domingo, dezembro 21, 2008

ALGUNS ELOGIOS QUE FAZEM A GENTE
ESQUECER ATÉ AS CRÍTICAS MAIS TOLAS

Críticas e elogio fazem parte, usando um termo da galerinha atual. Qualquer problema que ocorre com um conhecido seu, é certeza que, na valorosa tentativa de ajudar, pinte um faz parte. Desde que me meti a trabalha com opinião de futebol e esportes na TV eu sabia que precisava estar pronto para todo tipo de crítica e de análise sobre o meu trabalho. Felizmente, tenho colhido mais opiniões positivas do que negativas nessa caminhada, que muitas vezes é árdua, com fardos que não são nada fáceis de carregar e situações que a própria razão parece desconhecer. Mas, sacumé, faz parte.
Nos últimos dias fui agraciado com dois elogios que me deixaram muito feliz, os quais compartilho com os leitores do blog. Estava eu em Marília, na última rodada da Série B, para MAC e Ceará. Acaba o jogo, estou descendo as escadas de um triste Abreuzão quando ouço um chamado: "garoto, vem cá". Era o Cláudio Adão. Ele tinha ido a Marília ver o filho, Felipe Adão, jogar. O time do filho tinha acabado de cair para a terceira divisão, e ele teve a educação de me chamar. E trouxe a esposa, Paula Barreto, para o papo. " Paula, o que eu falo lá em casa?" Ela responde: "Que ele é o comentarista que você mais gosta porque ele vê o jogo".
Ouvir isso do Cláudio Adão, que pra quem não sabe ou não lembra, jogava muita bola e chegou a ser apontado como um substituto do Pelé, valeu demais, me deixou feliz e consciente de que estou trabalhando de maneira séria e correta. Isso sem contar o prazer de bater um papo com um cara simpático e gente fina como o Adão e também com sua esposa, uma pessoa extremamente educada e elegante.
Semana passada fui ao Museu do Futebol para um evento com blogueiros do SporTV, uma galera esperta, que escreve bem pacas. Encontro com o professor José Teixeira, um dos maiores estudiosos do futebol. Pra quem não sabe ou não lembra, José Teixeira foi treinador, preparador físico e pensador do futebol em grandes times e na Seleção Brasileira. Um de seus trabalhos mais conhecidos foi todo o mapeamento da crise do Corinthians nos 22 anos sem título, que ajudou o clube a conquistar o título de 1977. Cumprimento o professor e ele me devolve um "parabéns, você está muito bem" que me deixou desconcertado, partindo de quem partiu. Acima de tudo um homem sério e educado. Ganhei o dia.
Escrevo isso, também, porque a gente toma muita porrada quando escolhe esse caminho na vida. Óbvio que existem críticas construtivas, que apontam os erros que, claro, todos nós cometemos. Mas algumas críticas são tão descabidas que machucam, magoam. Dia desses li uma num site que se pretendia humorístico, na qual um cara disse que eu tinha a capacidade de errar o esquema tático dos times com cinco minutos de jogo. Crítica maldosa, preconceituosa. Essa dói.
Coisas assim chateiam. Mas faz parte.
Por isso é legal receber elogios de pessoas com as quais você não tem amizade, praticamente não conhece, e que tentam analisar seu trabalho sem o peso da paixão ou do preconceito. Felizmente, isso também faz parte.

7 comentários:

Joao Luis Amaral disse...

Fala, Nori!

É verdade. Os erros, quando apontados com critério, servem de mola propulsora para nos reinvertarmos a cada dia. O problema é que nem todos olham o próprio umbigo, antes de lançar uma fagulha nos outros... mas (adivinha?) faz parte!

Bom, eu não sou famoso, nunca fui bom no futebol, não escrevi um livro AINDA (é o que falta... já plantei árvores e tenho meu filhote...), mas posso fazer elogio também?

VC é um comentarista diferenciado, daqueles que não mostra o óbvio aos telespectadores. Um cara simples e que me faz trocar de canal só para ouví-lo analisar as partidas (até mesmo quando participa de jogos que não são do meu time).

Continue assim. E se reinvente sempre. É uma brincadeira divertida...
Um excelente Natal para vc e seus familiares, e que 2009 seja um ano repleto de grandes realizações e, claro, muito $uce$$o.

Grande abraço,
Joao Luis Amaral

Emerson disse...

Muito legal ouvir isso de um Cláudio Adão, o atacante que faria uma história fantástica, não fosse o joelho. Jogava um futebol fantástico, simplesmente.

Bom, também, o contraponto, pois Teixeira sempre foi um intelectual do futebol, ao passo que Cláudio Adáo é o cara que "esteve" lá.

Alexandre Giesbrecht disse...

Críticas anônimas não deveriam doer, porque partem de quem não tem coragem de aparecer para debater suas idéias, provavelmente porque não tem muita confiança nelas. Elogios, por outro lado, até são legais quando anônimos, mas quando vêm de pessoas consagradas e que entendem do riscado são ainda melhores. Parabéns. Você ganhou um belo presente de Natal que efetivamente é merecido. Só uma pena que você não pôde ir ao lançamento do livro do Menon. Eu teria tido o prazer de conhecê-lo pessoalmente.

Anônimo disse...

Nori,

Se estão pegando no seu pé de maneira jocosa é porque vc está bem.

Também gosto muito da maneira simples como vc enxerga uma partida e não faz criticas/comentarios/elogios de acordo com a camisa.

Parabés pelo trabalho.

Abraço,

Sérgio Viana

Anônimo disse...

Olá Nori tenho certesa que voçe tem muito mais quem elogia dos que criticam .
Hoje em dia a maioria não são comentaristas são torcedores a midia esta cheia destes que se acham comentaristas mas não passam de um bando de babacas.
Eu sou do tempo do Mario Moraes Mauro Pinheiro de quando seu pai narrava futebol eram PROFISSIONAIS e voçe tem tido a mesma linha de comentarios destes que citei.
Parabens felix natal e um otimo ano novo

Anônimo disse...

Oi Noriega,

Sou apaixonado por futebol e tenho acompanhado seus comentarios no SPORTV. Eu realmente às vezes me irrito com algumas analises e opiniões suas, e nem sempre concordo com sua visão do jogo de futebol. Mas gostaria apesar disso admiro seu trabalho e fico na audiência. Aliás, sinto saudades daquele programa de pré jogo na copa que você fez do brasil com analises táticas do jogo. Acho que aquele projeto merecia continuidade no SPORTV, talvez como um quadro semanal. Fica a sugestão. Um abraço. Dr. Gustavo. Itu.

Othom disse...

Nori

inveja é uma merda...nao ligue para comentarios maldosos, vc esta entre os top comentaristas de futebol.

Grande abraço e Feliz 2009!