domingo, dezembro 11, 2011


Semifinal é desafio

psicológico no

Mundial de Clubes


Estou no meio da viagem para meu terceiro Mundial de Clubes in loco. Gosto da competição, que ainda precisa se ajustar à questão meio doida do calendário internacional do futebol. O que parece muito difícil de ser conseguido. Afinal, os interesses de cada país precisam ser respeitados, assim como suas diferenças climáticas, culturais etc.

Nessas três edições no local e em outras que vi pela TV, cheguei a uma conclusão que compartilho com vocês, teclando enquanto não chega a hora de embarcar para 14 horas de voo de Nova Iorque a Tóquio. A de que a semifinal é a partida, no fundo, mais difícil e psicologicamente complicada para os times europeus e sul-americanos.

Mas por quê? Simples, porque é o jogo que os times grandes que vão ao Mundial não podem perder. Perder a decisão em jogo único contra um rival de peso, o que vale para sul-americanos e europeus, faz parte. Duro é cair na semifinal ante um time sem grande tradição. Os colorados ainda sentem a dor da derrota para o Mazembe e seus reflexos. O São Paulo sofreu barbaridade ante um time saudita em 2005, o próprio Inter suou sangue na semi de 2006, anes da glória contra o Barça.

Testemunhei esse nervosismo dentro do campo, em 2006, quando assisti a semifinal no gelado gramado do estádio Nacional de Tóquio. O peso dessa derrota, digamos, proibida, fez o jogo ficar muito mais complicado do que deveria ser. O Al Ahly jogou leve, solto, enquanto o Colorado era um time tenso, travado. Na final, contra o Barça, os comandados de Abel Braga jogaram com mais leveza do que na semifinal.

Eis que no meio do caminho santista aparece o Kashiwa de Nelsinho Batista, de Leandro Domingues e Jorge Wagner. Sempre achei que seria mais complicado esse adversário que o Monterrey. Porque vem em ritmo de competição, joga em casa, adaptado ao clima e não tem muito a perder.

O Santos é melhor, tem craques que podem decidir o jogo, mas precisa controlar a ansiedade e essa armadilha de se falar sempre na final, de se almoçar e jantar Barcelona antes de papar a entrada, que é o time japonês. Que não pode ser tratado como aperitivo.

  

10 comentários:

Futebologia Brasil disse...

O Santos têm um desafio Monumental nesse mundial. Contra o Real, o Barça mostrou sua supremacia estratosférica. Convido o amigo a uma visita: http://futebologiabrasil.blogspot.com/2011/12/um-cego-na-coleira.html . Sabendo de seu gosto por música, acredito ser difícil não gostar (risos).

Um abraço

Renato ZD disse...

Ah! Nori: quem fala sempre no Barcelona antes do jogo da semi final é a imprensa. Muricy e seus comandados respondem sobre o Barcelona sempre enfatizando que primeiro precisam passar pelo jogo da semi, até pelo exemplo do ano passado, ou seja, a "armadilha" é criada pelos repórteres. Nesse sentido a imprensa então, mais atrapalha do que ajuda, certo? Quanto à ansiedade, eu que sou apenas torcedor do Santos to ansioso pra caramba, imagina os caras!

David J. Pereira disse...

Boas!

Devo dizer que gosto imenso deste blogue!

Podem adicionar os meus aos vossos links? Eu prometo que retribuo :p

http://davidjosepereira.blogspot.com/

Saudosos cumprimentos!

Hugo disse...

O Barcelona pode ser chamado de ” Barcelona de footbal asociation” e o Santos de ” Santos de futebol desassociação” pelo menos neste jogo.
Espero que não só o Santos e seus profissionais tenham aprendido um pouco sobre este esporte, mas todos os que assistiram a partida principalmente no Brasil.
O Barcelona foi tão superior que nem firulas ou lances duvidosos aconteceram durante a partida, a objetividade é colocar a bola além dos tres páus e evitar que o adversário faça o mesmo tocando a bola o tempo todo para não dar chance.
Vimos poucos dribles e os que vimos foi com objetividade e seriedade sem a minima pretenção de menosprezar o adversário.
Desta forma só se pode aplaudir.

Hugo disse...

Noriega:
Respeito todos os profissionais da imprensa esportiva e tenho ciencia de que cada um tem uma forma de ver o futebol, suas preferencias e pontos de vista.
Você mostra ser um cara inteligente e que analisa de forma coerente e um tanto quanto isenta, a única coisa que me deixa um tanto quanto aborrecido contigo é quando seu entusiasmo começa a exasperar e você começa a exagerar nas frases usando muito a palavra "LITERALMENTE" de forma equivocada.
Pelo modismo (nós seres mortais) poderíamos até usar no dia a dia, mas vocês que são o exemplo de um jornalismo moderno e atual deveríam se prestar um pouco mais a servir de padrão a 'nós outros' tão menos instruídos.
Minha critica pode até lhe deixar chateado principalmente vindo de um aposentado industriário sem muita formação, mas creia que na melhor das intenções.
Este 'LITERALMENTE' usado de forma incorreta por grande parte da mídia está me deixando com os cabelos brancos.
Um abraço do velho ranzinza.

Raphael Souza disse...

Prezado Mauricio,

Vi o jogo pela Sportv, e gostaria de parabenizá-lo pelos seus comentários, principalmente quando você disse que os times brasileiros têm muito o que aprender com este time do Barcelona, que não dá chutão pra frente, e nem faz "chuveirinho" na área do adversário.
Espero sinceramente que, depois deste Santos X Barcelona, tenha início uma nova era do futebol pentacampeão mundial.

Boas festas!

edf disse...

Ajude na divulgação deste texto
No mesmo dia da derrota do Santos para o Barcelona surgiu no twiter um hashtag #Chora Neymar,eu pediria para quem é fã do Santos,do Neymar,do futebol bonito,e mais importante,do futebol brasileiro que divulgasse esse texto para o máximo de pessoas possíveis,para que esse texto,essas idéias e essa motivação cheguem nos ouvidos da diretoria do Santos,dos jogadores e do Muricy,ajudem vocês também comentaristas esportivos.Pessoal já que o twiter é uma ferramenta de grande divulgação, criem o hashtag #Força Santos,ainda tem 2012,Barcelona que espere
Santos se torne o monstro do futebol brasileiro,pra uma possível revanche com o monstro do futebol europeu

edf disse...

LEIA ISSO,EU ACREDITO QUE VOCÊ VAI GOSTA,AJUDE NA DIVULGAÇÃO
Na tática
O Santos atuou na 5-3-2, mudando para o 4-3-1-2 no segundo tempo. E o Barça atuou no 3-1-3-3.E com a posse de bola de 71% para o Barça e 29% para o Santos.
O Barcelona no seu estilo clássico de marca em pressão quando perde a bola,sempre com o homem mais próximo indo em direção ao jogador com a posse de bola e com os outros grudados nos outros possíveis jogadores que estão aptos a receber esse passe,com isso o jogador sendo pressionado procura tocar a bola,mas devido a pressão ele rifa essa bola,que resulta na volta da posse de bola ao Barcelona,com isso o Barcelona começa a tocar a bola com paciência até “transferir” todos os seus jogadores para o campo adversário,e com todos eles lá basta paciência para individualidade de algum dos jogadores em uma arrancada,em um chute ou em um passe para o companheiro para decidir o jogo.O Santos optou por um esquema que coloca-se 7 jogadores atrás marcando por zona,com isso chamava o adversário para o seu campo e com uma roubada de bola apostava em passes largos,lançamentos para 3 jogadores,Neymar,Ganso e Borges.Esperando que 1 desses 3 resolvessem.Mas esqueceram que se não conseguissem resistir a pressão atrás era questão de tempo para o gol do Barcelona sair,e sair atrás abaixa a confiança de qualquer time,e principalmente se ele estiver jogando contra o Barcelona,com isso o psicológico dos 3 jogadores de frente do Santos pesou nessa hora,com isso não conseguiram render o esperado.Esse plano de jogo e o esquema tático na minha opinião foram arriscados,daria dado certo se a defesa tivesse barrado tudo tudo,o que não aconteceu,e todos nós sabemos que a defesa do Santos não é o seu ponto forte,pode melhorar bastante,mas atualmente é o ponto fraco assim com demonstrou ser no brasileirão.O Santos chegou tão longe e na hora da decisão arriscou pouco.
Podemos dizer que a postura do Santos no primeiro tempo foi desagradável, respeitando muito o outro time,assustando pouco.Quando quis se soltar no segundo tempo o jogo já estava liquidado.

edf disse...

AGORA CONTINUE LENDO, POIS É A PARTE MAIS IMPORTANTE DA ANALISE
Todos estão cansados de dizer que esse time é o melhor do mundo atualmente,que vai entrar para a história,que possui jogadores e um técnico brilhantes, e isso tudo é mesmo verdade,mas isso tudo não quer dizer que esse time seja imbatível ou perfeito,pois tudo é possível e a perfeição não existe.A perfeição não existe,parece clichê mas é a mais pura verdade,ainda mais no futebol.Todos os times,jogadores,técnicos almejarão a perfeição e a seguiram para sempre.É possível sim adquirir um brilhantismo jamais visto,mais jamais a perfeição.Todos os times cometem falhas,possuem pontos fracos,e com o Barcelona não é diferente.Vocês já escutara, aquele ditado:”Se não pode vencê-lo,junte-se a ele”,então um modo de encarar o Barcelona seria tentar m realizar a marcação homem-a-homem não desgrudando nem um minuto do seu alvo,como eles fazem quando perdem a bola,mas claro que exigiria mais esforço físico e uma dedicação maior.E também semelhante a eles realizar a marcação pressão no campo do adversário,não dando tempo de deixar o adversário pensar na jogada.Com esses 2 tipos de marcação os jogadores cansariam,mas os do Barça também.E o crucial seria que quando o time estivesse com a bola nos pés não abrisse mão do seu estilo de jogo,sendo drible,bola cruzada na área do adversário,tabelas,lançamentos,mas que um jeito ou de outro atacasse,pois o Barcelona é genial no ataque,no toque de bola,mas não na defesa.E ao enfrentar o Barcelona os jogadores nunca podem perder a vontade,a raça e o comprometimento.Claro que isso não é de uma hora pra outra,exigirá treinos e testes contanstes disso em outros times.No caso do Santos o que faltou foi os 2 tipos de marcação e um dia inspirado de Neymar,no Brasil quando ele toca na bola ele sempre tenta uma jogada desconcertante,o que ele não fez contra o Barça(apenas 1 vez),como eu já disse respeitaram demais o adversário.
Santos
Após a derrota o Santos virou alvo de criticas assim como os seus jogadores.A mídia e os torcedores de outros times tratam como se o Santos tivesse sido humilhado pelo Barça,mas qual time não foi envolvido pelo o seu futebol?.Qual time ganhou do Barcelona na temporada?(a não ser pelo Getafe e o Real Madrid pelo magro placar de 1 a 0).E também disseram que foi humilhante para o futebol brasileiro,que o Santos não representou bem o Brasil.Dos 4 títulos disputados,ele ganhou 2,vergonhoso é ter 5 times brasileiros em uma Libertadores(Santos,Flumimense,Internacional,Cruzeiro,Grêmio)e 4 serem eliminados na mesma noite,vergonhoso é um dos maiores times do Brasil,o Corintias, ser o primeiro time brasileiro a ser eliminado na pré-libertadores.Mas não perder pro melhor time do mundo atualmente é humilhação.Se o Campeão da América perdeu de 4 a 0,imagine os outros times.Parem com as criticas sem sentido.
Apesar de eu defender o Santos das criticas, ficou a impressão que dava para ter sido melhor,isso todos nós sabemos.

edf disse...

ATENÇÃO,AS CRITICAS QUE EU VOU APRESENTAR AQUI SERVE PARA AUXILIAR NA MELHORA DOS JOGADORES DO SANTOS E DO MURICY,ASSIM COMO NA MELHOR COMPREENSÃO DOS LEITORES
Pelo que eu me lembre o Muricy disse uma vez que não gostava de aprender com a derrota,mas sim com as vitórias.As conquistas de títulos mascarou os defeitos do Santos,isso ficou bem claro com essa derrota.Então Muricy e os jogadores terão que aprender com essa derrota.O Neymar não deve se intimidar com os grandes de Europa e partir pra cima sempre como o de costume,o Ganso tem uma ótima qualidade em seu passe,mas sem a bola ele fica muito estático(parado) em campo e na boa Ganso é necessário ajudar na marcação sempre,seja com roubadas de bola ou cercando o adversário e não esperando que a bola chegue aos seus pés,e o PH Ganso deve melhorar a sua condição fisica,a defesa precisa melhorar no corte e na velocidade para acompanhar os atacantes adversários.E a diretoria deve trazer reforços principalmente para a zaga e para a lateral,com compra de novos jogadores ocorreria a disputa saudável dos jogadores por posição,assim conseqüentemente cada um daria o melhor de si para fazer parte do time titular,assim todos melhorariam.E Muricy invista em jogadores como o Felipe Anderson,Rodrigo Possebon,Anderson carvalho e Tiago Alves e aprenda com a derrota.
Assim como nós torcedores os jogadores,a comissão técnica e o próprio clube devem estar frustrados com a perca do título,mas eles podem estar frustrados,tristes,confusos,eles iram se reerguer,se levantar novamente,e com isso eles irão voltar melhores do que nunca ano que vem,o Ganso será melhor do que o Ganso de 2010,o Elano será melhor do que o Elano do paulistão e o inicio da libertadores de 2011, o Neymar e Borges voltaram melhores do que o Neymar e o Borges de 2011,a defesa voltará bem melhor,o Rafael voltará melhor do que ele já é,os volantes voltarão melhores e o Muricy irá arrumar uma defesa onde ninguém passa e um ataque fulminante.Tudo isso para ano que vem,ocorra a revanche entre Santos e Barcelona,e que tenha um fim diferente.Vai pra cima Santos.