quinta-feira, outubro 11, 2012


 

Blogjornalismo?



Sou um entusiasta das chamadas novas mídias. Internet móvel, fixa e por aí vai.

Mas Jornalismo não se adapta ao tipo de veículo que distribui o conteúdo. Ou é bom, ou não é.

Algumas coisas matam o bom Jornalismo. Uma delas é a pressa. Outra é a falta de assunto para preencher um espaço.

Entre as novas mídias está o blog. Transformado em ferramenta de notícia por gente responsável, que utiliza naquele espaço a mesma diretriz que utilizaria num jornal impresso, na rádio, na TV. No Jornalismo.

Mas existem muitos pecados desse, vá lá, blogjornalismo, se é que o termo existe.

Entre eles a pressa e a falta de assunto.

Fulano tem que alimentar o blog, escrever alguma coisa, buscar algumas visitas no cyberespaço para seduzir patrocinadores, ganhar uns cliques, convencer o portal de que seus textos valem o investimento.

Aí ele pega uma notícia, que é notícia em qualquer parte do mundo, com o bom e velho o que, quando, como, onde e porque, e divide em três, quatro notas, como se fosse Jack, um estripador da informação. Com isso, enche seu espaço. Mas não dá notícia alguma, porque nessa pressa ele acabará publicando um desmentido que deveria estar na mesma notícia, mas para encher espaço vira outra nota.

Ou, então, tá naquele fim de tarde, não pintou nada que valesse uma notinha digna, ele resolve entrevistar alguém. Geralmente sem importância alguma, um coadjuvante qualquer de uma área em questão. E tenta transformar essa nota em algo relevante caprichando no título.

Enfim, mais uma ferramenta bacana que vai sendo mal utilizada por alguns, quando deveria, se bem utilizada, representar um belo campo de trabalho.

Porque aquela história de ouvir o outro lado deveria servir para completar um texto de uma notícia completa, com leide, com corpo e um fechamento. Mas infelizmente hoje está confuso. Sujeito publica que cidadão x afirma que contribuinte y lhe deve tanto. Dez minutos depois, outra nota: contribuinte y diz que não deve nada e acusa cidadão x de calúnia. Mais cinco minutos e: cidadão x afirma ao blog que tem revelações bombásticas. Aí você lê o texto e ele não revela nada.

Enfim...

3 comentários:

Alex1975 disse...

Nori...Troque a "preça" do 3.º parágrafo por pressa, por favor!!!!!!!!!!!!

Hildon Carrapito disse...

Nori, bom ver que você está ativo por aqui.
Eu tô na dúvida se foi de propósito ou não, mas na pressa, a palavra 'pressa' acabou saindo 'preça', lá no começo do texto.. dá uma olhada lá e depois apaga o meu comment

abs.

Nori disse...

Obrigado a quem alertou. Jamais confie no corretor ortográfico. A pressa se transforma em "preça" se vc não presta atenção.