domingo, outubro 30, 2005

Na balada com minha filha

Certas coisas deveriam demorar mais para acontecer na vida. Mas quando acontecem antes da hora precisam ser saboreadas, quando é caso para tal.
Sexta-feira fomos ao casamento de um amigo da minha mulher. Tudo ótimo, bem servido, festão. A certa altura começa a rolar o som na pista. E quem inaugura a sessão embalos de sexta-feira à noite? Clara, minha filha, do alto de seus 4 anos e meio. Dançou sem parar, no ritmo, encantando a todos, até a uma hora da matina.
Enquanto pude, estive com ela, mas o pique da pequena me derrubou. A mãe, a tia e a avó materna se encarregaram de acompanhar nossa dançarina.
Fico imaginando quando ela tiver 15, 16....
Mas vai continuar sendo feliz, disso não tenho dúvidas.

Um comentário:

RBorges disse...

E Nori faz história ao escrever o primeiro post com baba na história! (rs)