domingo, junho 05, 2011



E sem o Ganso,

como fica, Mano?


                Fraquinho o desempenho do Brasil diante da Holanda. Vaia é direito de torcedor, sagrado. Mas chamar o time de mano Menezes de timinho é um exagero.
                Amistoso é teste, laboratório, embora todo mundo sempre queira ganhar. O Brasil precisa de treino, entrosamento, preparo físico uniforme, coisas impossíveis de se adquirir neste momento.
                Mas precisa de uma coisa mais urgente: do Ganso. E quando não tiver o Ganso, quem joga, quem pensa, quem organiza e cria?
                A Holanda quando não tem o Sneijder, tem o Affelay, que também sabe pensar o jogo.
                O dilema de Mano deve ser mais ou menos este: se eu não tiver o Ganso, como faço?
                O Brasil simplesmente parou de produzir meias criativos, pensadores, clássicos. Ganso é o elo perdido. Tem o Douglas, do Grêmio, muito abaixo do Ganso, mas que desempenha a mesma função, tem a mesma característica. Mas será que se queimou no amistoso contra a Argentina?
                A realidade é mesmo essa: o Brasil parou de produzir o camisa 10, o dono do time, o condutor. Temos ótimos atacantes, uma profusão de bons zagueiros e volantes versáteis.
                Mas lá nas catacumbas das categorias de base, no berçário dos grandes jogadores, o camisa 10 é uma espécie em extinção. Deveria ser decreto do Ministério dos Esportes que todo time de categoria de base tenha um camisa 10, que jogue como camisa dez, que seja um moleque habilidoso, que goste de lançamentos, de distribuição de jogo. Não vale dar a 10 pra um volante e tentar enganar todo mundo.
                Por enquanto, vamos torcer pro Ganso voltar nos trinques. 

8 comentários:

Felipe disse...

No Galo tem um camisa 10 que teve oportunidade com o Dorival que está agarrando a chance... um tal de Giovani. Mto promissor...

Diego Bevilacqua disse...

Nori, uma Seleção vitoriosa não da pra depender assim de um jogador. Tudo bem q eh bom e tal.. mas o time tem 11.. não da pra ter um salvador.
O Robinho pode fazer essa função.. sem o mesmo brilho, mas com entrega e contade.. habilidade ele tem.. O Ganso ja mostrou q alem de estar sempre machucado, nao tem carater... aí fica dificil jogar a responsabilidade da Seleção nele!

Ricardo Pena disse...

Enquanto a CBF insistir no Robinho, o Brasil não vai pra frente. Ter 3 atacantes e o 10 ser o Elano é fanfarrisse do mano. Se ontem começasse com o Lucas no lugar do Robinho, ganharia mto no meio... Apesar de o Lucas ser praticamente um segundo/terceiro atacante, assim como o Kaka.
Volta logo Ganso! E vaza Robinho!

cleber Andre disse...

Boa Nori! Sou seu fã e concordo com vc com relação ao Douglas. Esta abaixo do camisa 10 santista, mas não atras de quem o substitue na seleção, talvez por isse acho que ele poderia ter mais chances na seleção. Ontem eu não conseguia parar de pensar na diferença de estrutura que teriamos se o maestro estivesse em campo. Tivemos varias trocas mas ninguem deu o tom que dariam Douglas e especialmente Ganço.

Outra duvida: Brasil sabe jogar com homem de referencia como Fred e Damião? Nunca vi antes. Ronaldo e Romario eram diferenciados, Pato também. Damião ta em boa faze, mas é homem de area. Preferia Hulk, so perde no cabeceio mas supera todos os outros fundamentos. Oque acha?

Abraço.

Rodolfo disse...

Jogador do estilo do Ganso, brasileiro, hoje em dia, só o Alex, ex-Palmeiras...

Vinicius disse...

Nori, o problema é que nas categorias de base os treinadores e seus métodos científicos estão atropelando a improvisação. Um jogador com mais talento que os outros mas que as vezes não tenha a mesma dinâmica que os outros, mais lento, não tem chance. O habilidoso franzino e o talentoso porém masi lento não tem vez, já os raçudos, polivalentes, com obediência tática e com passaporte europeu.........

Renato Olívio disse...

Grande Nori, tudo bem?
Meu nome é Renato, sou Jornalista formado pela Unesp de Bauru (SP) e morador de Olímpia (SP). Outro dia, em um churrasco de confraternização, conversei com o Luiz Fernando Rimoli e ele me contou que você tem laços aqui na cidade. Admiro demais o seu trabalho no SporTV e saiba que me espelho bastante no seu estilo quando busco comentar esportes. Atualmente me encontro meio perdido depois de terminar minha graduação, então o Rimoli me sugeriu que o procurasse para que me desse algumas dicas.

De qualquer forma, quando tiver um tempinho, dê uma olhada no meu blog. O endereço é: www.futemetal.blogspot.com

Abraços

Marcel disse...

Olá Mauricio

Acompanho seus comentarios e o de seus colegas no sportv a bastante tempo e penso que isso é uma conjunçao de 3 fatores

1- As bases nao formam mais camisas 10 na acepçao da palavra... formam só brucutus ou volantes versáteis... é a porcaria do futebol moderno...

2- Não estamos formando mais atacantes devastadores que causem medo nos adversarios. só bons jogadores

3- E por ultimo, coisa que ninguem tem notado e é grave. Essa é a primeira seleçao brasileira que vejo , sem protagonistas desde que nasci a quase 40 anos. Estamos passando por um periodo de entresafra parecido com aquele de 1990. Isso é perigoso neste momento de copa no Brasil.
Ademais o Mano, tem algumas esquisitisses ... Por exemplo o fato dele chamar o Andre Santos , o Elias ,o Jadson ou o Fred

O fred nao fez absolutamente nada para ser convovado. O andre santos nao é jogador de seleçao , e o Elias , só com muito esforço para incluir entre os 22. Eu gosto dele mas para servir a seleçao como titular precisa jogar mais

Quando é que os jornalistas, vao criar coragem e dizer que o mano está chamando muito seus amiguinhos para a seleçao?

Porque é isso que ele está fazendo... só na lateral esquerda tem 2 melhores que o titular.