sexta-feira, outubro 28, 2005

O País do habeas corpus

Agora a moda no Brasil é o habeas corpus. Já tô até vendo as próximas edições de revistas de celebridades avisando: "Famosos inauguram o verão do habeas corpus na ilha tal, no castelo isso"; "Primeiro grito do Carnaval do habeas corpus"; "Habeas corpus, o objeto do desejo dos vips".
Basta ter algum problema com a justiça, ter seu mandato ameaçado ou cansar da vida de preso para encomendar seu habeas corpus e gozar tranquilo o calor dos trópicos, ao lado do seu habeas corpus. Zé Dirceu, Maluf, Rocha Mattos já providenciaram os seus.
Será que tem jeito de algum time que se sentiu prejudicado com a anulação dos 11 jogos no Brasileiro pedir habeas corpus? Ou para isso o Zveiter de plantão, como diz o Alberto Helena Júnior, não vai dar bola?
Aqui de longe, do mundo nos que não devem nada para a Justiça, eu fico imaginando como funciona a engrenagem. Quando a situação fica complicada, os documentos e provas começam a aparecer e a gata prepara a fuga com a cinta (ditado popular gaúcho que empresto do avô do amigo Marco Aurélio Souza), é só tirar da cartola um habeas corpus preventivo. Roubou, prevaricou, alguém provou, não tem problema: "Eu tenho habeas corpus e me reservo o direito de não responder".
Esses dias recebi uma conta de gás absurda, três vezes mais cara que a média, e não me dão habeas corpus, embora tenha provado que não tem vazamento em casa e está tudo normal.
Gostaria de saber se o Supremo Tribunal Federal mostraria tanta agilidade para dar o habeas (afinal, ele já é nosso íntimo) para alguém que vai preso por engano e fica meses encarcerado.
Em resumo, HABEAS SACUS!

Um comentário:

RBorges disse...

Agora consegui comentar, acho que seu blog me deu um habeas corpus...