com um desenho animado que terminava com um gol de bicicleta. Um detalhe: na minha cabeça o Esportevisão era apresentado segunda-feira à noite - espaço que passou a ser do Roda Viva. Lembro inclusive de um programa onde o convidado foi o Ayrton Senna em início de carreira.

Vander Luiz

roque citadini disse...

Que equipe ! Santo Deus como podemos ter retrocedido tanto. Era um prazer assistir os jogos pela Cultura. Saudade! Muito mais que isso.Inveja ,mesmo em epoca que o Corinthians perdia tanto.

Renato Zichia disse...

Velho e bons tempos Nori! Era uma enorme felicidade ver jogos com essa equipe. Procuro por vídeos de jogos dessa época pra matar saudade. Quem sabe eu encontro. Grande abraço!

Nori disse...

Vander, aquele era o Esporte Opinião, sempre às segundas-feiras. Teve edições históricas, como a do choro de Dadá Maravilha, contando que viu a mãe morrer queimada.

Nori disse...

Vander, aquele era o Esporte Opinião, sempre às segundas-feiras. Teve edições históricas, como a do choro de Dadá Maravilha, contando que viu a mãe morrer queimada.

Nori disse...

Vander, aquele era o Esporte Opinião, sempre às segundas-feiras. Teve edições históricas, como a do choro de Dadá Maravilha, contando que viu a mãe morrer queimada.

Edu Cesar disse...

Pra quem tinha perguntado sobre o José Carlos Cicarelli, ele atualmente é mestre de cerimônias de solenidades e assessor de imprensa, pelo que li na página dele na "Que Fim Levou?" do site do Milton Neves - no programa do qual, na Rede Mulher, esteve dia desses o Noriega pai, em ótima participação (o Milton falou muito bem também de você, Nori).

Rodney Brocanelli disse...

Eu não perdia um "É Hora de Esporte", que passava diariamente ao meio-dia.
Eu assisti Flamengo 1 x 4 Palmeiras, pelo campeonato brasileiro de 1979 (eu tinha uns oito ou nove anos) ao vivo na Cultura. A narração foi de Luiz Noriega. Lembro que no final do jogo, ele ficou indignado com o Beijoca, que entrou no Fla quase no final da partida só para arrumar confusão. "É um mau elemento!" voiciferava ele, com toda razão. Escrevi contando isso ao Claudio Zaidan, no "A Caminho do Sol" da Rádio Bandeirantes, e ele elogiou o seu pai. Disse que ele não precisava gritar. Bons momentos. Abraços

Carlos Cicarelli disse...

Jose Carlos Cicarelli,foi um fenomeno na tv cultura,pena que acabou esquecido pela mesma e pelas outras emissoras,acho que valeria a pena a Band tentar um contato para que tenha uma participacao na tv.Todos iriam amar.....

Carlos Cicarelli

Anônimo disse...

Olá,
Meu nome é Rodrigo Alexandre Valério,
sou rádialista e estudante de jornalismo.
Sou dá cidade de Olímpia(SP), onde o grande Luiz Noriega começou no rádio.
Preciso muito de um contato com ele.
Alguem me ajude
meu e-mail: rodrigo_valerio@hotmail.com
msn
Por favor me ajudem

João A. Andrade disse...

Noriega: seu pai o grande Luís Noriega(são paulino, como você, correto?), fez uma narração antológica, em 1971, num jogo histórico Corinthians 4 x 3 Palmeiras (lembra?). Ele "cantou" que o Corinthians ao empatar em 2 a 2, o jogo não ficaria assim, haveria mais gols, e óbvio o que aconteceu. Parabéns.

João A. Andrade disse...

Me lembro que no programa de segunda feira a noite na cultura, o Orlando Duarte, assumiu ser torcedor da lusa, citou Zanforilim com do Corinthians e ao falar que o Cicarelli era palmeirense(o sobrenome condena), este reagiu zangado dizendo que não. Esta equipe era competente e divertida. Onde anda o Carlos Eduardo (Dudu), repórter de campo?

Anônimo disse...

Cicarelli dizia;" O Palmeiras abre o placar em Morumbi""
Noriegão: "TAí o primeiro gol"
narravam com emoção, e sem tomar partido, que saudades da minha infância. Onde está este pessoal todo! fazem falta!!!!!!
Rodolfo de mauá

Serginho Caffé disse...

Década de 70, esses maravilhosos profissionais, tornavam ainda mais mágicas as emoções de assistir ao futebol.
O meu Palmeiras de Ademir da Guia e Mendonça, Leão supremo no gol, e os pontas Nei e Edu bala, para os gols de Toninho, e sabe onde?...no Pacaembu, aquele templo do futebol, onde o verdão foi o maior ganhador de jogos de todos os tempos, lá dentro...casa do corinthians, que nada!
Essa equipe da Cultura era imbatível, parece que até os gramados eram mais verdes.
Noriega que saudades, Cicarelli era gênio...Nossa, quanta grandeza, no esporte e no jornalismo esportivo.
Eu ouvia esses campeões e ia aos estádios..portanto eu estive lá.

valdir33 disse...

Tenho muita saudade das narraçôes do Cicarelli, ouvi muito isso" é o golll do São Paulo, Serginhooo" que falta faz. Goatava muito do programa é hora do esporte. ao meio dia .

Anônimo disse...

Para mim as lembranças dessa época são maravilhosas. Assistia sempre os programas dessa excelente equipe e me sentia como parte dela. Eram amigos que estavam do outro lado da minha sala atraves da televisão. Lembro do programa em que o Dadá falou da sua vida... Foi emocionante. Lembro de uma volta das férias que o Carlos Eduardo,o Dudu, voltou de peruca... Foi sensacional. Enfim, uma época maravilhosa de muitas saudades. Parabéns Nori, continuo sendo fã da família.

LUCIANO disse...

LEMBRO PERFEITAMENTE DOS BORDÕES
CICARELLI: É O GOOOOL DO .... NO PACAEMBÚ.
ORLANDO DUARTE: GOL! GOL! GOL!
E A NARRAÇÃO INESQUECÍVEL DO GRANDE LUIZ NORIEGA NA FINAL DO PAULISTA DE 1983.... CORINTHIANS !!!! PRIMEIRO GOL NO MORUMBI!!!! SÓCRATES!!! CRESCI OUVINDO ESSAS NARRAÇÕES QUERENDO SABER QUEM ERA QUEM. ENGRAÇADO QUE UM DIA NUM DOMINGO DE MANHÃ NO PACAEMBÚ O CORINTHIANS JOGOU CONTRA O BOTAFOGO DE RIBEIRÃO PRETO QUE TINHA COMO CRAQUE PAULO CESAR CAPETA. AO SAIR DO ESTÁDIO JUNTO COM MEU PAI E MEU TIO, NOS DEPAREMOS COM UM SENHOR ALTO, SÉRIO. MEU PAI MEU CHAMOU DE LADO E ME DISSE: SABE QUE É ESTE SR. RESPONDI QUE NÃO OBVIO. E PARA MINHA SURPRESA ACHEI QUE ESTAS PESSOAS NÃO EXISTIAM, A RESPOSTA FOI LUIZ NORIEGA. ELE NÃO ME DISSE UMA PALAVRA, MAS SAIBA QUE SAI MAIS FELIZ DO PACAEMBÚ POR TER APENAS VISTO LUIZ NORIEGA, DO QUE A VITÓRIA DO CORINTHINAS QUE HAVIA GANHO O JOGO POR 2X1.

reinaldo.alves disse...

Grand Noriega, talvez vc seja ao lado do PVC o melhor comentarista esportivo atualmente, bom no seu caso está no sangue. Parabéns.

Tenho muito saudades do José Carlos Cicarelli, tremendo narrador que deveria ter ido para a Globo e ser reconhecido nacionalmente. Por onde anda ?
saudades daquela voz ! muito melhor que os atuais. Aliás, a equipe toda era muito boa.
Parabéns por manter essa memória viva !!!

Sucesso !

Reinaldo

Rodrigo disse...

Só vejo essa maravilha 3 anos depois...eu sou muito fã do seu pai, do Cicarelli.
Como disse o Capriotti, também cresci com o prato no colo vendo esses caras na frente da TV. Uma maravilha.

josé carlos disse...

Ei, pessoal, adorei os depoimentos de todos sobre o nosso trabalho; agradeço as manifestações de elogio e saudade.Continuo muito vivo, graças a Deus e á disposição de todos.Gostaria muito de voltar a narrar na tv,mas isto depende do interesse de quem contrata...
Um grande abraço ao Maurício(Mau)
e a todos os nossos fãs!!

Ricardo Ventura (Santo André) disse...

É hora de esporte fez parte de minha vida nos anos 80, não só pela beleza do programa, da equipe, nas narrações maravilhosas do José Carlos Cicarelli e José Góes, dos comentários de Orlando Duarte, da Apresentação do Zanforlin, mas também do futebol da época, clássicos regados à emoção. Eu era apaixonado por Futebol de botão (aquele da Gulliver) e narrava os jogos imitando o Cicarelli. Maravilhoso !!! Abraço à todos.

Rubens disse...

Bom dia

Que bela mebrança.....

Esse time de comentaristas poderia muito bem ser contratado por uma SPORTV ou ESPN.....

Gente .... que saudades....

Um grande abraço

RUBENS DE GODOY TEMPONI

Rubens disse...

Bom dia

Sou artesão e fiz uma homenagem ao Muricy Ramalho

www.youtube.com

MURICY QUADROS

Se você puder dar uma olhada e mandar sua opinião...

Gostaria de prestar uma homenagem tambem para o pessoal da cultura ( para onde posso mandar?)

Um abraço
RUBENS DE GODOY TEMPONI

claudio disse...

Jose Carlos Cicarelli!!!!
Deus do Céu! Meu ídolo e preferido de todos os tempos. Se você ler isso Cicarelli seiba que só de ouvir seus jargões como: No Posteeee!Eeexeleeente jogada de Sócrates! Nossa da vontade de chorar.
Pra mim existiram dois gênios que gravaram pra sempre no universo as suas vozes inconfundíveis...
José Carlos Cicarelli e Tércio de Lima.
Se algem tiver o contato do Cicarelli iria agradeçer de mais.
Adoraria falar pessoalmente minha adimiração por ele.
Abraço Nori. Adorava ouvir seu Pai e o Dudu, nossa o Zanforlin, Luiz Gois... QUE SAUDADES!!!!!
Abraço de Cláudio Machado

escola enéas disse...

Nossa!
Parei para pesquisar sobre a " É hora
de Esporte".
NA minha infância e adolescência começava no domingo com o tape e os gols da rodada e depois na segunda e e vendo o programa com esses MESTRES.
Boas lembranças, gratas recordações!!!!

Rudnei Vieira - Sorocaba

Maurício da Cruz disse...

Grande bordão: "ESPORTE É CULTURA".
Eu era garotão... me lembro de tudo isso... de todos eles.
E hoje, me deparei entristecido com o anúncio da morte do GRANDE e INESQUECÍVEL Luiz Noriega.
Descanse em paz e pêsames à familia.

LAS CIPRIANO disse...

Saudades!Como tenho 63 anos tive o privilégio de assistir estas ¨feras¨no vídeo e por um bom tempo,e isto não se apagará na minha memória.A marca de um jornalismo sério,autêntico e inteligente.Um grande a todos.

Marky ramone ferraz disse...

Posso dizer que com 44 anos sou um cara de sorte de ainda ter vivido minha infância e adolescência torcendo pelo tricolor nos anos 80 e como disse o Caprioti, eu para desespero da minha mãe eu devorava meu almoço na frente da tv, assistindo os melhores momentos dos jogos no "É HORA DE ESPORTE". Até hoje tenho gravada as vozes dos narradores, a abertura do programa e sua músiquinha,etc. O programa começa ao meio dia e durava cerca de 40 minutos e eu ainda achava pouco. Não se falava sobre bastidores, fofocas e babação de ovo de times e jogadores como fazem muito hoje. Era hora de esporte mesmo!